Atlético-MG 0x1 Cruzeiro - 24/10/1965

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
Por temporada
Escudo Siderúrgica.png 0x5 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Democrata-SL.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Siderúrgica.png 0x5 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Democrata-SL.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Siderúrgica.png 0x5 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Democrata-SL.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
Contra Atlético-MG
Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo Atlético-MG.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Atlético-MG.png

[edit]

Escudo Atlético-MG.png
Atlético-MG
0 × 1 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
11ª rodada do Campeonato Mineiro 1965
Data: 24 de outubro de 1965 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: Não disponível Estádio: Mineirão
Árbitro: Juan de la Pasión Artés Público pagante: 47.530
Assistente 1: Witan Marinho Público presente: 60.000
Assistente 2: José Gomes Renda: Cr$ 46.884.000,00 R$ 46.884.000
Cr$ 46.884.000
NCr$ 46.884.000
Cz$ 46.884.000
NCz$ 46.884.000
(preço médio: Cr$ 986,41 )
Súmula: Não disponível
Escalações
Atlético-MG: Cruzeiro:
1. Luiz Perez 1. Tonho
2. João Batista 2. Pedro Paulo
3. Vander 3. William
4. Bueno 4. Vavá
5. Décio Texeira 5. Neco
6. Bougleaux 6. Ilton Chaves
7. Viladonega 7. Dirceu Lopes
8. Buião 8. Wilson Almeida
9. Roberto 9. Marco Antônio
10. Mauro 10. Tostão Gol aos 35 do  (1T) 35'  (1T)
11. Noêmio 11. Hilton Oliveira
Técnico: Mário Celso de Abreu Técnico: Airton Moreira
Reservas que não entraram na partida
Atlético-MG: Cruzeiro:

Sobre o jogo

A goleada do Cruzeiro sobre o Siderúrgica, uma semana antes, deixou os alvinegros tensos. Aos 7, Bougleaux deu pontapé em Ilton Chaves e o jogo ficou parado três minutos.

Pouco depois, Viladonega acertou Pedro Paulo, que revidou e, por pouco, o conflito não se generalizou.

Incapaz de acompanhar o velocista Hilton Oliveira, o lateral-direito João Batista apelou pra rasteiras, cotoveladas e empurrões.

Juan de la Pasión Artés tentou administrar a violência. Iludiu-se imaginando que, com o passar do tempo, os jogadores se acalmassem e ele pudesse levar a bom termo o primeiro superclássico da Era Mineirão. Não deu certo.

Com Ílton Chaves protegendo a zaga e Dirceu e Tostão armando jogadas de ataque, o Cruzeiro dominou o jogo.

No Atlético, Bougleaux, Viladonega e o atacante Toninho, que recuou para ajudar os meio-campistas de ofício, estavam perdidos.

Diante da superioridade técnica do meio de campo celeste, Bougleaux e Viladonega se limitaram a distribuir botinadas. Isso, quando conseguiam chegar a tempo de disputar a bola com algum jogador de azul.

Tocando a bola com rapidez, os cruzeirenses evitavam o corpo-a-corpo. Sem contar com o apoio do meio de campo, Roberto Mauro virou presa fácil pra William e Vavá.

Na etapa inicial, Tonho só defendeu bolas atrasadas. Algumas com as mãos, o que era permitido naquele tempo.

O gol

Aos 35, Dirceu Lopes lançou Hilton Oliveira. O ponteiro foi à linha de fundo e cruzou. Acossado pela defesa, Marco Antônio rolou a bola pra Tostão, que chutou forte marcando o 1º gol da história do Superclássico no Mineirão.

Pênalti claro!

Na etapa final, o Cruzeiro pôs o Atlético na roda. O 2º gol era questão de tempo e capricho dos atacantes.

Aos 34, Wilson Almeida invadiu a área e foi derrubado por um carrinho do lateral-esquerdo Décio Teixeira. Pênalti claro.

Sururu

Mal acostumados por terem passado pela Era Independência com poucos pênaltis contra, os atleticanos ficaram estarrecidos com a decisão de Juan de la Pasión Artés.

Vander agrediu o juiz, que pediu proteção à Polícia Militar. Como ela não o atendeu prontamente, outros termocéfalos se animaram. Virou linchamento.

O treinador Marão invadiu o gramado e também bateu no árbitro. Só aí os soldados saíram de sua letargia para proteger a vítima.

Seguiu-se uma batalha campal entre jogadores emplumados, inclusive reservas, e policiais. Artés expulsou o time inteiro do Atlético e pôs fim à partida.

Primeira partida

Este jogo foi o primeiro clássico disputado no Mineirão

Fonte