Atlético-MG 2x0 Cruzeiro - 04/08/2019

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo River Plate.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Internacional.png
Por Campeonato Brasileiro 2019
Escudo Cruzeiro.png 0x2 Escudo Athletico.png Gol aos do Escudo Avaí.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Independência
Escudo Atlético-MG.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x4 Escudo Grêmio.png
Contra Atlético-MG
Escudo Atlético-MG.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Atlético-MG.png
Atlético-MG
2 × 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
13ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019
Data: 4 de agosto de 2019 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 19:00 Estádio: Independência
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden Público pagante: 11.201
Assistente 1: Fabrício Vilarinho da Silva Público presente: 13.181
Assistente 2: Neuza Ines Back Renda: R$ 546.290,00 R$ 546.290 <br />Cr$ 546.290 <br />NCr$ 546.290 <br />Cz$ 546.290 <br />NCz$ 546.290 <br /> (preço médio: R$ 48,77 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Atlético-MG: Cruzeiro:

40. Cleiton 1. Fábio
2. Patric 28. Orejuela Cartão amarelo recebido aos 32  (1T) 32'  (1T)  
4. Réver 26. Dedé
16. Igor Rabello 3. Léo
6. Fábio Santos 6. Egídio
88. Jair Cartão amarelo recebido aos 21  (2T) 21'  (2T)   8. Henrique
7. Elias Cartão amarelo recebido aos 11  (2T) 11'  (2T)   5. Ariel Cabral Substituição realizada 17' (2T) de jogo 17' (2T) ( 19. Robinho )
10. Cazares Substituição realizada 24'(2T) de jogo 24'(2T) ( 49. Geovânio ) 20. Marquinhos Gabriel
29. Vinícius Goes Gol aos 45 do  (1T) 45'  (1T) Substituição realizada 40'(2T) de jogo 40'(2T) ( 23. Nathan Gol aos 46 do  (2T) 46'  (2T) ) 10. Thiago Neves Cartão amarelo recebido aos 34  (2T) 34'  (2T)   Substituição realizada 32' (2T) de jogo 32' (2T) ( 11. Thiago Neves )
9. Ricardo Oliveira Substituição realizada 35'(2T) de jogo 35'(2T) ( 99. Papagaio ) 32. Pedro Rocha Substituição realizada 40' (2T) de jogo 40' (2T) ( 99. Sassá )
8. Chará 9. Fred Cartão amarelo recebido aos 17  (2T) 17'  (2T)  
Técnico: Rodrigo Santana Técnico: Mano Menezes
Reservas que não entraram na partida
Atlético-MG: Cruzeiro:

