Bahia 0x0 Cruzeiro - 12/10/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 3x3 Escudo São Paulo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Corinthians.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 3x3 Escudo São Paulo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Corinthians.png
No estádio Pituaçu
Escudo Bahia.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Bahia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra Bahia
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Bahia.png Gol aos do Escudo Bahia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Bahia.png
Bahia
0 × 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
29ª rodada do Campeonato Brasileiro 2011
Data: 12 de outubro de 2011 Local: Salvador, BA
Horário: 21:50 Estádio: Pituaçu
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca Público pagante: 13.904
Assistente 1: Dibert Pedrosa Moisés Público presente: Não disponível
Assistente 2: Jackson L. Massarra dos Santos Renda: R$ 265.110,00 R$ 265.110
Cr$ 265.110
NCr$ 265.110
Cz$ 265.110
NCz$ 265.110
(preço médio: R$ 19,07 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Bahia: Cruzeiro:
31. Marcelo Lomba 1. Fábio
21. Gabriel Substituição realizada de jogo ( 14. Danny Moraes ) 2. Vitor
28. Paulo Miranda 3. Léo
22. Titi Cartão amarelo recebido aos 4. Victorino
27. Dodô 5. Marquinhos Paraná
87. Maranhão 6. Everton
7. Fahel Cartão amarelo recebido aos 7. Roger Substituição realizada de jogo ( 16. Élber Pimentel )
55. Fabinho 8. Charles
16. Guilherme Camacho Substituição realizada de jogo ( 77. Lulinha Cartão amarelo recebido aos ) 9. Keirrison Substituição realizada de jogo ( 17. Ortigoza )
68. Jones Substituição realizada de jogo ( 79. Reinaldo ) 10. Montillo
9. Souza 11. Wellignton Paulista Substituição realizada de jogo ( 18. Anselmo Ramon )
Técnico: Joel Santana Técnico: Vágner Mancini
Reservas que não entraram na partida
Bahia: Cruzeiro:


Pré-Jogo

Em 16º lugar com 30 pontos, o Cruzeiro pode terminar a rodada em 15º ou 17º lugar.

O treinador Vagner Mancini não poderá escalar o lateral Diego Renan, os volantes Leandro Guerreiro e Fabrício e o atacante Bobô, contundido.

Em 14º lugar com 34 pontos, o Bahia permanecerá onde está, independentemente do resultado.

O treinador Joel Santana não poderá escalar os laterais Ávine e Jancarlos, o beque Nen e o meia Carlos Alberto, contundidos. Nem o lateral Marcos, que pertence ao Cruzeiro, e o volante Helder , suspenso.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 21h45 – Times em campo com uniformes tradicionais. Bahia com camisas brancas com duas listras horizontais, uma azul, outra vermelha, calções e meias azuis.
  • 21h48 – Execução do Hino Nacional.
  • 21h52 – Um minuto de silêncio pelas mortes dos ex-presidentes das federações cearense e mineira (Elmer Guilherme).
  • 00 – Reservas do Cruzeiro: Goleiros: Rafael
 Monteiro, Naldo, Gabriel Araújo, Sandro Manoel, Bruninho, Elber, Anselmo Ramon.
  • 21h53 – Começa o jogo. Cruzeiro, à esquerda das tribunas, dá a saída e perde imediatamente a bola.
  • 01 – Bahia cobra falta pela esquerda, Victorino tira de cabeça.
  • 01’30”- Deixaram o goleador livre - Bola cruzada da direita por Jones, Souza cabeceia, Fábio defende.
  • 02 – Duzentos cruzeirenses presentes em Pituaçu. Máfia Azul, Jovem e Pavilhão Independente presentes.
  • 03 – Charles dá passe a Souza, que inicia contra-ataque no meio de campo.
  • 04 – Maranhão recebe em impedimento e arremata pra for, depois do apito do Juiz.
  • 05 – Camacho cobra escanteio pela esquerda, Keirrison, marcando Souza, corta.
  • 06 – Mancini tenta arrancar pela direita, mas é desarmado por Jones.
  • 07 – Bola cruzada da direita, Leo Simões, marcando Souza, corta pra escanteio. Juiz dá tiro de meta.
  • 08 – Bola longa pra Keirrison, Titi corta.
  • 09 – Bahia ataca pelas duas pontas. Laterais do Cruzeiro concedem espaços generosos marcando à distância.
  • 10 – Jones cruza da direita, Leo Simões corta de cabeça.
  • 11 – Marquinhos Paraná e Leo Simões trocam passes na defesa. Cruzeiro não quer jogo veloz.
  • 12 – Charles tenta tabelar com Vítor, que é desarmado na entrada da área.
  • 12’30”- Roger Galera lança Montillo. Rápida demais, bola sai pela linha de fundo.
  • 13 – Bahia troca passes lentamente, Cruzeiro fechado na defesa.
  • 14 – Fabinho chuta forte, de fora da área, Fábio espalma pra escanteio.
  • 15 – Camacho cobra escanteio pela esquerda, bola passa por toda a área, Marquinhos Paraná sai jogando.
  • 16 – Cruzeiro troca passes na linha média.
  • 16’30”- Montillo cruza da esquerda, Wellington Paulista cabeceia pra fora.
  • 17 – Bahia troca passes na linha média, Cruzeiro cerca.
  • 18 – Preço do ingresso: R$60. Público médio em Pituaçu: 21 mil.
  • 19 – Dodô cruza da esquerda, bola atravessa a área celeste, com perigo.
  • 19’30”- Camacho cobra escanteio pela esquerda, Fábio corta com os punhos.
  • 20 – Fábio recebe falta de Fahel, Juiz não marca, goleiro reclama muito.
  • 21 – Wellington Paulista joga fixo entre os beques. Keirrison sai mais da área. Ataque celeste não funciona.
  • 22 – Defesaça! Gabriel cruza da direita, Souza cabeceia à queima-roupa. Fábio defende no susto, Vítor dá um bico e limpa a área.
  • 23 – Keirrison lança paa área, bola sai forte e escapa pela linha de fundo.
  • 24 – Keirrison recebe na área, em posição legal. Bandeira Dilbert marca impedimento.
  • 25 – Cruzeiro volta a tocar bola lentamente em seu campo de defesa. Bahia se fecha, nada acontece.
  • 26 – Vítor cruza da direita, Camacho corta de cabeça. Montillo fica com o rebote, passa a Vítor, que volta a cruzar. Defesa faz escolta, bola pela linha de fundo.
  • 27 – Cruzeiro tenta atacar, mas Wellington Paulista erra um passe e a bola fica com a bequeira baiana.
  • 28 – Que susto! Charles perde bola no meio de campo, Vítor erra corte na defesa, Maranhão entra na área, mas é desarmado por Leo Simões com um carrinho temerário.
  • 29 – Titi comete falta em Vítor a 10m da meia lua.
  • 30 – Roger Galera chuta sem autorização do Juiz, que manda voltar a cobrança.
  • 31 – Charles rola pra Roger Galera, que chuta mal, fraco. Marcelo Lomba defende sem problemas.
  • 32 – Bola alta na área celeste. Fábio defende.
  • 33 – Maranhão derruba Charles na ponta direita.
  • 33’30”- Quase autogol! Roger Galera cobra, de curva. Souza cabeceia contra seu arco, Marcelo Lomba defende com muita dificuldade.
  • 34 – Bola parada, Fahel dá um sopapo em Wellington Paulista. Juiz não percebe.
  • 35 – Roger Galera cobra escanteio pela direita, Titi corta.
  • 36 – Camacho cobra escanteio, Paulo Miranda cabeceia, Fábio defende.
  • 37 – Dodô enfileira pela esquerda e chuta. Victorino corta, Fahel chuta de longe, Fábio defende.
  • 38 – Jones desce pela direita e cruza sem dificuldade, Fábio defende.
  • 39 – Finalizações: Bahia 7×1.
  • 40 – Cruzeiro joga lentamente.
  • 41 – Montillo aciona Keirrison que chega uma hora atrasado na bola, que fica com Lomba.
  • 41’30”- Gabriel cruza da direita, Victorino corta de cabeça.
  • 42 – Olha a danada da bola alta, de novo! Camacho cobra escanteio pela esquerda, Titi ajeita de cabeça, Paulo Miranda arremata, bola acerta Victorino.
  • 43 – Roger Galera cruza da direita, Francisco Everton cruza da esquerda, Camacho, dentro da área, corta com facilidade.
  • 44 – Vítor avança pela intermediária, mas é desarmado com facilidade por Dodô.
  • 45 – Fim de 1ª tempo. Finalizações: Bahia 8×1.
  • Wellington Paulista: “”Ele (Fahel) me deu uma cotovelada ou soco na nuca, o bandeira viu tudo e ninguém marca, o juiz finge que não vê.”
  • Paulo Miranda: “Eles estão jogando fechadinho, nosso time está sabendo jogar. Vamos ver o que o professor vai pedir pro 2º tempo pra fazer o gol.”

Segundo Tempo

  • 22h53 – Times voltam a campo sem alterações.
  • 22h55 – Começa o 2º tempo.
  • 01 – Francisco Everton derruba Dodô. Falta cobrada por Camacho, defesa celeste corta.
  • 02 – Victorino e Charles se chocam. Uruguaio cai.
  • 03 – Jones cruza da direita, Roger Galera corta, dentro da área.
  • 04 – Camacho cruza da esquerda, Marquinhos Paraná corta.
  • 05 – Maranhão dribla Leo Simões na esquerda, mas o beque se recupera e fica com a bola.
  • 06 – Saída de bola do Cruzeiro dá sono. Cruzeiro tem 54% de posse de bola, mas não cria jogadas.
  • 07 – Wellington Paulista cruza, Miranda corta, Wellington Paulista volta a cruzar, Fabinho cede escanteio.
  • 08 – Titi derruba Wellington Paulista. É a 20ª do jogo. Montillo cobra, Marcelo Lomba defende sem dificuldade.
  • 09 – Maranhão desarmado por Charles. Escanteio pela esquerda.
  • 09’30”- Tem base? Marquinhos Paraná é quem marca Souza nas cobranças de escanteio. 1m70 contra 1m88.
  • 10 – Camacho cobra, Maranhão conclui, Fábio defende.
  • 11 – Wellington Paulista tenta arrematar da entrada da área, Fahel abafa.
  • 12 – Gabriel chuta de fora da área, bola desvia em Victorino, Fábio defende.
  • 13 – Quase! Montillo cruza da direita, Marcelo Lomba desvia a bola, Roger Galera chega concluindo e com o arco livre, chuta na rede, pelo lado de fora.
  • 14 – Montillo cobra escanteio pela esquerda, com bola fechada, que Marcelo Lomba corta.
  • 14’30”- Charles erra passe no ataque, Maranhão puxa contra-ataque e cruza. Marquinhos Paraná corta pra escanteio.
  • 15 – Escanteio cobrado pela esquerda, Paulo Miranda cabeceia pra fora.
  • 16 – Troca! Roger Galera por Elber.
  • 17 – Poste! Elber recebe de Montillo e chuta forte, de fora da área. Bola acerta o poste esquerdo e sai pela linha de fundo.
  • 18 – Fabinho cruza, Charles, acossado por Jones, tira de cabeça.
  • 19 – Triangulação entre Montillo, Francisco Everton e Wellington Paulista é desfeita pela bequeira baiana.
  • 20 – Francisco Everton solta uma bomba. Marcelo Lomba defende com grande dificuldade.
  • 21 – Trocas! Jones por Lulinha. Camacho por Reinaldo.
  • 22 – Maranhão recebe bola enfiada e tenta cruzar, mas é desrmado por Leo Simões que cede escanteio.
  • 22’30 – Fahel cabeceia bola cruzada, Fábio defende.
  • 23 – Dodô cruza da esquerda, Paulo Miranda cabeceia pra fora.
  • 23’30”- Amarelo! Fahel dá botinada em Montillo, no meio de campo.
  • 24 – Troca! Gabriel por Dani Morais.
  • 24’30”- Montillo cruza pela direita, Dani Morais corta de cabeça.
  • 25 – Ortigoza recebe instruções de Vagner Mancini, que está preocupado com as duas linhas de quatro do Bahia.
  • 26 – Troca! Keirrison por Ortigoza.
  • 26’30”- Finalizações: Bahia 15×8. Keirrison não arrematou nenhuma vez.
  • 27 – Montillo cobra escanteio pela direita, Ortigoza cabeceia pra fora.
  • 28 – Milagre fabiano! Lulinha recebe livrinho da silva na entrada da pequena área. Fábio salva gol certo com o rosto.
  • 28’30”- Ortigoza arremata de dentro da área, bola sai rente ao poste esquerdo.
  • 29 – Lebrão velho! Fahel dá um pescoção em Charles. Juiz perdoa.
  • 30 – Montillo cobra falta, bola sai à direita de Marcelo Lomba.
  • 31 – Elber ataca pela direita, mas é desarmado com facilidade por Titi.
  • 32 – Leo Simões comete falta em Souza, mas leva a pior e sai no carrinho-maca.
  • 33 – Cruzeiro equilibra o jogo. Bahia perdeu fôlego e ímpeto.
  • 34 – Reinaldo cruza, Marquinhos Paraná se antecipa a Lulinha e sai jogando.
  • 34’30”- Amarelo! Lulinha passa o rodo em Marquinhos Paraná.
  • 35 – Amarelo! Thiago, goleiro reserva do Bahia, por reclamação.
  • 36 – Marquinhos Paraná chuta de fora da área, Titi corta, Ortigoza tenta encontrar Francisco Everton, Miranda corta.
  • 37 – Leo Simões chega antes de Souza e recua pra Fábio.
  • 38 – Francisco Everton rola pra Charles, que enche o pé de fora da área. Marcelo Lomba defende em dois tempos. É a 12ª finalização do Cruzeiro.
  • 39 – Maranhão, com cãimbras, sai de campo no carrinho-maca.
  • 40 – Francisco Everton cruza da esquerda, Wellington Paulista, impedido, cabeceia pra fora.
  • 41 – Bola na área celeste, Victorno, de cabeça, corta pra lateral.
  • 41’30”- Troca! Wellington Paulista por Anselmo Ramon.
  • 42 – Fahel recebe bola nas costas da zaga, impedido. Jogo parado.
  • 43 – Maranhão sente cãimbras, de novo, e sai no carrinho-maca.
  • 44 – Elber cruza da esquerda, Anselmo Ramon arremata de puxeta, Pra fora.
  • 45 – Reinaldo cruza da direita, bola sai pelo lado oposto. Tiro de meta.
  • 46 – Amarelo! Titi comete falta em Anselmo Ramon e ainda reclama.
  • 47 – Montillo cobra, defesa corta, Elber fica com a bola, mas não consegue arrematar.
  • 47’30”- Cruzeiro pressiona. Bahia retoma a bola, Souza cruza forte, da direita. Fábio defende com muita dificuldade.
  • 48 – Fim de jogo. Torcida do Bahia vai seu time.
  • Melhores em campo, segundo a UOL: Fábio teve atuação segura, fez defesas difíceis, especialmente no 1º tempo, que evitaram o gol adversário. Montillo, apagado no 1º tempo, melhorou na etapa final e deu ótimas assistências não aproveitadas pelos companheiros.
  • Piores em campo, segundo a UOL: Roger Galera que, sem inspiração, participou pouco do jogo, errou muitos passes e desperdiçou grande chance de gol. Guilherme Camacho que, encarregado de dar velocidade na passagem da defesa ao ataque, errou muitos passes.

Vídeos

Atuações

  • Fábio – Dois milagres e outras grandes defesas. O melhor em campo. (Síndico) ///
  • Vítor - Vitor hoje pediu pra ser cornetado, e com força. Não fez p… nenhuma o jogo inteiro, e no lance que seria o último ataque do Cruzeiro, ele prende a bola na lateral até perder. Assim não dá. (Paulista) /// Tomou um sem número de bolas nas costas o jovem Dôdo, lateral revelação do SCCp e reserva do Bahia acabou com ele, um vexame. (Cláudio Lemos) ///
  • Victorino – Ainda não voltou a mostrar o futebol do início do ano. Tem apagões durante o jogo entregando a bola pro adversário. (Wagner Caetano) ///
  • Leo Simões – Foi quem mais criou dificuldades para o ataque tricolor. Rebateu e marcou em cima. (Síndico) ///
  • Francisco Everton - Lutou muito junto com os demais defensores quando o Bahia massacrava o Cruzeiro e o pessoal da frente ficava lá esperando a bola que não tinha como chegar. Chá de simancol pra esse pessoal, já! Acertou um belo chute de fora da área que deu rebote e ninguem aproveitou. (Naldo Morato) ///
  • Marquinhos Paraná - O dono da bola. Responsável direto pelos 61% de posse que o Cruzeiro teve. Marcou, fez a cobertura pela esquerda e arriscou subidas ao ataque. (Síndico) ///
  • Charles – Ainda sem gás para o jogo todo, o melhor do meio campo. (Marcos Alexandre) /// É importante para o time dado o momento atual, em que Fabrício e Leandro Guerreiro estão contundidos. Poderia ser muito mais importante caso se conscientizasse de que prende demais a bola. E que o momento não pede jogadas de efeito nem lances enfeitados. Achei que errou muitos passes ontem e foi lento para voltar em muitos desses momentos. Tentou dar uma passe de calcanhar desnecessário armando um contra-ataque do Bahia que, se fosse melhor, poderia ter causado problemas. (Vinícius Cabral) ///
  • Roger Galera – Inútil. (Síndico) /// Roger viu o mesmo jogo que eu vi. A diferença é que a poltrona dele estava instalada no meio do Pituaçu. (Malafaia) /// Impressionante como o Roger parecia se arrastar em campo, nunca tinha visto nada igual! Quando o time atacava, ele era o mais lento. Quando o Bahia atacava, ele só ficava trotando ao lado do adversário com a bola, só pra sair na foto. Que íngua! (Paulista) ///
  • Montillo - Apagado no 1º tempo, mehorou no 2º construindo mas melhores jogadas do time. Mancini faria bem entregando-lhe a missão de armar o time. (Síndico) /// Nada fez de útil. Até o Everton fez mais. (Evandro Oliveira) ///
  • Keirrison - Esteve em campo durante 71 minutos. Sim, esteve! (Vinícius Cabral) ///
  • Elber – Teve dois momentos de destaque na partida, um bom e outro ruim. No melhor acertou um chutaço na trave, no pior perdeu uma bola no ataque que deu contra golpe perigoso do Bahia. No resto do tempo, tentou jogadas individuais que a defesa do Bahia neutralizou com facilidade. Não se omite, mas se quiser emplacar seu futebol de carregamento de bola terá que ganhar corpo. (Matheus Penido) ///
  • Wellington Paulista – No 1º tempo cavou faltas. No segundo teve algumas chances de chutar mas não conseguiu pegar bem na danada da bola. (Matheus Penido) ///
  • Anselmo Ramon - Mancini demorou a colocá-lo no time. Ele tem demonstrado muito mais faro de gol que os outros atacantes. (Chiabi Duarte) ///
  • Ortigoza - Esforçado e só. Mas, no momento atual do Cruzeiro, não e pouco. Finalizou de forma horrosa uma assistência do Montillo que poderia ter redundado em gol com um pouquinho mais de competência. (Naldo Morato) ///
  • Vagner Mancini – Por isso eu disse que Mancini não servia. Perdemos a chance de ganhar por conta dele. Jogamos com 9 no 1º tempo. Quando Roger saiu, o time ganhou vida, Quando Keirrison saiu, melhoramos. Detalhe: aos 25 do 2º tempo. Não dá pra entender Keirrison, WP, e Roger não marcam e não têm qualidade ofensiva. Mancini vai acabar nos rebaixando. (Adair) /// Errou ao escalar Roger Galera, que não tá a fim de jogar pra valer. E vacilou de novo ao não tirar o mesmo Galera e Keirrison no intervalo. De toda forma, conseguiu melhorar um pouco o time perto do que estava com Ávila. Próximo passo: “enbancar” o Galera, efetivar Montillo na armação e dar um pito na rapaziada pela moleza no primeiro tempo, exigindo que eles entrem babando contra o Timão, que costuma dar blitzes nos primeiros minutos dos jogos. (Matheus Penido) ///
  • Torcida – Marcou presença com um contigente em torno de cem torcedores. (Síndico) ///
  • Juiz & Bandeiras – O Juiz deixou de expulsar o volante Fahel, que abusou de socos e cotoveladas. Um dos bandeiras marcou impedimento inexistente do ataque baiano. E só. Os times colaboraram ao aceitar o empate como resultado positivo. (Síndico) ///
  • Cruzeiro – Jogou um 1º tempo tão cadenciado que parecia opção estratégica. Segundo Vagner Mancini, não era. Então, foi por malemolência, mesmo. Com marcação deficiente nas laterais, Dõdo e Gabriel jogaram à vontade criando as principais jogadas dos baianos. No 2º, o time melhorou à medida em que o fôlego dos laocais diminuia. Mas aí o ataque de riso não funcionou. (Síndico) /// Fez um 1º tempo horroroso. No 2º, melhorou bastante, mas parou no péssimo ataque. Wellington Paulista errou tudo que tentou e o Keirrison nem tentou nada. O treinador demorou pra trocar Wellington Paulista por Anselmo Ramon. (Chaves) /// No 1º tempo ficou sem saída de bola com o bahia fechado atrás da linha do meio esperando contra ataque ao estilo Joel. Até que quase no fim do 1º tempo o bahia percebeu que dava pra encarar o Cruzeiro e se lançou mais ao ataque. No 2º tempo o Bahia saiu de vez pra cima do Cruzeiro abandonando o esquema “covardão”, e abriu espaço pro Cruzeiro que teve até mais oportunidades. Depois das saídas de Roger e Keirisson, os piores, o Cruzeiro esboçou uma reação que não resultou em gol. (Wagner Caetano) ///
  • Bahia - Fez excelente 1º tempo aproveitando os espaços concedidos pelo Cruzeiro nas laterais pra chuveirar bolas sobre a área celeste. No 2º, o fôlego dinminuiu e o time perdeu espaço permitindo que o Cruzeiro equilibrasse as ações, principalmente, após a troca de Roger Galera por Elber. Toda a defesa jogou bem. No meio de campo e ataque, os jovens Camacho e Maranhão se mataram pra defender, armar e contra-atacar. Foram os destaques do Tricolor de Aço. (Síndico) ///

O que foi dito

  • Leandro Mattos, em seu blog: O empate sem gols com o Bahia, nessa quarta-feira, no Estádio do Pituaçu, em Salvador, significou para o Cruzeiro a marca de 900 minutos de jejum no Campeonato Brasileiro 2011. Já são 10 rodadas sem alcançar o triunfo. Mais do que o desperdício de pontos e a perigosa proximidade com a zona de rebaixamento, o que preocupa é a qualidade do futebol apresentado pelo time estrelado. O empate por 3×3 diante do São Paulo, na semana passada, tinha dado um pouco de alento aos torcedores celestes, nem tanto pelo resultado, mas pela qualidade da partida contra o Tricolor paulista. Ela não foi ideal, mas esteve acima da média das atuações que a equipe estava demonstrando. O suspiro de eficiência durou muito pouco. Contra os baianos, a Raposa voltou a demonstrar um futebol muito lento, pouco criativo, principalmente no primeiro tempo. É a pior sequência do clube na história do Brasileirão. Fábio, com pelo menos três defesas importantes, foi o destaque do jogo. Debaixo das traves adversárias, Marcelo Lomba também segurou o zero no placar, mostrando mais uma vez que o ataque azul precisa melhorar a pontaria. A cada giro da tabela, a torcida fica mais apreensiva e os compromissos futuros aumentam o temor. Pela frente, os 11 de Vagner Mancini terão o Corinthians, que pode perder a liderança nesta quinta, mas brigará pela taça até o fim do campeonato. Temer a Segunda Divisão e aceitar que o risco da queda existe é o primeiro passo a ser dado para que o clube consiga reagir e não manche sua história com uma passagem pela Série B. A soberba, neste momento, não costuma ser boa conselheira. Admitir limitações e trabalhar com o real é a receita para tentar escapar da degola. Palavras fáceis e esbravejos vazios, que têm sido comuns aos dirigentes celestes, não resolverão a questão.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: No 2º tempo, a equipe melhorou bastante, colocamos a marcação mais no campo ofensivo, tivemos algumas oportunidades de gols, faltou um pouco de capricho. A gente tinha condições de sair com a vitória.
  • Leo Simões, beque do Cruzeiro: No 1º tempo, não jogamos bem e o Bahia apostou no nosso erro. No 2º, imprimimos um melhor ritmo e criamos oportunidades, mas infelizmente não marcamos.
  • Marquinhos Paraná, volante do Cruzeiro: Tem que ter mais gana quando a bola chegar lá na frente. Nesta situação difícil, tem que fazer de bico e colocar a bola pra dentro de qualquer jeito. Não fizemos um bom 1º tempo, mas fomos melhores no 2º e merecíamos a vitória.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: No 1º tempo, eles encaixaram bem a marcação, no 2º, o professor corrigiu o posicionamento, o time melhorou, mandou bola na trave e faltou pouco pro gol. Pelo 2º tempo, a gente merecia mais.
  • Wellington Paulista, atacante do Cruzeiro: Estivemos muito mal no 1º tempo, mas no 2º jogamos bem. Conseguimos criar, acertamos bola na trave, tivemos chance. Mas levamos um ponto. Está de bom tamanho. O empate foi justo.
  • Vagner Mancini, treinador do Cruzeiro: É um jejum muito longo, incomoda. Eu, que estou há pouco tempo no clube, me incomodo com a situação. Foi péssimo, mas dependendo do que acontecer lá na frente, este ponto pode ser magnífico. Temos que pensar assim. Hoje, saio daqui lamentando dois pontos. Mas não podemos jogar a toalha. Vimos dois jogos em um só. No 1º tempo, fomos mal, muito mal. No 2º, melhoramos, jogamos no campo do Bahia, tivemos força. Vi muita evolução no 2º tempo e prefiro ficar mais agarrado a isso do que à apatia no 1º tempo. Falta velocidade. Não temos atletas velozes, que levrm vantagem em jogadas de rapidez. Isso acarreta um jogo muito previsível. Não dá pra ficar lamentando. Temos que achar uma forma boa de jogar. Faltam só 9 jogos, temos que evoluir e achar um jeito de vencer. Ao torcedor, tenho que dizer que a gente precisa muito dele, e que ele esteja na Arena do Jacaré no domingo, pois vamos enfrentar um adversário forte, que busca o título. Então, é fundamental que ele vá e incentive, jogue junto com o time, assim como fez contra o São Paulo e acabou sendo determinante. O Corinthians busca o gol, mas é mais competitivo do que todas as outras. Vamos enfrentar dificuldades contra uma equipe de mais qualidade. Temos que melhorar nosso nível. A equipe jogou bem contra o São Paulo, foi bem no 2º tempo contra o Bahia. Esta oscilação não deveria existir. Se jogar assim durante os 90 minutos, certamente teremos mais chances de ganhar.
  • Marcelo Lomba, goleiro do Bahia: Nosso 1º tempo foi bom, o 2º foi melhor pro Cruzeiro. A gente não podia era perder. O empate não era o que a gente queria, mas ajuda a ficar longe da zona de rebaixamento. Agora vamos jogar fora contra o Coritiba. A gente joga bem fora. Vamos tentar ganhar lá. O campeonato está no fim. Os jogos ficam mais tensos e os times atuam mais cautelosos.
  • Dodô, lateral-esquerdo do Bahia: Jogamos pela vitória o tempo inteiro, atacamos, tivemos chances, mas o Fábio é um grande goleiro e não foi possível vencer.
  • Joel Santana, treinador do Bahia: O 1º tempo foi quase perfeito. Só faltou o gol. Poderíamos ter matado a partida nos primeiros 30 minutos. O 2º tempo foi equilibrado, tivemos problemas, terminamos praticamente com um a menos, porque o Maranhão sentiu cãibra, o Gabriel sentiu. E não podemos esquecer que jogamos contra o Cruzeiro, equipe de ponta do futebol brasileiro. Só está passando por um momento ruim. O jogo foi muito difícil, chato. Temos que somar pontos nesta reta final. Faltam 10 e vamos suar bastante pra conquistar. Vi uma pessoa na televisão dizendo que o Cruzeiro está nessa situação por minha causa. O Cruzeiro só ganhou comigo. Fiz 24 pontos, tive 53%. Antes de atacar um profissional de anos e anos como eu, você tem de parar e ver números. Os números são claros. Tive 53%, ganhei 8 jogos, fiz 24 pontos. As pessoas têm de ter um pouquinho mais de tranquilidade, um pouquinho mais de leitura naquilo que falam e não me agredir dizendo que o Cruzeiro só está nessa situação por causa do Joel Santana. Quando cheguei lá, o Cruzeiro tinha 3 pontos. E agora que eu saí, o Cruzeiro fez 4 pontos. E aí, como que fica?
  • Pedrosa, no PHD: Jogo horroroso, mas percebi uma tentativa do Mancini de jogar quando o Bahia estivesse cansado. Tanto que a melhora do time celeste ocorreu na metade do 2º tempo. Porém, se o time vai se abster de criar, a marcação tem que ser curtinha. Causava aflição de ver o espaço que o meio de campo baiano tinha pra criar. Se não colocarmos um primeiro volante no lugar do Roger, vai ser sufoco sempre. Montillo melhorou muito quando a armação passou a ser realizada por ele, mas parece que os treinadores que passaram pelo Cruzeiro não perceberam que ele não é ponta. Outra coisa que incomodou foi Mancini mostrar, ao longo da semana, sua preocupação com a bola aérea do Bahia e mandar o time a campo com dois zagueiros baixos. As bolas alçadas na área causavam calafrios.

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas
  • Sportv