Atlético-PR 2x2 Cruzeiro - 29/05/2013

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 5x0 Escudo Goiás.png Gol aos do Escudo Botafogo.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 5x0 Escudo Goiás.png Gol aos do Escudo Botafogo.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Vila Olímpica do Boqueirão
← Primeira ficha Gol aos do Última ficha →
Contra Atlético-PR
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Atlético-PR.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Atlético-PR.png

[edit]

Escudo Atlético-PR.png
Atlético-PR
2 × 2 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013
Data: 29 de maio de 2013 Local: Curitiba, PR
Horário: 15h Estádio: Vila Olímpica do Boqueirão
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro Público pagante: 3.336
Assistente 1: Marco Mello Moreira Público presente: 4.760
Assistente 2: Bruno Raphael Pires Renda: R$ 41.700,00 R$ 41.700 <br />Cr$ 41.700 <br />NCr$ 41.700 <br />Cz$ 41.700 <br />NCz$ 41.700 <br /> (preço médio: R$ 12,50 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Atlético-PR: Cruzeiro:

12. Weverton 1. Fábio
99. Léo Substituição realizada 41'(1T) de jogo 41'(1T) ( 86. Derley ) 2. Ceará
4. Cleberson 33. Bruno Rodrigo
3. Manoel Gol aos 28 do  (1T) 28'  (1T) 26. Dedé  Gol aos 42 do  (1T) 42'  (1T)
6. Pedro Botelho Gol aos 7 do  (1T) 7'  (1T) 55. Leandro Guerreiro
8. João Paulo Silva Cartão amarelo recebido aos 44  (1T) 44'  (1T)   6. Egídio
5. Deivid 19. Nilton Cartão amarelo recebido aos 11  (2T) 11'  (2T)  
22. Éverton Substituição realizada 7'(2T) de jogo 7'(2T) ( 23. Douglas Coutinho ) 17. Éverton Ribeiro Substituição realizada 20' (2T) de jogo 20' (2T) ( 31. Ricardo Goulart )
11. Felipe 10. Diego Souza
77. Éderson Substituição realizada 23'(2T) de jogo 23'(2T) ( 7. Marcelo ) 11. Dagoberto Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 88. Luan Gol aos 1 do  (2T ) 1'  (2T ) )
19. Marcão 9. Borges Substituição realizada 7' (2T) de jogo 7' (2T) ( 99. Anselmo Ramon )
Técnico: Ricardo Drubisky Técnico: Marcelo Oliveira
Reservas que não entraram na partida
Atlético-PR: Cruzeiro:

Pré-Jogo

Classificação: O Cruzeiro lidera o campeonato com 3 pontos e 5 gols de saldo. O CAP perdeu na estreia, tem zero ponto.

Ausentes no Cruzeiro: Henrique (V), Victorino (B), Uelliton (V), Tinga (V), lesionados. Martinuccio, em recuperação física. Vinícius Araújo e Wallace, servindo à Seleção Brasileira Sub20.

Banco do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Mayke, Leo Simões, Lucas Silva, Ricardo Goulart, Luan, Anselmo Ramon.

Ausentes no AtléticoPR: Elias (M), lesionado.

Banco do AtléticoPR: Fran, Luis Alberto, Derley, Paulo Bayer, Douglas Coutinho, Marcelo.

Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: “Quem tem objetivos grandes tem de buscar a vitória sempre. Claro que, dependendo das circunstancias, das dificuldades que surgirem, o empate pode ser satisfatório, mas nosso pensamento inicial é sempre de conquistar os três pontos”

Ricardo Drubscky, técnico do AtléticoPR: “Marcão entra pra melhorar nosso tim.e e porque será útil contra o Cruzeiro.” Traduzindo: jogador pesado é mais adequado ao campo ruim.

Juiz: O juiz André Luiz de Freitas Castro (GO) apitou 17 jogos no Brasileiro 2012 e, em média, marcou 29,5 faltas, aplicou 4,6 amarelos, 0,18 vermelho e assinalou um total de 2 pênaltis. O campeonato teve média de 5 amarelos, 0,30 vermelho, 36,7 faltas e 0,23 pênalti.(GloboEsporte)

Escrita: Desde 2004, os times se enfrentaram 18 vezes. O Cruzeiro venceu 2, empatou 7 e perdeu 9. A última vitória celeste foi em 2010: 2×0. na Arena da Baixada.

Fato relevante: AtléticoPR e Cruzeiro já se enfrentaram nesta temporada, em jogo-treino. Fora da disputa do estadual, no qual usou o sub-23, o time treinado por Ricardo Drubsky enfrentou os reservas do Cruzeiro e perdeu por 2×1, na Toca da Raposa II.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 14h52. CAP entra em campo, com uniforme tradicional.
  • 14h53. Cruzeiro em campo, com uniforme tradicional.
  • 14h55: Execução do Hino do Paraná.
  • 14h57: Execução do Hino Nacional.
  • 15h01. Começa o jogo. CAP dá a saída. Cruzeiro, à esquerda das cabines.
  • 01. Ceará cruza da direita, bola sai do lao oposto.
  • 02. Cruzeiro insiste no ataque, CAP se defende.
  • 03. Gramado é um pasto.
  • 04. Leo cruza da direita, bola sai do lado oposto.
  • 05. Nílton desarma Leo com falta.
  • 06. Bola alta na área celeste. Dedé tromba com Fábio, bola sai da área, mas volta, Leandro Guerreiro tenta tirar de calcanhar, bola fica com Botelho, que livre, escolhe o canto esquerdo e põe a bola lá. Indefensável. AtléticoPR 1×0.
  • 09. Bola na área atleticana, Leo se antecipa a Borges e corta pra lateral.
  • 10. Everton Ribeiro cobra escanteio pela direita, defesa corta, pelo alto.
  • 11. João Paulo tenta cruzar pela direita, mas é cercado por Egidio e Bruno e deixa a bola escapar pela linha de fundo.
  • 12. Deivid e Egidio disputam bola perto da área cruzerense. Juiz marca falta para o Cruzeiro.
  • 14. Nílton derruba Leo na lateral da área celeste. Falta.
  • 15. Ridículo! Felipe cobra falta e joga a bola nas alturas.
  • 16. Deivid passa rasteira em Dagoberto, falta na ponta esquerda.
  • 17. Dagoberto cobra falta, bola na barreira.
  • 18. Bruno Rodrigo desarma Felipe, próximo à área celeste. Lateral para o CAP, pela direita.
  • 20. Leo recebe de Felipe, desliza pelo lado direito e cruza. Ederson, livre dentro da área, arremata rasteiro. Fábio salta e defende com firmeza no canto esquerdo.
  • 22. Ederson passa por Ceará, mas é desarmado por Leandro Guerreiro na entrada da área celeste.
  • 23. Pedro Botelho derruba Everton Ribeiro. Dagoberto cobra, Weverton cede escanteio.
  • 24. Dagoberto cobra escanteio pela esquerda, Dedé cabeceia, goleiro defende.
  • Passes errados: Cruzeiro 13×12.
  • 25. Bruno Rodrigo empurra Ederson dentro da área celeste. Pênalti não marcado.
  • 26. Dagoberto derrubado na ateral da área atleticana. Juiz não marca falta.
  • 27. Diego Souza ainda não tocou na bola.
  • 28. Gol! Falta cobrada por João Paulo na direita, Manoel sobe mais do que a defesa e cabeceia. Bola entra no cantinho esquerdo. Fábio salta, mas não alcança a bola. AtléticoPR 2×0.
  • 29. Outra falta para o CAP bater na ponta direita.
  • 30. João Paulo cobra falta, bola sobe e sai pela linha de fundo.
  • 31. João Paulo cruza da direita, Dedé corta, dentro da área.
  • 32. Diego Souza aparece no jog. E leva um chapéu no meio de campo.
  • 33. Ceará tenta jogada pela direita, mas é desarmado.
  • 34. Egídio põe a bola na área atleticana, Cleberson corta.
  • 35. Marcão recebe bola cruzada, mas está impedido.
  • 36. João paulo passeia pela intermediária e chuta. Bola fora.
  • 27. Malemolência! Atuação ridícula do Cruzeiro. Time frouxo, sem ânimo.
  • 38. Milésima jogada do CAP pela direita. Desta vez, Egidio corta com um chutão.
  • 39. Leo cruza da direita, Ceará corta, bola fica com Felipe, que consegue escanteio pela esquerda.
  • 40. Leo cai sentindo dores na coxa direita. Vai sair.
  • 41. Troca: Leo x Derley.
  • 42. Everton Ribeiro consegue armar pela direita e passa a Leandro Guerreiro, que arremata raco. Goleiro defende.
  • 43. Gol! Egídio cobra falta pela esquerda, Manoel corta pelo alto, bola sobra pra Dedé, que acerta um voleio, bola entra no canto direito de Weverton. Cruzeiro 1×2.
  • 44. Nilton cobra falta, de longe, com uma bomba. Bola sai à esquerda de Weverton.
  • 45. Ederson se joga na entrada da área celeste. Juiz manda seguir o jogo.
  • 46. Bola recuada, Weverton limpa sua área com um chutão.
  • 47. Fim de 1º tempo. Cruzeiro fez péssima partida, mas renasceu com o gol de Dedé.

Segundo Tempo

  • 16h03. Começa o 2º tempo/
  • 00’14. Gol! Borges disputa bola com Derley e Manoel, dentro da área, bola sobra pra Luan, que toca no canto esuerdo. Cruzeiro 2×2.
  • 03. Luan solta uma bomba,d a entrada da área. Wdeverton salta e espalma pra escanteio.
  • 04. Bola recuada no sufoco, Weverton dá um chutão pra limpar sua área.
  • 05. Bruno Rodrigo não consegue cortar lançamento, Fábio tem de sair doa rco pra defender aos pés de Ederson.
  • 06. Borges esforça-se pra chegar numa bola ofensiva e send=te dores na coxa.
  • 07. Trocas: Borges x Anselmo Ramon, Ederson x Douglas Coutinho.
  • 08. Por um triz! Bola cruzada da esquerda passa em frente à baliza celeste. Everton e Coutinho chegam atrasados e não marcam gol certo.
  • 09. Ricardo Drunscky está nervoso. Marcelo Oliveira calmo.
  • 10. Amarelo! Nílton, por falta em Deivid.
  • 11. Bola na área celeste, Fábio tira de soco.
  • 12. Duelo de giantes! Marcão recebe lançamento e entra na força, na área celeste. Quando tenta o arremate, é abafado por Fábio e Dedé.
  • 13. Guerreiro lança Anselmo, que é perseguido e desarmado por Manoel.
  • 15. Everton Ribeiro joga bola na área, Weverton defende.
  • 16. Luan solta uma bomba, Weverton defende com dificuldade, bola sobra pra Ribeiro que chuta por cima doa rco.
  • 17. Susto! Pedro Botelho cruza da esquerda, Ederson chega atrasado e perde o gol.
  • 18. Susto! Deivid chuta de fora da área, bola fica na rede, pelo lado de fora.
  • 19. Felipe cruza da esquerda, Fábio defende.
  • 19’30. Luan cruza da esquerda, defesa cede escanteio.
  • 20. Escanteio cobrado, Dedé cabeceia, defesa fica com a bola.
  • 21. Troca: Everton Ribeiro x Ricardo Goulart.
  • 22. Leandro Guerreiro desfaz tabela entre Ederson e Marcão na meia lua.
  • 23. Coutinho cruza da direita, Nílton fica com a bola e sai jogando.
  • 24. Troca: Ederson x Marcelo.
  • 25. Duelo de fortes! Dedé funga no cangote de Marcão e faz o atacante errar um passe fácil.
  • 26. Bandeira para o ataque local com impedimento inexistente. Torcida xinga a mã dele.
  • 25’30. Manoel derruba Ricardo Goulart perto da área do Furacão.
  • 27. Diego Souza cobra falta, bola fica na barreira.
  • 28. Milagre! Guerreiro perde bola na intermediária, Felipe lança marcelo que fic na cara do gol. Arremate violente, que Fábio defende.
  • 29. Anselmo Ramon chuta de fora da á’réa, bola sai à direita de Weverton.
  • 31. Dedé dá um bico, no meiod e campo. Manoel limpa sua área.
  • 32. Perigo! Ricardo Goulart chuta cruzado, Weverton espalma pra escanteio.
  • 33. Dedé cruza da direita, Weverton defende pelo alto.
  • 34. Nílton lança Anselmo Ramon, que está impedido.
  • 35. Nílton e Pedro Botelho tromabm no meiod e campo. Ambos ficam caídos. Falta pro Cruzeiro.
  • Dedé cobra falta, bola na área, defesa atleticana corta. No contra-ataque, Fábio sai do arco e defende.
  • Felipe chuta de for da área, Fábio defende.
  • 38. Douglas Coutinho cruza da direita, Bruno Rodrigo corta de cabeça.
  • Boca livre! No terraço do prédio vizinho 23 torcedores assitem a artida.
  • 39. Amarelo! Luan, por falta em Deivid.
  • 40. Dedé recua, Fábio dá um chutão e tamos conversados.
  • 41. Escanteio pro CAP. Torcida se inflama.
  • 42. Pedro Botelho cruza da esquerda, Marcelo cabeceia, Fábio defende.
  • 43. Manoel erra passe no meio de campo, Luan puxa contra-ataque, mas erra o passe e deixa bola com a defesa do CAP.
  • 44. Nilton briga pela bola na defesa do CAP, comete falta, mas impede contra-ataque.
  • 45. Pedro Botelho cruza da esquerda, Marcelo, atrapalhado por Egidio, cabeceia. Fábio defende.
  • 46. Bola na área celeste, Diego Souza corta de cabeça.
  • 47. Que pecado! Luan recebe passe de Anselmo Ramon e arremata. Bola desvia na bequeira e passa por cima do travessão.
  • 47’30. Pedro Botelho cruza da esquerda, Marcelo tenta ajeitar pra quem vem de trás, mas Leandro Guerreiro é quem fica com a bola.
  • 48. Cleberson joga bola na área. Bruno Rodrigo tira de cabeça.
  • 48’30. Pedro Botelho cruza da esquerda, Derley na pequena área cabeceia pra fora.
  • 49. Fim de jogo. Cruzeiro jogou com mais decisão e força no 2º tempo e, por pouco, não arranca uma vitória.

Vídeos

Gols

Atuações

  • Torcida celeste compareceu em pequeno número, insuficiente pra alterar a coração do dólar.
  • Fábio fez três defesas difíceis e outras menos complicadas, mesmo jogando num espaço do campo que mais parecia uma horta.
  • Ceará teve vida mansa no 1º tempo, quando o CAP escolheu jogar elo lado direito. Com a saída de Leo, a jogo lateral ficou por conta de Pedro Botelho, que mandou inúmeros mísseis sobre a área celeste. E Cear;a não conseguiu evitar o bombardeio.
  • Dedé esbanjou força física e disposição na marcação e no apoio. Errou alguns botes e passes, como erram todos os beques. O mais importante é que ninguém pode morcegar tendo um cara animado como ele jogando no mesmo time.
  • Bruno Rodrigo, apesar de algumas vacilações, não comprometeu.
  • Egídio tomou sufoco do início ao fim, pois o AtléticoPR tem jogo forte pelas laterais. Falhou na marcação das bolas cruzadas da esquerda para o segundo poste (só uma vez impediu arremate de Marcelo) e atacou pouco.
  • Leandro Guerreiro errou dois passes, mas lutou muito e impediu que várias tranas rubronegras tivessem êxito.
  • Nilton trabalhou bem na marcação. E r]era isso mesmo que devia fazer naquelas condições anormais de temperatura, pressão e cancha.
  • Everton Ribeiro tentou jogar com a bola no chão, levou uns safanões, enlameou-se e não criou nada de relevante.
  • Ricardo Goulart deu mais força ao eio e ao ataque, mesmo sem brilhar.
  • Diego Souza só começou a jogar no 2º tempo. O time sentiu sua ausência na etapa inicial.
  • Dagoberto foi a única preocupação da defesa do CAP no 1º tempo.
  • Luan entrou no 2º tempo e incendiou a partida com um gol-relâmpago e uma finalização que que resulta em outro Borges. Além disto, entrou no espírito do jogo mostrando força e decisão nas disputas de bola.
  • Anselmo Ramon entrou na 2ª etapa e não arranjou nada com a bequeira do CAP. Em sua melhor oportunidade, foi traído pela bola, que não quis acompanhá-la no rush em direção ao arco do ime local.
  • Marcelo Oliveira entrou com um time trocador de passes que não deu pressão ao adversário na etapa inicial. Na parte final, com Luan, Anselmo e Goulart, sua equipe ficou mais adequada às condições de trabalho oferecidas pela cancha.
  • Juiz & Bandeiras deixaram de marcar um pênalti para o Furacão e assinalaram dois impedimentos equivocados. Erros humanos.
  • Vila Olímpica do Boqueirão, um estádio dos tempos do onça. Perto dele, o Alçapão do Bonfim, é Wembley. Mas estádios assim é que tornam o futebol divertido ao tirar os atletas da zona de conforto dos totozinhos. De vez em quando, é bom assistir a uma “meia hora de açougue”como a de ontem. Aprovadíssimo!
  • Cruzeiro fez um 1º tempo de amargar, tentando tocar bola num brejo. No 2º tempo, caiu na real, e passou a competir. Cometeu alguns erros preocupantes, como não conseguir marcar jogadas dos alas, exaustivamente repetidas pelos rubronegros.
  • AtléticoPR fez um ótimo 1º tempo, mas perdeu o pulso da partida no segundo.Ricardo Drubscky começou com o estivador Marcão em lugar do estafeta Marcelo e mandou jogar bolas na área mantendo o time celeste sob pressão o tempo todo. Mesmo levando o empate, o time não alterou sua forma de atuar, criando chances para marcar outros gols.

O que foi dito

  • Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: Este era um jogo que eu planejava ganhar fora. Diante das circunstâncias de tomarmos dois gols, o empate não ficou ruim, mas temos que buscar mais resultados fora de casa, se quisermos ficar na ponta da tabela. O AtléticoPR foi guerreiro e o resultado justo. Foi um jogo equilibrado, não jogamos nada no 1º tempo, o gramado estava em condições muito ruins e eles estiveram melhores. No 2º tempo, entendemos o jogo: chutar pra frente, esperar o rebote e brigar pela segunda bola.
  • Dedé, beque do Cruzeiro: O gol ajudou, mas o espírito de equipe foi muito forte. Chegamos ao vestiário sabendo que poderíamos jogar de forma diferente no 2º tempo e isso mexeu com a equipe. Logo na primeira bola que o Luan encostou, fizemos o gol. Quando cheguei, frisei que poderiam falar de qualidade, qualquer coisa, mas não de vontade e disposição, porque sempre me doaria ao máximo. É minha característica. No intervalo, disse que aquele não era o Cruzeiro, porque ainda estávamos em adaptação ao campo enlameado. Nossos jogadores de qualidade não se adaptaram rápido ao campo. Nosso time precisava de um momento de força pro 2º tempo. Conversamos no intervalo pra equipe entrar diferente, pra brigar. Brigamos e conseguimos o empate, que foi bom.
  • Alexandre Matos, diretor de futebol do Cruzeiro: Jogar neste campo é palhaçada, falta de respeito. Qualquer adjetivo que eu usar é pouco. É inadmissível isso aqui. Nem Série D deve ter falta de estrutura tão grande. O Cruzeiro investiu pesado, está buscando título, querendo jogar futebol, mas o que vimos foi rúgbi, não futebol. Com calma e tranquilidade, vamos mandar representações à CBF. Os responsáveis são as pessoas que indicaram isso e as que concordaram com a marcação do jogo. Se não podia, a CBF que mandasse uma pessoa dar uma olhada. Tem Joinville e outros campos perto. Podiam até remarcar pra outra data, mas fazer o que fizeram foi palhaçada com o futebol brasileiro. Sendo jogo de Série A deve estar este pseudo-campo de futebol deve estar sendo visto no mundo inteiro. Foi uma falta de respeito, uma temeridade colocar o Cruzeiro aqui. Temos que falar mil vezes pra ver se nunca mais fazem uma coisa dessa. Corre risco de lesão, coloca um trabalho todo em risco, inclusive o do adversário.
  • Ricardo Drubscky, treinador do AtléticoPR: A equipe foi coesa, firme, cometeu erros, mas criou muitas alternativas de gol. Infelizmente, fez só dois e sofreu dois também. Mas o time vai melhorar cada vez mais. Tiramos Leo e Everton, por lesão. No final, troquei um atacante por outro. Marcelo entrou bem, poderia ter matado o jogo, mas o goleiro foi bem no lance.
  • Saite Furacão.Com: O Atlético foi prejudicado pela arbitragem. Quando vencia por 1×0, dominava amplamente a partida e pressionava, o Rubro-Negro teve um pênalti não marcado pelo goiano André Luiz de Freitas Castro, que viu Éderson ser derrubado dentro da área e mandou seguir. Ao pegar o rebote depois de um escanteio, Felipe cruzou pra Ederson que, livre, quase na linha da pequena área, foi empurrado pelas costas por um defensor cruzeirense.
  • Matheus Penido, no PHD: O 1º tempo foi terrível, só Dagoberto tentou jogar e o fraco time do CAP teve amplo domínio. O gol do Dedé no final deu força ao Cruzeiro pro 2º tempo, que foi de superação. Resultado justo, mas não fosse a lerdeza do Anselmo Ramon podia ter sido uma vitória. Contudo, o saldo foi positivo. Destaques: dupla de zaga, Guerreiro e Luan.
  • Jota Franco, no PHD: O time do Paranaense é, no máximo, razoável. No 1º tempo, jogou no abafa e o Cruzeiro na malemolência. Quando resolveu jogar, o time celeste empatou e poderia ter ganho, se o pasto fosse melhor e os atacantes estivessem inspirados. Levamos sufoco no meio, era jogo pra três volantes, levamos sufoco pelo lado esquerdo, o Egídio não marca e é fisicamente fraco, perdeu todas no corpo a corpo. Faltou chutes de fora da área e jogadas aéreas.
  • Mariana Resende, no PHD: Dagol foi o único que fez algo num primeiro tempo horrível do Cruzeiro.

Fontes

Transmissão

  • PPV