Atlético-PR 1x0 Cruzeiro - 02/05/2012

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo América-MG.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Atlético-PR.png
Por Copa do Brasil
Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Chapecoense.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Atlético-PR.png
No estádio Durival de Britto
Escudo Paraná Clube.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Paraná Clube.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra Atlético-PR
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Atlético-PR.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Atlético-PR.png

[edit]

Escudo Atlético-PR.png
Atlético-PR
1 × 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
Jogo de ida - Oitavas de Final - Copa do Brasil 2012
Data: 2 de maio de 2012 Local: Curitiba, PR
Horário: 21:50 Estádio: Durival de Britto
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio Público pagante: 6.581
Assistente 1: Fabrício Vilarinho da Silva Público presente: Não disponível
Assistente 2: Cristhian Passos Sorence Renda: R$ 92.360,00 R$ 92.360
Cr$ 92.360
NCr$ 92.360
Cz$ 92.360
NCz$ 92.360
(preço médio: R$ 14,03 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Atlético-PR: Cruzeiro:
1. Vinícius 1. Fábio
2. Gabriel Marques 2. Diego Renan
3. Manoel 3. Léo
4. Bruno Costa 4. Alex Silva
5. Deivid Cartão amarelo recebido aos 5. Leandro Guerreiro Cartão amarelo recebido aos  (1)
6. Heracles 6. Everton
7. Guerrón Cartão amarelo recebido aos 7. Roger Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada 30' (2T) de jogo 30' (2T) ( 15. Gilson )
8. Martín Lingüera Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 15. Zezinho ) 8. Marcelo Oliveira
9. Edigar Junio Gol aos do Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 17. Bruno Mineiro ) 9. Wellington Paulista Substituição realizada de jogo ( 16. Wallyson )
10. Paulo Baier Substituição realizada de jogo ( 14. Renan Cartão amarelo recebido aos ) 10. Amaral Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( 17. Souza Silva )
11. Patrick Alves 11. Anselmo Ramon
Técnico: Juan Ramon Carrasco Técnico: Vágner Mancini
Reservas que não entraram na partida
Atlético-PR: Cruzeiro:

Pré-Jogo

Três dias após ser desclassificado na semifinal do Campeonato Mineiro, pelo América, o Cruzeiro inicia a disputa das oitavas de final da Copa do Brasil jogando em Curitiba contra o Atlético. Vagner Mancini, ameaçado de perder o cargo, não contará com Montillo e Victorino, contundidos. Em contrapartida, promoverá a estreia do beque Alex Silva, que está a 102 dias sem jogar, desde que se desentendeu com a direção do Flamengo, seu ex-clube. O meia Souza, contratado ao Fluminense, ficará no banco de reservas e também poderá estrear ao longo da partida, embora ainda não tenha participado de nenhum treino coletivo na Toca da Raposa. No Atlético, o treinador uruguaio, Juan Carrasco, pode escalar os atacantes Bruno Mineiro e Ricardinho nos lugares de Marcinho e Edigar Júnio, respectivamente.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 21h45 – Atlético em campo com uniforme tradicional.
  • 21h48 – Cruzeiro em campo com uniforme tradicional.
  • 21h49 – Execução dos hinos do Paraná e do Brasil.
  • 21h52 – Tempertura na Vila Capanema: 10º
  • Um minuto de silêncio pela memória do pai do cantor Samuel Rosa.
  • 21h54 – Começa o jogo. Cruzeiro à esquerda das cabines.
  • 00 – Reservas do Cruzeiro: Rafael
 Monteiro, Thiago Carvalho, Gilson, Elber, Souza, Bobô, Wallyson.
  • 01 – Atlético toma iniciativa de ataque, mas defesa celeste se garante bem.
  • 02 – Leo Simões desfaz ataque rubronegro com um chutão pra lateral.
  • 03 – Paulo Baier faz lançamento, Fábio fica com a bola.
  • Guerrón recebe passe nas costas da defesa e marca, mas está impedido.
  • 04 – Amaral chuta forte, de fora da área, bola sai à esquerda do arco parananaense.
  • 05 – Juan Carrasco corneta Juiz. CAP bate lateral, nada acontece.
  • 06 – Cruzamento da linha de fundo, pela direita, Patrick arremata, bola desvia em Leo Simões. Escanteio.
  • 07 – Paulo Baier joga bola na área, Fábio corta com um soco.
  • 08 – Gol! Guerrón desce pela esquerda, passa por Diego Renan e Leandro Guerreiro e cruza. Alex Silva tenta cortar de carrinho e fura, Edigar Júnio aparece na entrada da pequena área pra tocar pra rede. Atlético 1×0.
  • 09 – Na origem do lance de gol, ainda no campo de defesa do CAP, Héracles cometeu falta em Roger Galera e Paulo Baier em Amaral. O juiz não marcou nenhuma..
  • 10 – Patrick chuta da entrada da área, bola sai pela linha de fundo.
  • 12 – Roger Galera leva um pescoção de Liguera e fica caído.
  • 13 – Amarelo! Liguera pela falta em Roger Galera.
  • 14 – Amaral cobra falta na intermediário, bola fica com Vinícius, sem dificuldade.
  • 15 – Paulo Baier lança Guerrón, Diego Renan corta de cabeça, dentro da área.
  • 16 – Cruzeiro ainda não começou a jogar. Meiod e campo celeste não marca nem cria.
  • Leo Simões limpa a área com um chutão.
  • 17 – Amaral cobra falta jogando a bola na área do CAP. Defesa corta. Escanteio.
  • 18 – Roger Galera cobra escanteio pela direita, Vinícius defende pelo alto.
  • 19 – Marcelo Oliveira toma bola de Guerron impedindo que o CAP ataque pela direita.