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 19h COMEÇA o jogo. Cruzeiro à direita, o adversário da a saída.
  • 01 Vinícius chita, Fábio encaixa.
  • 02 F Santos cruza da esquerda, Egídio escanteio a bola, do outro lado.
  • 02 Corner cobrado, Fred corta, Patric comete falta em Henrique.
  • 03 M Gabriel cruza da esquerda, bola atravessa área atleticana, ninguém arremata.
  • 04 UNIFORMES tradicionais.
  • 05 Henrique desarma Ricardo. Na sequência, Orejuela é derrubado por Cazares.
  • 06 Dedé cobra falta no campo de defesa celeste, Fred cabeceia, Cleiton encaixa.
  • 07 VAR não consegue se comunicar com o Juiz. Daqui em diante, conversará c om o 4º Árbitro.
  • 08 PERIGO! Blitz atleticana, Chará finaliza de puzetade dentro da área. Fabio defende.
  • 09 M Gabtiel conta cprner na direita, defesa atleticana corta, Cruzeiro pega o rebote, Neves chita, Cleiton defende. \09 Neves é derrubado por Ricardo.
  • 10 JOGO CORRIDO. Times não se estudam, estão indo com tudo pra cima do adversário.
  • 10 Fred volta no meio decampo pra buscar a bola.
  • 11 Egídio cria da esquerda, bequeira atleticana corta.
  • 12 Henrique desarma Chará na frente da área celeste. Cruzeiro contratada, mas não consegue arrematar a jogada.
  • 13 Tabela entre M Gabriele e Neves na área atleticana. Patric corta.
  • 14 Orejuela é desarmado por Chará, na intermediária atleticana. Orejuela persegue e com ajuda de Dedé, desarma Chará.
  • 15 Vinícius recebe de czares e enche o pé. Fábio escanteia a bola.
  • 16 Cazares cobra dois escanteios e arranjar um terceiro.
  • 17 Cazares cobra o terceiro escanteio seguido, Fred corta, Vinícius pega o rebote e chuta pra fora.
  • 18 Dedé lança Neves, que tenta tabelar com Orejuela. Jogada não prospera.
  • 19 Dedé recebe de Fábio e faz lançamento direto, pra ninguém, bola fica com Cleiton.
  • 20 POSSE DE BOLA: Cruzeiro, 55%.
  • 20 Cruzeiro troca passes no ataque, o adversário se fecha, não deixa brechas.
  • 21 Fred volta no campo e defesa e desarma Patric.
  • 22 DEFESAÇA. Após troca de passes na entrada da área celeste, Cazares se desvencilha da marca.
  • 23 Defesa celeste cerca ataque atleticano, bola sai pela linha de fundo. Juiz para o lance pra consultar o var pra saber se houve falta de Orejuela em Chará.
  • 24 Jogo parado. Continua a lenga-lenga.
  • 25 MASTURBAÇÃO. Leandro Pedro Quaden não consegue ouvir o árbitro de vídeo e o jogo continua parado.
  • 26 Juiz vai analisar o lance no vídeo. Não houve falta nenhuma, diz o comentarista Henrique Fernandes. E não houve mesmo.
  • 27 É TIRO DE META! Juiz não viu pênalti, porra nenhuma!
  • 28 Recomeça o jogo, após 5 minutos.
  • 29 Vinícius vira o jogo, da direita pra esquerda, Henrique intercepta a bola eaciona Dedé.
  • 30 Rocha cruza direita, Rever escanteio a bola.
  • 31 M Gabriel cobra corner na direita, Rever corta, Henrique arremata de bicicleta, Patric escanteia a bola.
  • 32 Egídio cobra corner na esquerda, Ricardo corta.
  • 33 AMARELO. Orejuela, por falta em Jair.
  • 33 Bola pra Ricardo Oliveira, Leo fica coma bola e faz o recuo pra Fábio.
  • 34 Mano manda Rocha pra esquwerda e M Gabrie pra direita.
  • 34 AMARELO. Thiago Neves, por falta em Igor Rabelo.
  • 35 Vinícius cruza direita, Fábio defende no alto.
  • 36 Chará cruza da esquerda, leo corta, de cabeça.
  • 36 Tabela entre Vinícius e Elias, bola fica com Fábio.
  • 37 Cruzeiro vai duas vezes seguida ao ataque, mas não consegue furar o bloqueio adversário.
  • 37 Fred arremata, bola bate em rabelo e acerta o alvo.
  • 38 Chará gira e chuta da entrada da área. Fábio encaixa.
  • 38 POSSE DE BOLA: Cruzeiro, 58%.
  • 39 Ataque perigoso do adversário, Ricardo finaliza fraco, Fábio defende.
  • 40 FINALIZAÇÕES: Mineiro 8×4.
  • 40 Patric chuta da entrada da área, bola sai à direita do arco celeste.
  • 41 DEFESAÇA. Henrique chuta forte de fora da ;área, Cleiton vai buscar a bola na forquilha esquerda.
  • 42 Corner cobrado por M Gabriel na direita, defesa atleticana corta.
  • 43 Egídio passa por Cazares e é derrubado pelo atleticano.
  • 44 Cabral, Neves, Egífio, rocha Neves, Egídio, cruzamento, bola bate em atric. Lateral, cruzeiro.
  • 45 Henrique corrige vacilo da defesa celeste.
  • 45 GOL. Ricardo aciona Vinícius, que dispara e chuta rasteiro da entrada da área, Bola entra no canto direito. Fábio pula, mas no alcança. MINEIRO 1×0.
  • 46 Cruzeiro volta ao ataque, Rocha erra passe pra Fred, defesa atleticana fica coma bola.
  • 47 Chará tenta invador a área celeste, Egídio toma-lhe a bola.
  • 48 Neves cobra falta no meio de campo, defesa atleticana corta.
  • 49 CERA, Jair cai pra dar uma esfriada no jogo.
  • 50 Rocha sofre falta de Patric. Egídio cobra, na pontesquerdsa, Cleiton defende, no alto.
  • 51 FIM de 1º tempo. Cruzeiro tem mais posse de bola , mas não arremata.

Segundo Tempo

  • 20h07 COMEÇA o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 46 Egídio recebe lançamento na área atleticana, Cleiton defende a seus pés.
  • 47 Egídio derrubado por Patric, Cobrança dá em nada.
  • 47 Egídio cruza da esquerda, rever corta.
  • 49 Orejuela cai. Recebeu cotovelada de Ricardo Oliveira.
  • 50 Adversário trancado em seu campo. Cruzeiro trabalha a bola, mas sofre contra-ataque.
  • 50 Atlético no ataque. Agora, é o Cruzeiro que cerca e protege sua área.
  • 51 Rocha derrubado por F santos, Vuadem manda seguir, Cruzeiro toma contrataque. Egídio resolve o problema na defesa, tomando a bol do ataque adversário.
  • 52 Egídio dá um bico pra frente, Fred está impedido.
  • 53 Troca de passes do ataque atleticano termina num chutaço de Cazares, que passa por cima do travessão.
  • 54 Fred, Egídio, cruzamento da esquerda, rever corta, de cabeça.
  • 55 Cabral tenta jogar a bola na área atleticana, Rever intercepta a bola.
  • 56 Cruzeiro tem um incrível dificuldade de chutar de fora da área.
  • 56 Cazares passa por Egídio, que se recupera e toma’he a bola.
  • 57 AMARELO. Elias, por falta em Egídio, parando contrataque.
  • 57 POSSE DE BOLA: Cruzeiro, 63%.
  • 58 Rocha perde bola no ataque, Egídio tem que correr atrás de Cazares, pra evitar contrataque.
  • 59 ROBINHO vem aí pra jogar meia hora.
  • 60 Neves chuta forte, bola exp;ode na cabeça de rever e não vai ao arco atleticano.
  • 61 Rocha passa por dois, mas é desarmado por rabelo, na área atleticana.
  • 61 Egídio chuta de fora da área, Cleiton defende.
  • 62 TROCA. Cabral x Robinho.
  • 62 AMARELO. Fred, por falta em Jair.
  • 63 Mr. Bins, o árbitro de vídeo, está revendo a falta de Fred.
  • 64 Nada a reconsiderar. Falta normal de Fred.
  • 65 FALTA UM DOIDO! Cruzeiro precisa de um ábila, marinho ou até mesmo o salsa pra sair do óbvio em seu ataque.
  • 65 Orejuela corta bola cruza na área celeste.
  • 66 AMARELO. Jair, por falta em Fred.
  • 67 VUADEN recolhe um copo atirado no campo e o entra ao quarto árbitro.
  • 68 Rocha [pra fred, que tenta , mas não consegue arrematar, dentro da área atleticana.
  • 69 Neves recebe de Robinho parte pra cima do goleiro atleticano e cai. Juiz manda seguir.
  • 70 TROCA. Cazares x Geuvânio.
  • 71 Vinícius aciona Elias, Leo chega rasgando e manda a bola pra longe.
  • 72 O QUE É ISSO, DEDÉ! Beque celeste se enrola na área, deixa bola com Ricardo, que aciona Vinícius. defesa celeste impede o arremate.
  • 73 Genvânio invade a área celeste e cruza, Fábio defende. Jogadore do Atlético querem pênalti. Quaden ouve Mr Bins, o var.
  • 74 Jogo parado. Masturbação do var.
  • 75 Foi nada, decreta Quaden. Segue o jogo!
  • 76 BALIZA. Cruzeiro perde a bola no ataque, Geuv6anio contrataca e chuta forte, acertando o travessão.
  • 77 Egídio cruza da esquerda, Rabelo corta.
  • 77 Neves chuta, bola sai pela linha de fundo.
  • 77 TROCA, Thiago neves x David.
  • 78 CERA. Geuvânio cai.
  • 78 FINALIZAÇÕES: Mineiro 13×10.
  • 79 Ataque perigoso do adversário, Orejuela desarma Vinícius e contrataca. Cruzeiro tem corner pra cobra na direita e nada consegue de positivo.
  • 80 TROCA. Ricardo Oliveira x Papagaio.
  • 80 Ricardo Oliveira está há 15 jogos, sem marcar gol.
  • 81 Patric crua direita, David corta e sai jogando.
  • 82 Atlético se fecha em seu campo, Cruzeiro troca passes lentamente.
  • 83 Cruzeiro insiste, mas não fura a defesa atleticana.
  • 84 Frangas retomam a posse de bola e vão ao ataque.
  • 84 TROCA. Rocha x Sassá.
  • 85 TROCA. Vinícius x Nathan.
  • 86 salsa disputa com d=três defensores atleticanos e fica sem a bola.
  • 87 Nathan invade a área celeste pela esquerda e cruza forte. Bola sai pelo lado oposto.
  • 88 Sassá faz boa jogada na esquerda e arranja um corner,
  • 89 BALIZA. M Gabriel cobra corner na esquerda, Sassá mata a bol no peito e chuta forte, bola acerta o poste esquerdo e sai pela linha de fundo.
  • 90 David contrataca, Rever corta, dentro da área atleticana.
  • 91 Robinho derrubado por Rabelo. Falta na meiuca.
  • 91 Robinho cobra falta, Cleiton tira de soco.
  • 92 GOL. Contrataque atleticano. Quatro atleticanos contra dois cruzeirenses, Patric cruza d. direita, Nathan cabeceia na pequena área. Inale;sável. MINEIRO 2×0.
  • 93 Bola na área atleticana. Cleiton defende.
  • 94 Dedé corta bola com o braço. Atético cobra a falta pra trás.
  • 95 Egídio lança Robinho, Cleiton chega antes e rebate.
  • 96 David invade a área atleticana, é cercado e fica sem a bola.
  • 96 FIM de jogo. Cruzeiro permanece na zona de rebaixamento.

Atuações

  • TORCIDA CELESTE compareceu em baixo número e não se fez ouvir. A torcida atleticana também não deu as caras e quase metade dos lugares ficaram vazios. Este não foi um clássico movido a grito.
  • FÁBIO fez uma defesaça, esteve correto nas demais intervenções e não teve culpa pelos gols.
  • OREJUEA defendeu bem, atacou mal. Faltou qualidade no acabamento das jogadas ofensivas.
  • DEDÉ abusou dos esticões e cometeu uma falha absurda, que quase resulta em gol dos atleticanos. Nos demais lances, esteve bem.
  • LEO, o melhor da defesa, rebatendo e fazendo a cobertura da lateral esquerda.
  • EGÍDIO defendeu bem, mesmo quando o técnico atleticano colocou um Geuvânio fresquinho para incomodá-lo. Apoiou o ataque, mas nenhum de seus cruzamentos foi aproveitado pelos colegas.
  • HENRIQUE marcou, fez coberturas corretas e apoiou o ataque. Chutou a bola mais perigosa contra o arco atleticano. Na [arte final, com a saída de Cabral, ficou sozinho na contenção.
  • CABRAL, bem na contenção, discreto no apoio, saiu mais cedo para dar lugar a mais um atacante.
  • M GABRIEL, apagado, pelas pontas e pelo meio, quase não criou jogadas de perigo para o adversário.
  • NEVES não criou nada que preocupasse a defesa adversária.
  • ROCHA, apagado, sem ímpeto, sem imaginação, um jogo para ser esquecido. Mano ainda tentou ajuda-lo trocando de lado com M Gabriel. Mas nada deu certo.
  • FRED buscou o jogo, deu passes, cortou bolas de escanteios cobrados pelos atleticanos, mas não fez o mais importante: chutar a gol.
  • SASSÁ entrou a menos de dez minutos do fim e buscou o jogo intensamente. Mandou uma bola no poste, em sua única finalização.
  • ROBINHO jogou sua tradicional meia hora, mas desta vez sem conseguir impulsionar o time que carecia de intensidade e imaginação. Algo que ele também não ofereceu.
  • DAVID jogou pouco tempo, com mais entusiasmo do que os que já estavam em campo. Mas também não conseguiu criar jogadas relevantes.
  • MANO escalou o time do jeito que a galera gosta: dois pontas, um centroavante, um meia esquerda e dois laterais apoiadores e dois volantes, que chegaram várias vezes ao ataque. E, na reta final, ainda trocou um volante por um atacante. O problema é que os caras jogaram mal, não tiveram ideias, nem força para furar o bloqueio defensivo dos atleticanos. Sequer conseguiram chutar bem a gol. A rigor, foram dois chutes donos de nota: um de Henrique, outro de Sassá. Festa vez, não se pode culpa-lo pelo mau desempenho do time.
  • CRUZEIRO teve 62% de posse de bola, jogou aberto, com vários atacantes e com volantes e laterais apoiano ot empo todo. Mas bateu de frente com um muro defensivo construído pelos atleticanos. Pra piorar, cedeu espaços pros contrataques. No fim das contas, contabilizou apenas dois chutes perigosos: um de Henrique, que o goleiro defendeu, outro de Sassá, que carimbou o poste esquerdo. Pou o demais pra quem precisa escapar da zpna de rebaixamento.
  • MINEIRO teve menos posse de bola, colocou o volante Jair entre as linhas de defensores e armadores, marcou Fred de perto e não deixou o Cruzeiro ir além da troca infrutífera de passes. Quando teve a bola, foi intenso, buscou o alvo, sem firulas e criou mais e melhores chances de gol. Rever, Patric, Jair, Cazares, Vinícius e Chará foram os destaques.
  • ÁRBITROS tiveram atuação correta. Dedé recebeu bola da à queima-roupa, não cometeu pênalti. Orejuela não derrubou Chará, que nem reclamou o suposto empurrão. Neves não poderia ter sido expulso por simulação, posto que foi marcado impedimento na origem do lance. Maref, o maior anticruzeirense da televisão, é claro, viu tudo com olhos de galinha e cruzeirenses idiotas compraram seus pitacos despropositados.

O que foi dito

  • MANO MENEZES: Tivemos 62% de posse de bola e em conclusão estivemos parelhos com o adversário, mas voltamos a pecar no fundamento que a gente mais tem pecado, que é fazer gol, O gal não está saindo, com qualquer formação. Com essa posse, poderia ter concluído mais, poderia ter criado mais chances até pela qualidade que temos, mas não estamos conseguindo fazer. Vamos trabalhar, não tem outro caminho. É fazer jogo a jogo para sair desta situação. A partir de amanhã vamos nos concentrar após o treino. Vamos trabalhar e conversar com os jogadores para encontrar este caminho. Temos feito coisas diferentes, até fui criticado por isso pela linha que escolhi na Libertadores e nos mata-matas, em função destas dificuldades. Tem sido muito custoso fazer um gol, e quando é muito custoso você não pode sofrer, porque não consegue reverter ou empatar. É preocupante mesmo. Assim como os torcedores, nós estamos preocupados. Temos uma vitória importante aqui, uma vitória isolada lá que nos colocou na semifinal da Copa do Brasil, mas elas têm sido esporádicas dentro de alterações significativas, como fiz no primeiro clássico. Para aquele jogo, propus uma coisa diferente, talvez a surpresa tenha produzido 3×0, mas não conseguimos manter isso no jogo seguinte, embora ache que os dois jogos contra o River foram parelhos e os resultados estiveram dentro do contexto. Já as dificuldades no Brasileiro têm muito a ver com o inicio ruim que tivemos.
  • HENRIQUE: Pecamos de novo. É ruim a gente vir aqui todos os jogos e ficar dando explicações quando o resultado não vem. A gente tenta buscar argumentos, mas não tem. Temos que melhorar em todos os aspectos, não só tecnicamente. Tivemos posse de bola, criamos chances, tocamos bem a bola, chutamos a gol, porém a bola não está entrando. Temos que rever alguns conceitos, algumas coisas que deixamos de colocar dentro de campo. Colocar alma, vontade, coração, para conseguirmos reverter essa situação. Não adianta ficar dando explicações, o negócio é entrar em campo e fazer. Não adianta ficar falando, fazer discurso legal e não mostrar dentro de campo. Vamos conversar e cobrar, para que as coisas se revertam ao nosso favor.
  • EGROJ ANATNAS: Mano escalou o time do jeito que a galera gosta: dois pontas, um centroavante, um meia esquerda, dois laterais apoiadores e dois volantes, que chegaram várias vezes ao ataque. E, na reta final, ainda trocou um volante por um atacante. O problema é que os caras jogaram mal, não tiveram ideias, nem força para furar o bloqueio defensivo dos atleticanos. Sequer conseguiram chutar bem a gol. A rigor, foram dois chutes dignos de nota: um de Henrique, outro de Sassá. Desta vez, não se pode culpar o treinador pelo mau desempenho do time.
  • GUSTAVO MILANI: Frangas deram campo, mas o Cruzeiro não soube propor jogo, se é que um dia soube. Desaprendeu a fazer gols e tomou dois, mais por mérito dos atleticanos do que por demérito de nossa zaga, apesar de Dedé ter ficado doido para entregar a paçoca em algumas ocasiões. Mano tem a confiança da diretoria, mas não a minha. Agora é obrigação dele e dos jogadores nos tirar do buraco em que nos enfiaram. O time celeste não consegue agredir, incomodar o adversário. fica só no toque de bola insípido, inofensivo. Não dá. E nada, absolutamente nada justifica a manutenção do Fred durante todo o jogo.
  • GUARANÁ TAÍ: A falta de vontade de alguns ficou clara. Um jogador recebia e outro não se apresentava. Os meias se mandavam para o ataque, dificultando ainda mais a saída de bola. Jogador recebia a bola e ficava ciscando sem devolver no tempo certo. Tive a impressão que estavam amarrando o jogo. Se foi a pedido do treinador não sei dizer.
  • WAGNER CPM: O time celeste fez uma partida ruim, Na verdade, muito previsível. Esse time não engrena mais. Algo tem que mudar.
  • ROMAROL: De nada adiantou o Mano colocou o time para jogar no esquema do Fred.

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas