Atlético-PR 1x2 Cruzeiro - 16/05/2018

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Sport.png Gol aos  do Escudo Atlético-MG.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png
Por Copa do Brasil
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Flamengo.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Atlético-PR.png
No estádio Arena da Baixada
Escudo Atlético-PR.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Última ficha →
Contra Atlético-PR
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Atlético-PR.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Atlético-PR.png

[edit]

Escudo Atlético-PR.png
Atlético-PR
1 x 2 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
Jogo de ida - Oitavas de Final da Copa do Brasil 2018
Data: 16 de maio de 2018 Local: Curitiba, PR
Horário: 21:45 Estádio: Arena da Baixada
Árbitro: Péricles Bassols Público pagante: 11.455
Assistente 1: Cleberson do Nascimento Leite Público presente: Não disponível
Assistente 2: Clóvis Amaral da Silva Renda: R$ 199.200,00
R$ 199.200
Cr$ 199.200
NCr$ 199.200
Cz$ 199.200
NCz$ 199.200
(preço médio: R$ 17,39 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Atlético-PR: Cruzeiro:
1. Santos 1. Fábio
8. Esteban Paves 29. Lucas Romero
27. Zé Ivaldo 3. Léo
44. Thiago Heleno 26. Dedé
20. Matheus Rossetto 6. Egídio Cartão amarelo recebido aos 18  (1T) 18'  (1T)  
15. Camacho Cartão amarelo recebido aos 31  (2T) 31'  (2T)   16. Lucas Silva
3. Lucho González Substituição realizada 28'(2T) de jogo 28'(2T) ( 39. Bruno Guimarães ) 8. Henrique Gol aos 34 do  (2T) 34'  (2T)
26. Thiago Carleto Gol aos 41 do  (1T) 41'  (1T) 19. Robinho
7. Raphael Veiga Substituição realizada 21'(2T) de jogo 21'(2T) ( 55. Matheus Anjos ) 10. De Arrascaeta Substituição realizada 32'(2T) de jogo 32'(2T) ( 7. Rafael Sóbis )
30. Bérgson Cartão amarelo recebido aos 28  (2T) 28'  (2T)   Substituição realizada 42'(2T) de jogo 42'(2T) ( 22. Marcinho ) 18. Rafinha Substituição realizada 29'(2T) de jogo 29'(2T) ( 21. Mancuello )
92. Pablo 99. Sassá Substituição realizada 19'(2T) de jogo 19'(2T) ( 17. Raniel Gol aos 47 do  (2T) 47'  (2T) Cartão amarelo recebido aos 48  (2T) 48'  (2T)   )
Técnico: Fernando Diniz Técnico: Mano Menezes
Reservas que não entraram na partida
Atlético-PR: Cruzeiro:
12. Rafael
37. Lucas França
2. Ezequiel
25. Marcelo Hermes
27. Manoel
4. Murilo
5. Ariel Cabral
20. Bruno Silva


Pré-Jogo

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 21h37 TIMES em campo, com uniformes tradicionais.
  • 21h40 HINOS do Paraná e do Brasil.
  • 21h45 COMEÇA o jogo. Cruzeiro à esquerda das tribunas.
  • 01 PÚBLICO ocupa 1/3 dos lugares. Pouco mais de uma centena de cruzeirenses, descamisados, ocupam uma parte do seorsuperior do estádio, desobedecendo ordens do MP e do CAP.
  • 01 Robinho recebe na direita, mas é barrado pela marcação dupla da defesa do Cap e fica sem a bola.
  • 02 Arrascaeta cruza, bola desvia na defesa rubronegra. Corner.
  • 03 Robinho cobra corner na esquerda, Thiago Heleno tira de cabeça.
  • 04 Robinho lança, defesa atleticana corta.
  • 05 Sassá é derrubado na intermediária. Egídio cobra falta defesa do Cap corta.
  • 06 Robinho escapa de Rosseto e chuta. Bola passa por cima do travessão.
  • 07 DESGOSTO DO PETRAGLIA. Uma centena de cruzeirenses, desobedecendo o presidente do Cap e o Ministério Público, canta alto incentivando o time.
  • 08 Cruzeiro controla o jogo tocando a bola. Cap começa a subir a marcação pra recuperar a bola no campo de defesa celeste.
  • 09 Egídio com a camisa rasgada.
  • 10 Rossetto cruza, Pablo se enrola na área, cai e fica sem a bola.
  • 11 Raphael Veiga tenta escapar pela direita, mas sofre falta de Egídio.
  • 12 Carleto cobra falta, bola na área, Lucas Silva faz o corte. Mas havia impedimento já marcado pelo bandeirinha.
  • 13 Rossetto limpa a jogada e chuta forte, Fábio espalma a bola.
  • 25 QUASE! Arrascaeta passa a Egídio, que cruza da esquerda. Sassá sobe muito e cabeceia, bola sai rente ao poste esquerdo.
  • 26 FINALIZAÇÕES: 3×3.
  • 27 Rosseto joga bola na área celeste, Dedé corta, Leo despacha.
  • 28 Carleto chuta da entrada da área, Fábio encaixa.
  • 29 GRITARIA dos dois técnicos.
  • 29 Arrascaeta vai ao fundo pela esquerda cruza. Robinho finaliza, de carrinho, bola sobe sai pela linha de fundo.
  • 30 Dedé, Romero, Lucas, Dedé, Romero, Dedé, bola esticada pra Arrascaeta, Ivaldo corta.
  • 31 Paranaense sai lentamente e quando chega perto da área celeste, fica sem a bola.
  • 32 Leo, Egídio, Rafinha, jogada pela esquerda. Defesa aperta a marcação e corta.
  • 33 Fábio lança pra Arrascaeta, Ivaldo corta de cabeça.
  • 34 QUASE! Robinho acerta um petardo da entrada da área, santos escanteio a bola, com dificuldade.
  • 35 Arrascaeta cobra corner na direita, Ivaldo sobe mais que Dedé e corta.o
  • 36 Pablo e Romero disputam bola na lateral direita celeste, Dedé chega na cobertura e manda a bola pra lateral.
  • 37 Paranaense tranca entrada de sua área, Cruzeiro troca passes.
  • 38 Dedé lança da meiuca, Sassá empurra Ivaldo na entrada da área rubronegra,
  • 39 Lucas corta jogada do Cap mna lateral esquerda. Corner.
  • 40 Rosseto cobra corner na direita, Heleno cabeceia, bola acerta o cotovelo de Dedé. paranaenses exigem pênalti, Bassols não aceita. E acerta.
  • 41 Carleto cobra corner na esquerda, Heleno cabeceia, defesa celeste corta.
  • 41 GOL. Carleto cobra falta, bola faz curva, passa pela barreira de troes jogadores, quica na frente de Fá bio, que ainda toca na bola, mas não consegue desviá-la. PARANAENSE 1×0.
  • 42 Ararscaeta cobra falta na esquerda, defesa rubronegra corta.
  • 43 ANULADO. Bola cruzada sobre área celeste, Heleno cabeceia, Ivaldo manda pra rede, mas está impedido.
  • 44 DEFESAÇA. Arrascaeta entra na área, Santos e Pavez abafam o uruguaio evitando gol celeste.
  • 45 Sassá tromba com heleno e fica sem a bola.
  • 46 Jogo equilibrado. Cruzeiro tomou gol após cinco jogos.
  • 47 FIM de 1º tempo.

Segundo Tempo

  • 22h47 COMEÇA o 2º tempo.
  • 47 Bassols marca corner, Romero dá-lhe um esporro. Sem razão.
  • 48 Corner cobrado, Pablo cabeceia, com perigo. Tiro de meta, Cruzeiro.
  • 49 Cruzamento fechado de Carleto, Fábio tira de soco.
  • 50 Zé Ivaldo disputa bola com Sassá e vence na força.
  • 51 Henrique sai jogando, bola na esquerda, volta pra Henrique, que põe na área, defesa bate cabeça, mas afasta o perigo.
  • 52 Romero joga bola na área paranaense, santos corta de soco.
  • 53 Egídio desfaz ataque do Cap. Cruzeiro sai lentamente pro ataque.
  • 54 Dedé, Leo, Egídio, Arrascaeta, bola pra Robinho, que não alcança. Tiro de meta, Cap.
  • 55 Bassols para o jogo pra dar bronca em Mano Menezes.
  • 55 Bassols avisa que mandará Mano pro chuveiro na próxima reclamação.
  • 56 Henrique dá um bico, bola volta pra área celeste, Leo corta.
  • 57 Camacho escorrega e perde bola na frente da área do Cap. Arrascaeta finaliza, mas bola não chega ao gol de Santos.
  • 58 QUASE! Rafinha lança Arrascaeta, que cruza da linha de fundo. Salsa cabeceia pra fora.
  • 59 Carleto corta jogada na pontadestra, com um bico.
  • 60 Carleto cruza da esquerda, Leo rebate, na pequena área celeste.
  • 61 Arrascaeta põe a bola na área do Cap, Zé Ivaldo corta.
  • 62 Cruzeiro faz a bola girar de um lado pra outro, mas não consegue furar o bloqueio do Cap.
  • 62 Arrascaeta derrubado por Zé Ivaldo, Falta frontal.
  • 63 Lucas Silva cobra, bola fica na barreira.
  • 63 Lucas não é cartel. Cruzeiro não tem chutador.
  • 64 TROCA. Salsa x Raniel.
  • 65 Veiga avança pela direita, mas é desarmado por Egídio.
  • 66 JOGO PARADO. Veiga cai sentindo dores no ombro.
  • 67 TROCA. Rafael Veiga x Matheus Anjos.
  • 67 Romero faz ligação direta. Diretamente pra lateral.
  • 68 Anjos cruza da direita, Leo corta de cabeça.
  • 71 Paranaense troca passes sem pressa, Cruzeiro cerca à distância.
  • 72 Arrascaeta carrega bola pelo meio, bate de frente com a biqueira rubronegra e fica sem abola,,
  • 73 AMARELO. Bergson, por levantar Dedé na meia-lua celeste.
  • 74 TROCAS. Robinho x Mancuello.
  • 74 Lucho Gonzáles x
  • 75 Cruzeiro troca centenas de passes, mas não chuta.
  • 76 AMARELO. Camacho, por falta em Henrique. Lucas lança, Mancuello passa a Raniel e pronto, nada acontece.
  • 77 TROCA. Arrascaeta x Sobis.
  • 78 Romero joga bola na área, Heleno corta. de peixinho.
  • 79 GOL. Henrique solta uma bomba de fora da área, bol desliza na careca de Thiago heleno e entra no ângulo direito. Santos voa, mas não alcança. CRUZEIRO 1×1.
  • 80 HENRIQUE comemora 33 anos, hoje, Foi seu primeiro gol na temporada.
  • 81 CHUTE indefensável. Goleiro do celular voou, mas não chegou.
  • 81 Raniel se joga na área. Bassols manda seguir o jogo.
  • 82 Cruzeiro se anima, mas a criatividade é quase nenhuma.
  • 83 Cruzeiro segura a bola trocando passes no meio de campo.
  • 84 Egídio lança, Rafinha é empurrado, Bassols dá lateral pro Cap.
  • 85 Cap troca passes, com mais rapidez que o Cruzeiro
  • 86 Rosseto cruza direita, Pablo não encontra a bola.
  • 87 TROCA. Bergson x Marcinho.
  • 88 Raniel tenta entrar na área, cai em disputa com Ivaldo e fica sem a bola.
  • 89 Briga pela bola envolve meia dúzia de jogadores na pontesquerda celeste. Cap leva a melhor, mas ataca mal.
  • 90 ALMA SOLITÁRIA. Centroavante no Cruzeiro faz retiro espiritual durante os jogos.Time não sabe jogar com essa raça.
  • 92 GOL. Raniel ganha de Zé Ivakdo, entra na área e manda a bola pra rede. CRUZEIRO 2×1.
  • 92 AMARELO. Raniel, por tirar a camisa na comemoração do gol.
  • 93 Torcida do Furacão fica brava demais!
  • 94 FIM de jogo. Cruzeiro precisa de um empate na bolada em 16Jul, no Mineirão.

Fotos

20180516 Henrique.jpg
Comemoração de Henrique após seu gol.
(Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Vídeos

Bastidores do jogo

Atuações

  • TORCIDA CELESTE rebelou-se contra a intolerância do cartola-dono do Paranaense, o autoritarismo do Ministério Público e, mesmo proibida, compareceu, juntou-se num canto do estádio e soltou o verbo apoiando seu time. A resistência contra a insanidade dos simões-bacamartes do MP foi saudável, exemplar e deveria ser seguida por todas as torcidas. Chega de interferência do estado na vida do cidadão! Nota Dez! Senti-me orgulhoso de pertencer a uma torcida que, sem violência, desafiou o autoritarismo das autoridades. Esses caras que foram à Baixada ontem me representam. Tenho dito.
  • FÁBIO fez boas defesas e não teve culpa no gol, pois o chute violento resultou numa bola traiçoeira pelas curvas pelo quique no gramado de borracha. Mérito do lateral Carleto. Posto isto, tem responsabilidade pela barreirinha insuficiente que montou. E que teria sido ainda menor se ela não desse bronca pedindo um terceiro componente. Que, como se viu, também não barrou a bola. Fica a lição para o clássico, pois as frangas têm um chutador ainda mais assustador que o de ontem.
  • ROMERO, discreto no ataque, firme na defesa.
  • DEDÉ fez um jogo perfeito na defesa, cortando tudo e peitando todo mundo que apareceu na área celeste. E, para coroar uma noite perfeita, viu um de seus esticões virar lançamento para o gol da vitória. Na frente, não conseguiu a cabeçada goleadora das últimas duas partidas.
  • LEO fez tudo certo: rebatidas, conforto diretor cobertura. Um esteio do time!
  • EGÍDIO travou bom duelo com Rosseto e Veiga e ainda encontrou tempo para apoiar, articulando boas jogadas com Arrascaeta.
  • HENRIQUE presenteou-se no dia de seu 33º aniversário, com uma partida taticamente perfeita e um gol salvador. Manteve-se na proteção à bequeira na maior parte do tempo, subindo ao ataque gradativamente, quando o time começou a exercer a marcação alta na metade da etapa final. O resto foi bônus-track: um torpedo desferido a uma distância de 30 metros da baliza paranaense, que resvalou na cabeça de Thiago Heleno e escangalhou com a vida do goleiro do celular.
  • LUCAS jogou mais adiantado do que Henrique, distribuiu bons passes, chutou mal, mas foi importante naquela trocarão de passes com que o time esconde a bola até encontrar brechas na marcação adversária.
  • RAFINHA não economizou energia na ocupação de espaços, na recomposição, na luta pela bola. Já aquela vibe goleadora, parece que se diluiu.
  • ROBINHO não criou o quanto deveria e se esperava dele, mas esteve longe de enterrar o time, como estão dizendo os termocéfalos.
  • ARRASCAETA fez boas jogadas pela esquerda, visitou a direita, sem a mesma eficiência. No final das contas, foi o melhor atacante de quantos estiveram em campo, mas saiu mais cedo, cansado.
  • SASSÁ quase marcou um gol, não conseguiu e nem teve outras oportunidades. Restou o entusiasmo de sempre.
  • MANCUELLO jogou pouco tempo e perambulou pela direita e pelo meio, mas não pela esquerda, onde se sente mais à vontade. Compôs o time, sem criar, nem comprometer.
  • SOBIS jogou pouco tempo, correu, mas não criou, nem teve chance de gol.
  • MANO escalou certo, substituiu certo, encheu o saco do juiz só para não perder a fama de mau e pontificou na entrevista, esquecido de que, mais do que ele e o Diniz, a bola foi quem esteve no comando.
  • CRUZEIRO jogou como manda o técnico, sem afobação. Dominado na maior arte da etapa inicial, recuperou terreno e posse de bola na segunda parte e, mesmo sem criar muitos lances de gol, conseguiu a vitória, um tanto ao quanto surpreendente.
  • PARANAENSE jogou com três beques, quatro médios e três atacantes. Valorizou a posse de bola, compactou as linhas, enfim, fez tudo o que manda a cartilha do futebol moderníssimo. Mas foi vítima de seu estilo, pois tomou o gol de desempate, quando estava ultra compactado, tão compactado, que faltou o beque da sobra para conter Raniel.
  • ÁRBITROS tomaram decisões técnicas acertadas durante todo o jogo, inclusive não marcando pênalti numa bola que acertou o cotovelo de Dedé. Foi bolada, não mãozada. Na parte disciplinar, amarelos bem distribuídos e nenhuma encrenca maior.

O que foi dito

  • MANO MENEZES: No 1º tempo, o time dois gols que não se pode perder e que fazem falta nos jogos assim. Mas teve a competência no 2º tempo de não se apavorar no 0x1. Em mata-mata você precisa saber jogar quando está perdendo, e aí, com méritos, conseguiu o empate. O jogo estava se desenhando pra terminar empatado, mas numa bola longa o Raniel com calma do]e centroavante, nos deu uma vitória importantíssima. Fiquei contente pelo que o time apresentou. O Atlético tem uma maneira diferente de jogar e, como tudo na vida, tem dois lados. O primeiro é que é muito difícil tomar a bola deles, porque trabalham bem, abrem muito a equipe no campo. É preciso saber se posicionar, principalmente entre as linhas, pra não deixá-lo ter volume. Mas trem o outro lado também. Quando se recupera a bola na intermediária defensiva, seu time pega o Atlético mais aberto. A gente respeita e eu admiro o trabalho do Diniz. Eu disse isso a ele. É difícil propor algo tão diferente como treinador, porque sabemos como é o futebol. Não tem como passar por isso sem ter sobressaltos. Existem muitas maneiras de jogar e a nossa também é eficiente.
  • HENRIQUE: Feliz pelo gol, porém mais importante é a vitória. Teremos mais 90 minutos e o foco ter;a de ser total. O time soube jogar hoje, Mesmo começando perdendo, colocamos a bola no chão e viramos o placar. É meu aniversário e eu comemoro aqui, pois esta é minha segunda família, pessoal com quem eu convivo há muito tempo.
  • DOUGLAS VELLOSO: Foi um bom jogo, contra um adversário ardiloso. Desde o início, o Cruzeiro dominou o meio de campo com Henrique e Lucas (novamente) muito bem, com Rafinha e Arrascaeta ligados e com Romero e Egídio seguros na defesa e presentes no ataque. Se o Sassá estivesse inspirado, o jogo ficaria mais tranquilo, mas sem a emoção do gol no apagar das luzes. O Furação não tem folego pra manter a intensidade proposta por Diniz, precisa de tempo / experiência / qualidade pra aliar, de modo eficaz, marcação alta e velocidade.
  • FERNANDO HENRIQUE: Foi um jogaço do Cruzeiro! O time celeste soube jogar num gramado onde a bola corre demais e o time local marca muito. Obediência tática, disposição e paciência foram premiadas com dois golaços. Melhor jogo do ano sem dúvida, mas um bochechudo da Iespien disse: “com 60% de posse de bola, venceu o joguinho burocrático do Mano Menezes”. #vtnciespien
  • BRUNO BRAGA: O gol do Raniel saiu do manual da centroavância. Segurou o zagueiro como pivô, girou no momento certo, dominou mantendo a dianteira e finalizou no tempo certo, de canhota, antes da zaga chegar e o goleiro abafar. Golaço!
  • ERNESTO ARAÚJO: Dedé aproveitou-se de uma oportunidade e colocou a bola em condições pro Raniel disputar o lance. Não foi um chutão qualquer ou uma mera rebatida no sufoco. Ligação direta como essa do dedo ou a do Leo dias atrás não é pecado. É uma arma pra se chegar ao gol, se defesa adversária estiver aberta.
  • ROSAN AMARAL: Tática, técnica e mentalmente, o Cruzeiro esteve acima de sua média (só inferior aos 2×0 sobre as cocot@as na final do Mineiro). Dedé, Leo, Lucas, Henrique e Rafinha estiveram acima da média deles próprios. E a razão do sucesso e de alto desempenho do time esteve no comando seguro do Mano.
  • MARIANA RESENDE: O resultado foi muito melhor que encomenda, bem mais! Esse time do Atlético é muito organizado.

Fontes

Transmissão

  • Fox Sports
  • Globo Minas