Atlas 2x2 Cruzeiro - 15/07/2001

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo América-MEX.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Independiente.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png
Por Amistosos
Escudo América-MEX.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo União Araxá.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Jalisco
← Primeira ficha Gol aos do Última ficha →
Contra Atlas
← Primeira ficha Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Atlas.png
2 × 2
Escudo Cruzeiro.png

Final do Torneio do México 2001

Placar
Atlas 2-2 Cruzeiro
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 15 de julho de 2001
Local: Guadalajara, México
Estádio: Jalisco

Árbitro: Felipe Ramos
Assistente 1:
Assistente 1:


Público e Renda

Público pagante: Não disponível
Público Presente: Não disponível
Renda: Não informado


Escalações

Atlas
  1. Armando Navarrete
  2. Mario Méndez
  3. Pablo Lavallén
  4. González Substituição realizada de jogo ( Omar Flores )
  5. Omar Briceño Substituição realizada de jogo ( Pulido )
  6. Gerardo Torres Substituição realizada de jogo ( Jaime Durán )
  7. Juan Pablo Santiago Substituição realizada de jogo ( Saucedo )
  8. Fernando Salazar
  9. Hugo Castillo Gol aos 19 do 19' (1T) P Gol aos 43 do  (2T) 43'  (2T)
10. Bustos Substituição realizada de jogo ( Juan Pablo García )
11. José Luis Calderón
Técnico: Eduardo Solari

Cruzeiro
  1.  André Döring
  2.  MaiconSimbolo jogador base.png  Gol aos 8 do  (1T) 8'  (1T)
  3.  João Carlos
  4.  Cléber
  5.  Sorín
  6.  Marcus Vinícius
  7.  Cléber MonteiroSimbolo jogador base.png
  8.  RicardinhoSimbolo jogador base.png Substituição realizada de jogo ( Mancuso )
  9.  Sérgio Manoel
10.  Jorge Wagner  Gol aos 11 do  (2T) 11'  (2T) Substituição realizada de jogo ( Edmilson )
11.  Oséas Substituição realizada de jogo ( Adriano Chuva )
Técnico: Paulo César Carpegiani


Reservas que não entraram na partida


Cobrança de Pênaltis[editar]

Atlas 5 x 6 Cruzeiro
José Luis Calderón aos do Gol aos do Sorín
Hugo Castillo Gol aos do Gol aos do Sérgio Manoel
Fernando Salazar Gol aos do Gol aos do Marcus Vinícius
Omar Flores Gol aos do Gol aos do Maicon
Pablo Lavallén Gol aos do aos do Mancuso
Mario Méndez Gol aos do Gol aos do Adriano Chuva
Jaime Durán aos do Gol aos do Cléber

Sobre jogo[editar]

O Cruzeiro sagrou-se campeão do "Torneio do México" ao vencer o Atlas, do México, por 6 a 5 na decisão por pênaltis, no Estádio Jalisco, em Guadalajara. No tempo normal, o jogo terminou empatado por 2 a 2. Nos pênaltis, novo empate na série de cinco cobranças: 4 a 4. Na série alternada, deu Cruzeiro, que converteu duas cobranças contra uma do Atlas - Duran chutou para fora a sétima penalidade.

O Cruzeiro saiu na frente logo aos oito minutos de jogo. Após boa tabela com Jorge Wagner, Maicon acertou um belo chute e fez 1 a 0 para o time mineiro. O Atlas empatou aos 19. O zagueiro Cléber pôs a mão na bola dentro da área: pênalti, que o meia Castillo cobrou com perfeição no ângulo esquerdo de André.

Aos 11 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro fez 2 a 1. Oséas fez grande jogada pela esquerda, cruzou, o goleiro Navarrete fez defesa parcial e Jorge Wagner conferiu de perna esquerda para o fundo da rede. A equipe treinada por Paulo César Carpegiani, porém, não soube segurar a vantagem e cedeu o empate aos 43. O atacante Edmílson, que entrara na vaga de Jorge Wagner, perdeu uma bola displicentemente e proporcionou um contra-golpe ao Atlas. Castillo não perdoou e empatou: 2 a 2.

A decisão do título, então, foi para os pênaltis. Sorín, Sérgio Manoel, Marcus Vinícius, Maicon, Adriano Chuva e Cléber converteram para o Cruzeiro -- Mancuso perdeu, chutando na trave. Para o Atlas marcaram Castillo, Salazar, Mendez, Flores e Navalem. André defendeu a cobrança de Calderón e Duran chutou para fora.

Foi a primeira conquista do Cruzeiro sob o comando do técnico Paulo César Carpegiani. Além do título, o Cruzeiro embolsou uma cota de US$135 mil, livres de despesas, por sua participação no torneio.

Na disputa do terceiro lugar do torneio América (Mex) empatou em 1 a 1 com o Santos e venceu na disputa de pênaltis por 4 a 2.

Fonte[editar]

  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405