  • 20 – Inacreditável! Roger Galera cadencia jogo, mas erra ao tentar passar a Leo Simões. Patrick se antecipa, toma a bola atravessa o campo de defesa celeste livre e na cara do gol chuta pra fora.
  • 22 – Amaral cobra falta jogando a bola sobre a área. Estabelece-se uma confusão na área paranaense até que Leo Simões arremata e a bola passa por cima do travessão.
  • 23 – Deivid é empurrado por Leandro Guerreiro e cai na entrada da área celeste, torcida pede falta.
  • 24 – Guerrón desarma Marcelo Oliveira e desce pela direita. Francisco Everton prensa a bola quando o equatoriano tenta o cruzamento.
  • 25 – Francisco Everton chuta de fora da área, bola fora.
  • 26 – Juiz marca falta contra o Cruzeiro na entrada da área. Foi bola no peito e não no braço de Francisco Everton.
  • 27 – Paulo Baier cobra por cobertura, bola passa por cima do travessão.
  • 28 – Deivid sai com a bola pela lateral.
  • 29 – Deivid lança Edigar Júnior, Diego Renan tira a bola com um chutão.
  • Posse de bola: Cruzeiro, 53%.
  • 30 – Diego Renan faz lançamento longo, Roger Galera avança e tenta encobrir o goleiro. Bola sai rente ao poste esquerdo.
  • 31 – Guerrón chuta de fora da área, Fábio defende no canto esquerdo.
  • 32 – Patrick atropela Roger Galera no meiod e campo. Roger cobra falta, bola fica com Vinícius.
  • 33 – Diego Renan divide com Patrick na lateral direita e fica com a cobrança manual.
  • 34 – Roger Galer tenta jogada pela ponta-direita, mas acaba derrubando Paulo Baier.
  • 35 – Paulo Baier lança Edigar Júnio, que é escorado por Leo Simões. Fábio fica com a bola.
  • 36 – Alex Silva corta lançamento de Héracles para Patrick.
  • 37 – Jogo parado! Edigar Júnio disputa com Amaral, cai e pede assistência médica.
  • 38 – Roger Galera diz que não tem opções de lançamento. Vagner Mancini pede que Anselmo Ramon e Wellington Paulista joguem abertos.
  • Passes errados: Cruzeiro 23×15.
  • 39 – Amarelo! Amaral por falta em Paulo Baier.
  • 40 – Cruzeiro tenta sair jogando pela esquerda, mas é obstruído pela pressão dos atleticanos.
  • 41 – Bola na lua! Marcelo Oliveira passa por dois marcadores na ponta esquerda e entrega a bola a Francisco Everton, que faz um cruzamento astronáutico.
  • 42 – Vagner Mancini se esgoela na beira do campo pedindo que Leandro Guerreiro fique na defesa quando os beques avançarem.
  • 43 – Juiz acrescenta 2 minutos.
  • Guerrón derruba Leandro Guerreiro.
  • 44 – Alex Silva faz lançamento ongo, Nono meio do caminho, Paulo Baier corta, de cabeça, pra lateral.
  • 45 – Roger Galera coloca WP na cara do gol, Vinícius sai e abafa. Héracles completa o serviço despachando a bola.
  • 46 – Roger Galera lança AE, que volta a MO. O volante aciona Roger Galera, que é derrubado por Paulo Baier.
  • 47 – Roger Galera cobra falta com chute forte. Vinícius dá rebote, WP chega atrasado, Guerrón despacha a bola.
  • Alex Silva: “Tomamos o gol numa jogada cantada do Atlético, que é o cruzamento de Guerrón. No final, quando botamos a bola no chão, melhoramos. ”
  • Paulo Baier: “Nosso time há muito que não jogava tão bem, mas é preciso aproveitar as chances. ”

Segundo Tempo

  • 22h55 – Cruzeiro volta a campo com Souza em lugar de Amaral.
  • 22h56 – Vagner Mancini: “Souza cria mais do que Amaral. Precisamos segurar mais a bola na frente. O time entrou sonolento, não pode.”
  • 22h57 – Matheus Penido, no PHD: “Mauro Cezar Pereira foi na jugular: ‘Com um meio de campo desse não dá; não tem técnico no mundo que ensine Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira e Amaral a jogarem bola.’”
  • 22h50 – Atlético volta a campo com Zezinho em lugar de Liguera e Bruno Mineiro em lugar de Edigar Júnio.
  • 22h59 – Começa o 2º tempo. Atlético dá a saída.
  • 00 – Trocas! Martin Liguera por Zezinho, Edigar Júnio por Bruno Mineiro, Amaral por Souza.
  • 01 – Wellington derruba Deivid no campo de ataque celeste.
  • 02 – Virou avacalhação! Gandulas desaparecem.
  • 03 – Leo Simões dá um bico na defes. Anselmo Ramon disputa bola dentro da área com três rubronegros e é desarmado.
  • 04 – Diego Renan desce pela direita, passa a Wellington Paulista, que cruza. Bruno corta de cabeça.
  • 05 – Rua, vagabubdo! Gandula ensebador expulso.
  • 05’30” – Marcelo Oliveira passa por dois e chuta forte. Vinícius defende.
  • 06 – Zezinho lança Guerrón, Francisco Everton corta pra lateral.
  • 07 – Roger Galera lança Anselmo Ramon, que recebe falta de Manoel. Juiz nada marca. Anselmo Ramon fica puto e reclama muito.
  • 08 – Amarelo! Roger Galera por falta em Deivid.
  • 09 – Gabriel Marques lança Patrick, que deixa bola escapar pela linha de fundo.
  • 10 – Marcelo Oliveira passa a Francisco Everton, que entra na área, mas é desarmado por Manoel.
  • 11 – Sensacional! Roger Galera lança Marcelo Oliveira, que passa por dois e devolve ao meia. Chute sai forte, Vinícius espalma, bola tira tinta no travessão.
  • 12 – Guerrón recebe na ponta-direita, mas Francisco Everton despacha a bola com um chutão.
  • 13 – Bola na área celeste, Guerrón comete falta em Fábio.
  • 14 – Roger Galera passa a Souza, que chuta de fora da área. Bola explode em Manoel.
  • 14’30”- Troca! Paulo Baier por Renan.
  • 15 – Bike! Roger Galera cruza, Anselmo Ramon arremata de bicicleta. Vinícius defende.
  • 16 – Marcelo Oliveira entra na área, mas é desarmado por Manoel.
  • 17 – Guerrón desce pela esquerda, mas é desarmado por Diego Renan.
  • 18 – Gerrón chuta de longe, Fábio defende.
  • 18’30” – Gabriel Marques disputa bola com Wellington Paulista, cai, machuca o braço esquerdo e sai no carrinho-maca.
  • 19 – Troca! Wellington Paulista por Wallyson.
  • 20 – Roger Galera cobra falta, defesa rebate pra escanteio.
  • 21 – Souza cobra escanteio pela esquerda,
  • 22 – Quase! Anselmo Ramon faz o pivô, aciona Marcelo Oliveira, que entra na área pela esquerda e chuta na saída de Vinícius. Bola sai tirando tinta no travessão.
  • 22’30” – J. Dias, no PHD: “Talvez tenhamos agora a melhor formaçao, sem o Montillo. Jogadores fazendo o que sabem melhor. Um velocista pelas pontas, Anselmo Ramon no comando de ataque, dois meias com qualidade pra alimentá-los. Precisamos de pelo menos um gol.”
  • 23 – Renan chuta de fora da área. Bola fora.
  • 23’30” – Diego Renan desce pela direita e chuta cruzado, com força. Bola sai pela linha de fundo.
  • 24 – Finalizações: Cruzeiro 12×7.
  • 25 – Souza cobra falta pela esquerda, Vinícius defende pelo alto.
  • 25’30” – Gabriel Marques volta a campo com dores no braço esquerdo.
  • 26 – Posse de bola: Cruzeiro, 6o%.
  • 27 – Anselmo Ramon chuta forte, cruzado, de fora da área. Bola sai à esquerda de Vinícius.
  • 28 – Amarelo! Alex Silva por pedir cartão pra Zezinho, que derrubou Wallyson.
  • 29 – Roger Galera cobra falta pela direita, defesa corta.
  • 30 – Troca! Roger Galera por Gilson.
  • 31 – Baliza! Guerrón dispara pela direita e cruza. Patrick, sem marcação dentro da área, cabeceia com força. Bola carimba o poste direito.
  • 32 – Diego Renan vira o jogo pra Wallyson, que deixa bola escapar pela lateral.
  • 33 – Vagner Mancini pede marcação forte na saída de bola do Atlético.
  • 34 – Zezinho e Gabriel Marques dobram marcação pela esquerda pra conter avanços de Gilson, que está descansado.
  • 35 – Cadê o cartão? Guerrón derruba Francisco Everton pra impedir contra-ataque.
  • 36 – Atlético todo em seu campo de defesa. Guerrón fica na espera para o contra-ataque.
  • 37 – Amarelos! Guerrón por falta em Francisco Everton. Renan por reter a bola impedindo cobrança de falta.
  • 38 – Souza cobra falta, Vinícius solta a bola, defesa cede escanteio.
  • 39 – Wallyson recebe bola na área, mas não consegue arrematar, pois o goleiro abafa.
  • 39’30” – Amarelo! Leandro Guerreiro por falta vencida no meio de campo.
  • 40 – Falta sobre Guerrón na entrada da área celeste.
  • 41 – Bruno Mineiro cobra falta com uma bomba, que amortece na barreira e fica com Fábio.
  • 42 – Cegueta! Juiz inventa falta de Anselmo Ramon e pára ataque celeste.
  • 42’30”- Manoel tenta sair, perde a bola, que bate em um companheiro e fica com Vinícius.
  • 43 – Público: 6.581 pagantes. O maior do Atlético na temporada.
  • 44 – Confusão na área do CAP. Manoel alivia com um bico.
  • 45 – Cãibras! Patrick sai de campo. Guerrón também sente.
  • 46 – Fez média! Guerrón e Deivid se jogam na área celeste pedindo pênalti. Juiz economiza amarelo e vermelho pra Guerrón.
  • 47 – Cera! Atlético segura o jogo.
  • 48 – Amarelo! Deivid por falta em Souza.
  • 49 – Milagre! Patrick desce pela esquerda e rola pra Héracles que, dentro da área, se apavora com a saída de Fábio e chuta pra fora.
  • 50 – Fim de jogo.
  • Vinícius: “Tivemos chances, mas infelizmente não fizemos mais gols que teriam nos do maior tranqulidade. Todos nós formos guerreiros pra suportar a pressão do Cruzeiro.”

Vídeos

Gol

Atuações

  • Fábio – Não falhou no gol. Fechou bem o ângulo nas bolas na trave e teve uma saída providencial em Héracles no fim do jogo. (João Chiabi Duarte)
  • Diego Renan – Tomou a finta de Guerrón no meio-campo, mas jogar a culpa do gol nele é o cúmulo da má vontade. É nítido seu desconforto nos últimos jogos. Está sem confiança. Tudo que tenta dá errado. Se tem que chutar cruza. Quando é a vez de cruzar, chuta e erra o alvo. Não conseguiu deixar o estágio das atuações fracas de 2011. Embora tenha demonstrado raça e vontade, foi mal em Curitiba. (João Chiabi Duarte)
  • Leo Simões – O mais seguro da defesa. Parece trabalhar com mais afinco à medida que o time piora. Vem segurando bem a onda da mais que desprotegida defesa, mas, obviamente, não faz milagres. Ao lado de um beque com a experiência do Boneco de Olinda 2, pode formar uma defesa firme. Isso se o treineiro parar de expor o time. (Gustavo Bueno)
  • Alex Silva – Zagueiro que impõe respeito e se faz notar pelos companheiros. Se estiver bem condicionado e o técnico tiver peito, é candidato futuro a capitão. Mas como há rumores de ter sérios problemas físicos, melhor aguardar. (Marco Soalheiro)
  • Francisco Everton – Transpiração 100%, mas, futebol muito ruim. Matou um monte de jogadas ofensivas ao errar todos os cruzamentos. Teve um no 2° tempo, em que ele roubou a bola do Marcelo Oliveira e cruzou por trás do gol, o que quase matou este turco do coração. (João Chiabi Duarte)
  • Amaral – Pior em campo. Ele não devia saber qual era sua funçao, Era pra dar cobertura as subidas do diego renan, mas ele se empolgou com a 10 nas costas e se atrapalhou todo querendo armar jogadas. (Gohan)
  • Leandro Guerreiro - Seu futebol caiu muito. Continua a fazer a proteção à frente da zaga, mas tem marcado frouxamente. Falhou na marcação do Guerrón no lance do gol, por exemplo. (João Chiabi Duarte)
  • Marcelo Oliveira - Sempre esforçado, apoiou o ataque e tentou fechar o corredor direito do CAP. Na segunda metade da etapa final, foi transferido pra direita e perdeu ritmo. Teve nos pés a chance do empate, mas encobriu goleiro e baliza. (Síndico)
  • Roger Galera – Foi um dos melhores. Observem nos melhores lances criados pelo Cruzeiro que ele esteve em todos. Sua qualidade e objetividade (excetuando-se aquela atrasada para o Leo Simões) são notáveis. Bola na trave, cruzamentos, lançamentos, passes. Apesar disto, os cornetas têm valorizado mais os carregadores de piano, gente que sobra no Cruzeiro. (Rosan Moura)
  • Gilson - Entrou pra jogar em velocidade pela esquerda contra um lateral contundido (Gabriel Marques) e não conseguiu produzir nada que mereça destaque. (Síndico)
  • Souza – O time ficou melhor com ele. Teve mais posse de bola e uma distribuição de jogo mais eficaz. (Síndico)
  • Anselmo Ramon – É bom jogador, mas não vai decidir sozinho. Deixou Marcelo Oliveira na cara do gol. Precisa de alguém rápido e inteligente pra tabela. Não adianta fazer o pivô sendo que ninguém se desloca. (Adair)
  • Wellington Paulista - Não fez gol, mas lutou com muita raça e determinação. O problema é que a bola não chegou com qualidade pra finalização. Assim, ele fica aberto pela direita trombando com laterais e zagueiros e sempre buscando amarelar alguém. A única bola que chegou dentro da área ele tentou dominar com o tornozelo mas ela escapou. Sua deficiência técnica é compensada com muita luta. (Alex Martins)
  • Wallyson – No conseguiu concretizar uma só jogada. (Síndico)
  • Vagner Mancini – Voltou ao esquema de três volantes numa tentativa de deixar o meio de campo mais encorpado, mas a qualidade técnica dos storistas da meiúca não ajudou a transição nem a saída de bola. Amaral é rústico e Oliveira gosta de entregar a bola em domicílio. Estilos que não ajudam contra defesas cerradas. As substituições no 2º tempo foram corretas. Pena que Wallyson tenha sido de uma inutilidade absoluta. Se algum erro Mancini cometeu, foi quando apostou num meio de campo pegador e não jogador de futebol por ocasião da reformulação do elenco. Resta esperar que Souza e Charles melhorem esse setor fundamental para o equilíbrio do time. (Síndico)
  • Torcida – Uma centena de fanáticos compareceu com bandeiras e escudos. Bom desempenho. (Síndico)
  • Juiz & Bandeiras – Péssimos. A começar pelo erro grosseiro do bandeira que viu e não assinalou duas faltas sofridas po Roger e Amarl no início da jogada do gol dos rubronegros. Depois, sucederam-se erros na marcação de faltas e exibição de cartões. (Síndico)
  • Cruzeiro – Meio de campo pouco criativo no 1º tempo e um pouco melhor no 2º, ataque sem um finalizador e sem que aproveitasse as jogadas de pivô por falta de aproximação de volantes e meias. Defesa insegura no início e aberta demais no fim. Podia ter feito o gol de empate, mas também poderia ter tomado outros dois ou três. (Síndico)
  • Atlético-PR – Pressionou a saída de bola do Cruzeiro no começo do jogo, fez o gol, perdeu outro e, no 2º tempo, estrategicamente, ficou na defesa à espera de oportunidades de contra-ataque. Elas surgiram, mas foram desperdiçadas. Faltou gás, pois o esforço para fazer o pressing desgastou o time. (Síndico)

O que foi dito

  • Vagner Mancini, treinador do Cruzeiro: A gente não sabe o que fazer pro time entrar mais ligado. Só se eu levar um fio desencapado de 220 volts e molhar, pro choque ser mais forte. A gente tem convivido com isso, são detalhes que têm que ser favoráveis e pra nós têm sido desfavoráveis. Isso desgasta o time, temos que acertar isso aí, que é mais emocional do que tático. O placar nos deixa em situação difícil. Embora o time tenha jogado bem, o fato de ter sido derrotado faz com que ele jogue na obrigação de vencer sem tomar gol. Se tomar gol, tem que golear e aí fica tudo mais difícil. Mas temos condições de fazer bom jogo diante de um time difícil e inverter a situação. O Souza se candidata a uma vaga de titular, sem dúvida. Ele estreou bem, modificou o panorama da partida e tem chances de iniciar o próximo jogo. O Alex também deu uma ajustada no setor, que não vinha bem. Mesmo tendo sofrido gol, a defesa foi firme, não só o Alex, mas os outros três de trás também.
  • Alex Silva, beque do Cruzeiro: Foi uma estreia boa pra quem estava há 3 meses sem jogar. Não tive nenhum erro. O tempo de bola estava bom e não tive problemas de entrosamento com o Leo. Infelizmente, tomamos um gol no início que acabou complicando. Mas o Cruzeiro mostrou que quando põe a bola no chão e impõe seu toque tem condições de fazer gols. Perdemos 3 ou 4 chances que poderiam nos ajudar bastante no próximo jogo. O setor defensivo terá de correr dobrado, porque não podemos sofrer gols em casa. Tenho certeza de que vou me soltar mais no segundo jogo, procurar falar mais com os companheiros. A gente fica tímido de falar com o companheiro e ele não gostar, porque estou chegando agora. No segundo jogo, vamos fazer de tudo pra dar essa alegria ao torcedor. Fábio é o capitão e é a liderança maior, mas sempre procurei trazer meus companheiros comigo pelo meu espírito aguerrido. Durante o jogo, fui me soltando, falando mais e tenho certeza de que vou me soltar mais na próxima partida e falar mais. No São Paulo, tive momentos vitoriosos. É muito bom ser campeão e vou passar isso pra eles. E vamos mudar nossa postura, principalmente no 1º tempo.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: Novamente, tomamos gol no início da partida, o que prejudica o trabalho feito durante a semana, todas as conversas, tanto nos treinamentos quanto no jogo. Aí tem de correr atrás, a defesa fica aberta, a defesa e ao dversário se aproveita disso nos contra-ataques. Ainda bem que não sofremos mais gols. O que passou não volta, agora é a decisão, temos de reverter essa vantagem do Atlético
  • Roger Galera, armador do Cruzeiro: Achei injusto o resultado, mas faz parte do jogo. A gente jogou bem e controlou desde os 25 do 1º tempo. Temos de ter mais atenção no início de jogo. Vamos tentar reverter em Belo Horizonte. Não é difícil, mas precisa de muito futebol pra reverter. Cansei um pouco. Isso já estava meio que pré-determinado com o treinador. Dentro das condições de jogo, até fui mais do que o esperado.
  • Guerrón, atacante do Atlético: Foi difícil, mas tivemos boas chances de marcar mais gols, contra uma equipe muito qualificada. Seria importante fazer diferença maior jogando em casa. Poderíamos ter feito um pouquinho mais. Entretanto, é importante valorizarmos essa vitória. Conseguimos ganhar e não sofremos gols, o que é grande vantagem. Fizemos um jogo inteligente, criamos oportunidades e mostramos que podemos dificultar a vida do Cruzeiro. Mas teremos 90 minutos muito complicados pela frente e, da próxima vez, na casa deles. Por isso, precisaremos de mais força pra conseguir a classificação.
  • Juliano Lorenz, no Blog do Torcedor do CAP: O resultado de 1 a 0 foi bom por um motivo. Na Copa do Brasil não tomar gols em casa é uma grande vantagem pra decidir fora. Mas pra torcida atleticana ficou a sensação de que o time poderia ter saído com um resultado ainda melhor. No segundo tempo não jogamos bem e poderíamos até mesmo ter tomado o empate. Por sorte e pela falta de talento do time adversário isso não aconteceu. Na quarta-feira que vem não podemos ficar esperando o Cruzeiro chegar. Temos que partir pra cima e tentar garantir um gol fora de casa pra encaminhar a classificação. Não será fácil, mas pelo que vimos hoje podemos sim nos classificar. Mérito especial também para o lateral Gabriel Marques que deslocou o ombro aos 25 minutos da segunda etapa e continuou em campo sofrendo fortes dores. É essa determinação que a nação gosta de ver. E é esse tipo de atitude que precisamos para as finais do Paranaense e para o jogo da volta. Podemos e vamos vencer!
  • Claudinei Vilela, comentarista do PHD: O Cruzeiro entrou num 4-3-1-2, com Amaral fazendo a saída de bola pela direita e Marcelo Oliveira pela esquerda, Roger livre na frente dos volantes e dois atacantes de área. O CAP veio num 4-3-3, usando a tatica que o Cruzeiro usou em varios jogos do Mineiro, marcando forte a saida de bola do Cruzeiro. Com estreias na zaga, e ausencia do Montillo e Victorino, o técnico Vagner Mancini optou por um volante marcador no lugar do Montillo. Fez certo ao povoar o meio campo num jogo fora de casa. Porém num lance onde o arbitro não marcou falta em Roger, Guerron passou pela avenida Diego Renan à 150 Km/h, e cruzou pro CAP fazer 1×0. O gol aos 8″ deixou o time do Cruzeiro nervoso, errando passes, com a bola queimando os pes dos jogadores de defesa que eram pressionados pelos 3 atacantes do CAP. Lá na frente, a bola não chegava com qualidade, e quando chegava, Wellington Paulista e Anselmo Ramon mostravam que estão em péssima fase. No 1º tempo, parecia haver 50 jogadores em campo, de tão embolados estavam. No 2º, Mancini corrigiu posicionamento do meio campo e colocou o Souza. Ele e o Roger municiaram melhor o ataque. Se, contra o América, Everton fez boa partida, ontem foi uma lástima. Por várias vezes, teve chances de fazer bons cruzamentos, mas isolou a bola. Outro que entrou e não contribuiu foi Walysson. O treinador o coloca pra abrir o jogo, e acionar Anselmo Ramon em bolas de linha de fundo e ele erra todas. O Cruzeiro pressionou até os minutos finais, mas o CAP se defendeu heroicamente. Não tem nada definido, o Cruzeiro pode se classificar.
  • Eduardo Arreguy Campos, comentarista do PHD: Tirando o Roger, o time do Cruzeiro terminou o jogo inteiro, enquanto o Atlético estava morto.

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas