Atlético-MG 0x1 Cruzeiro - 12/10/2009

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Goiás.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Botafogo.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Goiás.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Botafogo.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Goiás.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Botafogo.png
Contra Atlético-MG
Escudo Cruzeiro.png 0x3 Escudo Atlético-MG.png Gol aos  do Escudo Atlético-MG.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Atlético-MG.png
Atlético-MG
0 × 1 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
29ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009
Data: 12 de outubro de 2009 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 16:00 Estádio: Mineirão
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho Público pagante: 45.959
Assistente 1: Roberto Braatz Público presente: 48.106
Assistente 2: Vicente Romano Neto Renda: R$ 822.435,00 R$ 822.435
Cr$ 822.435
NCr$ 822.435
Cz$ 822.435
NCz$ 822.435
(preço médio: R$ 17,89 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Atlético-MG: Cruzeiro:
1. Carini 1. Fábio Cartão amarelo recebido aos
2. Carlos Alberto 2. Jonathan
3. Benítez 3. Gil Cartão amarelo recebido aos
4. Werley 4. Leonardo Silva
5. Thiago Feltri 5. Diego Renan
6. Jonilson Cartão amarelo recebido aos 6. Fabrício
7. Márcio Araújo Substituição realizada  de jogo ( Ricardinho ) 7. Marquinhos Paraná
8. Correa 8. Henrique
9. Evandro Substituição realizada  de jogo ( Alessandro ) 10. Gilberto Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada  de jogo ( Elicarlos Cartão amarelo recebido aos )
10. Éder Luís 11. Thiago Ribeiro Substituição realizada  de jogo ( Leandro Lima )
11. Rentería Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada  de jogo ( Pedro Oldoni ) 9. Wellington Paulista Gol aos  do Substituição realizada  de jogo ( Guerrón )
Técnico: Celso Roth Técnico: Adilson Batista
Reservas que não entraram na partida
Atlético-MG: Cruzeiro:


Pré-Jogo

O Cruzeiro está em 11º lugar com 39 pontos. Ganhando pode pular pra 7º. Perdendo pode voltar pra 13º. O time está completo.

O Atlético-MG está em 4º lugar com 47 pontos. Perdendo pode ser ultrapassado pelo Goiás. Vencendo pula pra vice-liderança.

O time emplumado com Diego Tardelli, bancário a Seleção, nem com Jorge Luís, suspenso. Eder Luís, machucado, é dúvida.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 15h55 – Cruzeiro entra pelo túnel central.
  • 16h03 – Começa o jogo. Times com uniformes tradicionais. Cruzeiro defende Gol da Lagoa.
  • 20 seg – Diego Renan (DR) avança pela esquerda, vai à linha de fundo e cruza com perigo. Bola sai do lado oposto.
  • 02 – Só a torcida do cruzeiro canta. Definhante em silêncio.
  • 03 – Alto-falantes anunciam Náutico 1×0 Palmeiras. Definhante vibra e ouve um sonoro VTNC.
  • 06 – Henrique levanta sobre a área, defesa emplumada pára, Thiago Ribeiro (TR) sobe sozinho na frente do arco e cabeceia pra fora.
  • 07 – Renteria dá cotovelada em Henrique. Sálvio Espínola marca falta, mas não dá cartão amarelo.
  • 08 – Gilberto lança Wellington Paulista (WP), que entra na área, mas é desarmado por Werley.
  • 09 – TR passa a Fabrício, que chuta forte, por cima.
  • 12 – Fabrício desarma Jonílson na intermediária celeste, lança Thiago ribeiro, que cruza com perfeição. Dentro da área, Wellington Paulista cabeceia firme pras redes: Cruzeiro 1×0.
  • 13 – Renteria gira sobre Gil e chuta. Fábio defende.
  • 14 – Renteria vai no corpo de Leonardo Silva (LS) cometendo sua 3ª falta e recebendo cartão amarelo.
  • 15 – Cruzeiro começou pressionando. Assustada, Cocota cometeu vários erros na defesa e atacou desajeitadamente com Renteria querendo ganhar as jogadas na marra.
  • 16 – Evandro bate falta na ponta-esquerda, bola sai do lado oposto.
  • 17 – TR lança Gilberto, que é desarmado na entrada da área.
  • 18 – Feltri cruza, Henrique cabeceia para escanteio. Adílson reclama do espaço deixado por Jonathan, que está marcando mal.
  • 19 – Carlos Alberto (CA) cruza da direita, Fábio corta de soco.
  • 20 – CA cruza, Gil desarma Jonílson.
  • 21 – Gilberto enfia bola entre as pernas de Jonílson, mas é derrubado por Márcio Araújo (MA).
  • 22 – Renteria invade a área, mas é desarmado por LS.
  • 23 – CA cruza, Marquinhos Paraná (MP) corta. WP está caído a 1 minuto.
  • 24 – Passes errados: 13×13.
  • 25 – Eder Luiz (EL) cruza da direita, Gil corta. Posse de bola: 50% para cada lado. Guerrón no aquecimento.
  • 26 – DR passa a TR, que lança Gilberto. Bola sobre sobre a área, Carini defende. WP volta a campo mancando.
  • 27 – Renteria chuta, Henrique rebate.
  • 29 – Fabrício lança WP, Carini se antecipa ao centroavante para defender.
  • 30 – Henrique lança Jonathan, que chuta de fora da área, por cima do travessão.
  • 31 – LS chuta, bola acerta Renteria, sai pela linha de fundo, mas o juiz, equivocadamente, marca escanteio.
  • 32 – Correa lança CA, Fábio se antecipa ao lateral e defende.
  • 33 – WP gira sobre Werley, na entrada da área, e chuta por cima do travessão.
  • 34 – MP lança TR, que passa a Jonathan. Lateral-direito é desarmado por Werley.
  • 35 – Evandro cruza, LS rebate.
  • 36 – CA cruza da linha de fundo, EL cabeceia por cima do travessão. WP cai.
  • 37 – Guerrón substitui Wellington Paulista, que sai reclamando de dores na panturrilha.
  • 38 – MP lança Guerrón, que vai a linha de fundo e cruza rasteiro. Benítez corta.
  • 39 – Alto-falantes anunciam Náutico 2×0 Palmeiras. Definhante vibra suavemente.
  • 40 – Gilberto recebe cartão amarelo por chutar após marcação de falta pelo Juiz.
  • 41 – Jonílson derruba Henrique e recebe cartão amarelo. Poderia ter sido vermelho.
  • 42 – Feltri chuta rasteiro, de longe, Fábio defende em dois tempos.
  • 43 – MA cruza da esquerda, bola sai do lado oposto.
  • 44 – Marcos Leandro reclama: “O tempo está passando muito rápido!” Bolas cabeceadas a gol: 1×1.
  • 45 – Só a torcida do Cruzeiro faz barulho cantando sem parar. A Definhante mantém-se em silêncio.
  • 46 – CA passa por DR, chuta forte, cruzado, Fábio espalma, pra corner. Correa cobra, Benitez cabeceia pra fora.
  • 47 – Fim de 1º tempo.
  • Fabrício: “A gente tinha que ser esperto, pois a característica do nosso time é a velocidade.”
  • Correa: “Tomamos um gol no contra-ataque. Foi um descuido.”

Segundo Tempo

  • 17h09 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Elicarlos substitui Gilberto.
  • 02 – Cocota começa pressionando.
  • 03 – CA recebe lançamento na direita, Elicarlos despacha pra lateral.
  • 04 – Guerrón ataca pela direita, dribla um marcador, mas é travado na hora de cruzar. Escanteio para o Cruzeiro.
  • 05 – Jonathan cobra escanteio, Thiago Ribeiro cabeceia, com perigo, por cima do travessão.
  • 06 – Correia cruza, da direita, LS espana.
  • 07 – Correa cruza da direita, LS corta de cabeça.
  • 08 – Correa cava falta na ponta-direita, cobra, Gil corta.
  • 09 – Feltri recebe lançamento na área, chuta forte, Fábio espalma para escanteio. Evandro cobra, Renteria cabeceia por cima do travessão.
  • 10 – MP derruba Márcio Araújo, no meio de campo. Elicarlos recebe cartão amarelo por retardar a cobrança. Faltas: Cruzeiro 15×7.
  • 11 – MP lança Guerrón, Carini defende.
  • 12 – Evandro bate corner, pela esquerda, Gil corta.
  • 13 – Cocota pressiona, Cruzeiro bloqueia entrada da área. Cocota tenta cruzamentos, bequeira celeste carta tudo pelo alto.
  • 14 – Leandro Lima substitui Thiago Ribeiro.
  • 15 – Fabrício cruza da direita, Carini corta de soco.
  • 16 – Gil comete falta em Eder Luiz e recbe cartão amarelo.
  • 19 – Pedro Oldoni substitui Renteria. Alessandro substitui Evandro.
  • 20 – EL cruza da direita, Fabrício desvia pra escanteio. Correa cobra, Fábio corta de soco.
  • 21 – Correa cruza da direita, Fabrício corta para escanteio. Correa cobra, Alessandro cabeceia pra fora.
  • 22 – Posse de bola: Cocota, 58%. Finalizações: Cocota 11×7.
  • 23 – Feltri comete falta em Leandro Lima (LL), Jonathan cobra, LS cabeceia, Juiz marca falta dele em Benítez.
  • 24 – Correa joga bola na área, Gil despacha com um chutão pro alto.
  • 25 – LS pisa em Oldoni na intermediária. Falta, que Correa cobra sobre a área. Fábio espalma pra escanteio.
  • 26 – Correa cobra falta, Jonílson cabeceia por cima do travessão. Finalizações: Cocota 13×7.
  • 27 – Passes errados: Cruzeiro 42×26. MP é quem mais acerta, Fabrício quem mais erra. Na Cocota, Correa é quem mais acerta e também quem mais erra.
  • 28 – MA chuta de longe, bola sai à esquerda de Fábio.
  • 29 – Fábio demora a repor a bola e recebe cartão amarelo.
  • 30 – Ricardinho substitui Márcio Araújo.
  • 31 – Fabrício cruza da direita, Benítez corta de cabeça.
  • 33 – LS derruba Alessandro na meia-lua. Ricardinho cobra, bola acerta Gil, na barreira. Beque cai.
  • 34 – EL cruza no 2º poste, Jonathan corta para escanteio.
  • 35 – Correa cruza, Guerrón espana.
  • 36 – Oldoni recebe dentro da área e chuta forte. Bola sai à esquerda e Fábio.
  • 37 – Marcos Leandro: “Bob, o que está faltando para o Atlético empatar?” Bob Faria: “Diego Tardelli!”
  • 38 – Oldoni lança Alessandro, Gil se antecipa e corta.
  • 40 – Cruzeiro toca bola no ataque. Cocota não consegue articular jogadas perigosas.
  • 41 – Benitez, da defesa, lança Alessandro. Fábio defende sem problemas.
  • 42 – Bola lançada na área, Fábio despacha com um chute pra lateral.
  • 43 – Torcida do Cruzeiro canta sozinha no Mineirão: “Pula, sai do chão, Torcida do Cruzeiro, a maior do Mineirão!”
  • 44 – Marcos Leandro está preocupado, mas acredita que ainda dá tempo pra Cocota empatar.
  • 44 – Bola na área, Fábio espana.
  • 45 – Guerrón perde bola na ponta-direita. Feltri comete falta sobre ele.
  • 46 – LL entra na área, pela direita, mas, sem ângulo, chuta pra fora.
  • 47 – Cruzeiro prende a bola. Desanimados, jogadores emplumados tentam armar jogadas burocráticas, sem contundência.
  • 48 – Fim de jogo. Finalizações certas: Cocota 11×7. Escanteios: Cocota 11×1. Impedimentos: Cruzeiro 3×1. Cruzamentos: Cocota 34×10. Desarmes: Cruzeiro 23×22. Posse de bola: Cocota, 58%.
  • Fabrício: “Machuquei o tendão, o Leonardo Silva também sentiu dores. Foi muita superação. Ficamos sem um meia, com quatro volantes, e era natural o adversário viesse pra cima. No 2º tempo, praticamente, só marcamos, mas conseguimos segurar o resultado.”
  • Leonardo Silva: “Está todo mundo de parabéns. Tivemos muita determinação tática, todo mundo cumpriu o que foi pedido; corremos ali atrás e todo mundo ajudou na marcação.”

Vídeos

Gol

Atuações

  • Adílson Batista - Arriscou o pescoço optando por reforçar a marcação na troca de Gilberto por Elicarlos. Como o adversário alugou a intermediária celeste na etapa final, ele reforçou o ataque fazendo entrar o descansado Leandro Lima em lugar do exausto Thiago Ribeiro. Mas o meia-atacante vindo do Porto não foi efetivo e o time ficou carente na criação e na conclusão de jogadas. Mais uma vez, os componentes do banco de reservas não estavam à altura dos titulares. A equipe perde qualidade a cada substituição. Sem contar a falta, pura e simples, de peças de reposição para certas posições, como a camisa 9, por exemplo.
  • Torcida - Em menor número (sócios-torcedores não tiveram acesso, pois o mando era do rival), a torcida celeste calou a Definhante que, pela posição de seu clube, deveria ter aparecido em maior número e vibrado mais. Mas e o trauma?
  • Fábio – Perfeito. Defendeu com as mãos e os pés, conforme a natureza do lance. Tudo com naturalidade, sem afobação. Contra um goleiro assim, o adversário acaba se entregando. Foi o que aconteceu a julgar pelo pouco ânimo dos emplumados nos minutos finais.
  • Jonathan – Levou tantos puxões de orelha do treinador que acabou se emburrando e não deu entrevista no final da partida.
  • Gil – Um gigante! Botou no bolso Eder Luiz, Renteria, Alessandro e quem mais passou por perto dele. Rebateu, antecipou-se aos adversários, cabeceou, espanou, deu bumba-meu-boi, peitou, enfim, usou todo o arsenal que um beque de responsa deve ter. Foi sua melhor partida com a zul-estrelada. Do além, Polenta, Rizzão, Nereu, Caieira, Azevedo, Bibi, Bituca, Gerson dos Santos, Massinha, Morais, Zezinho e tantos outros que jamais brincaram em serviço num RapoCota devem ter vibrado com ele.
  • Leonardo Silva – Quase no mesmo nível de seu parceiro de bequeira. Um dos monstros da partida.
  • Diego Renan – No 1º tempo, esteve excelente no ataque e regular na defesa onde ganhou e perdeu lances para Carlos Alberto. No tempo final, cuidou mais da marcação, pois Correa e Márcio Araújo jogaram sempre por seu lado. O conjunto da obra foi bom.
  • Henrique – Muita raça. Marcou Renteria sem dar tréguas e atacou pouco sempre preocupado em segurar a vantagem alcançada logo no início da partida.
  • Fabrício – Marcou e atacou. Fez jogadas de ponteiro e de meia quando se desgarrou da defesa. Está em excelente fase.
  • Marquinhos Paraná – O futebol de sempre. Bom na marcação e aparições surpreendentes no campo de defesa do adversário. Só não teve como armar o time após a saída de Gilberto devido aos afazeres defensivos.
  • Gilberto – Com a bola nos pés, foi perfeito enquanto teve fôlego e a contusão não o incomodou. Falhou na marcação facilitando a vida de Correa, Jonílson e Márcio Araújo. Saiu para time ganhar força na contenção.
  • Elicarlos – Marcou tanto que não teve tempo pra atacar.
  • Thiago Ribeiro – O belo cruzamento para o gol de WP já teria sido suficiente pra fazer dele um destaque da partida. Mas, como sempre, trabalhou bem pelas pontas e ajudou a marcar a saída de bola do adversário.
  • Leandro Lima – Não repetiu a boa atuação do jogo contra o Goiás. Talvez pela falta de uma ligação de melhor qualidade entre a defesa e o ataque. E como não está entrosado com Guerrón, o ataque celeste desapareceu na etapa final.
  • Wellington Paulista – Fez um gol de centroavante típico. Com maestria. Machucou, saiu mais cedo, e não teve substituto. Vai pro trono, pois gol decisivo num RapoCota vale em dobro.
  • Guerrón – Esforçou-se, mas não está encontrando posicionamento adequado em campo. No final, contribuiu com a vitória segurando a bola no ataque
  • Zezé Perrella – No final da partida, provocou o rival como se fosse mero torcedor. Desabafou, mostrando não ter engolido a rasteira aplicada pelos órgãos de segurança pública no caso do túnel que o bokirroto quis dar e acabou dando na marra.
  • Juiz & Bandeiras – Fosse mais rigoroso, Sálvio poderia ter expulsado Renteria por uma cotovelada em Henrique. Mas ele preferiu contemporizar. Foi seu maior erro. Nos demais lances, acertou. E os bandeiras também não cometeram erros.
  • Adversários – Jonílson é o maior talento e também o cara mais esforçado da Cocota. Benítez se atrapalhou com a pressão inicial celeste, mas devido à falta de um centroavante no banco do Cruzeiro, se recompôs e teve boa atuação após a saída de WP. Correa foi o armador das principais jogadas dos emplumados. Carlos Alberto aproveitou-se das avançadas de Diego Renan no 1º tempo pra atacar com perigo. Os demais vão penar com o falatório que o bokirroto está prometendo para a reapresentação do elenco.

O que foi dito

  • Adílson Baptista, treinador do Cruzeiro: Houve erro de posicionamento. Pedi uma coisa, fizemos outra e acabou sobrecarregando determinado setor. Se o Correa está penetrando e tem que sair o quarto zagueiro é porque alguma coisa está errada. A gente sabe onde é e tenta corrigir. Mas tem que relevar, pois futebol é assim. Vamos mostrar pros jogadores por que sobrecarrega determinado setor. Se não cumprir, sobrecarrega lá atrás. Gilberto saiu por não estar acompanhando, devido à lesão, à dor. Senti que ele não estava legal. No intervalo, ele disse que não estava se sentindo bem. Tentei corrigir essa marcação, mesmo abdicando de ter um meia e dois na frente. Fiquei com dois velocistas. Tentei eliminar o Correa, e mandei o Elicarlos marcar o Eder Luís. Com quatro jogadores de marcação, era possível neutralizar melhor. Infelizmente, a marcação não foi muito boa, devido ao desgaste, mas pela quantidade de jogadores no meio não era pra assistirmos como nós assistimos. Poderíamos ter encaixado melhor o contra-ataque. O jogo ficou com essa proposta no 2º tempo, mas não conseguimos encaixar um. Foi uma vitória da superação. Com todas as dificuldades, jogadores sentindo dor, Wellington lesionado, Gilberto também voltando de lesão. Isso acaba sobrecarregando, mas o importante é que eles se entregaram e estão de parabéns.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: Foi importante porque ficamos vivos na competição. Temos muitos jogos pra disputar e esperamos, com a mesma responsabilidade, humildade e pé no chão, alcançar mais uma vitória, diante do Botafogo. Foi importante também pro nosso torcedor, que é sempre fiel e fez a festa mais uma vez. Isso motiva mais ainda. A gente precisava buscar o melhor e foi o que tentamos, com superação e qualidade, por isto fomos gratificados pela vitória.
  • Leonardo Silva, beque do Cruzeiro: Esse jogo era muito importante pra nós, pelos objetivos que temos na competição. Graças a Deus, vencemos com a ajuda de todos e seguimos rumo ao G-4. Foi uma partida muito boa. Todos correram, se doaram, se dedicaram. A motivação no clássico e no campeonato tem que ser sempre grande e vai aunentar aibda mais , pois a vitória nos deixou perto dos líderes. O 2º tempo foi um sufoco. Eles colocaram dois jogadores rápidos e um de área. Isso dificultou bastante, tivemos que correr ainda mais. Mas valeu, pois saímos vitoriosos.
  • Wellington Paulista, centroavante do Cruzeiro: Quando Thiago Ribeiro tem espaço, ele cruza rasteiro e forte, quando não tem, joga a bola no 2º pau. Eu já sabia disto e como ele bateu muito bem, consegui fazer o gol. Era pra eu estar com uma média de gols melhor, ams fiquei muito tempo sem jogar. Agora é continuar trabalhando forte pra fazer os gols e ajudar o Cruzeiro. Hoje é festejar. Agradeço a Deus por ter colocado essa criança linda, que é a minha filha Isabelli, na minha vida e eu dedico o gol a ela, neste dia das crianças.
  • Fabrício, volante do Cruzeiro: Esta vitória dá muita moral, vamos motivados pra pegar o Botafogo, já que viemos de duas vitórias. A gente tem conversado muito, o Adilson tem mostrado bastante a tabela pra gente, o que pode acontecer no futuro, quais são as possibilidades.
  • Jonathan, lateral-direito do Cruzeiro: Falaram que o Cruzeiro era o melhor time do Brasil, depois voltaram atrás, mas tenho certeza que isso foi por causa da perda da Libertadores. Agora estão vendo que nossa equipe tem qualidade e vamos em busca do nosso objetivo que é o G4. Nós sabemos que temos condições de chegar ao G-4. Na próxima rodada, enfrentaremos o Botafogo e esperamos fazer mais um grande jogo como fizemos aqui hoje.
  • Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: O Adilson queria que eu voltasse pra marcar o volante, mas é complicado, porque ataca, defende e, às vezes, falta fôlego. Importante é que conseguimos a vitória, apesar das dificuldades e conquistamos os três pontos.
  • Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro: Não achei que o Cruzeiro jogou bem, mas pegamos um adversário horrível. Foi um dos piores clássicos que eu já vi. Mas pra ganhar deles basta jogar mais ou menos e o Cruzeiro conseguiu jogar mais ou menos. O túnel fez efeito. Eles costumam perder de cinco e hoje perderam só de um, é sinal que deu resultado pra eles essa troca de túnel. Temos todas as possibilidades de encostar no G4. Eles enfrentam o São Paulo e nós o Botafogo. Se a gente ganha e eles perdem, a diferença será de dois pontos. Nós estamos juntos com eles na briga.
  • Celso Roth, treinador do Atlético-MG: O Atlético vem cometendo um erro e criando uma situação que a gente precisa corrigir logo. Contra o Botafogo, tivemos um branco de 15 minutos e perdemos. No clássico, foi até menos, mas mesmo assim isso não pode acontecer. Foram 10 minutos que o Cruzeiro jogou, depois que ele fez o gol, com mérito, só o Atlético jogou. O apagão aconteceu nos dois jogos. Deixamos de ganhar ou ao menos marcar pontos. Cometemos erros coletivos que não podemos repetir. A gente conversa, mas acontece. Precisamos corrigir isso, pois no fim de semana teremos um confronto direto e precisamos somar pontos. No fim do 1º tempo, o Cruzeiro já estava acuado, jogando no contra-ataque, que é uma tática que o time usa. Mas nem o contragolpe estava funcionando. O 2º tempo foi ataque e defesa, parecia que o Cruzeiro estava com um jogador a menos. Mas faltou fazermos o gol, e perdemos o clássico em uma situação em que o adversário jogou só 10 minutos. É isso o que precisamos corrigir.
  • O Alixandre, presidente do Atlético-MG: Sei que a torcida do Atlético gosta de ouvir alguma coisa do presidente em um momento desses. Se tivesse ganho, eu não estaria aqui. Estamos entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro, tomamos um gol em uma fatalidade, no meu ponto de vista, e não aconteceu mais nada. Jogamos meio tempo lá do outro lado e não adiantou. Enfim, quero dizer para a torcida que estamos atentos e amargurados com a derrota e vamos com humildade e fé tirar alguma coisa dessa derrota. De todos que estão aqui dentro, o que menos gosta de perder para o Cruzeiro sou eu. Mas aconteceu a derrota, eu espero que todos encaminhem para suas casas em paz, porque amanhã nós temos que trabalhar. Acho que perdemos mais uma oportunidade de assumir a vice-liderança, temos que nos concentrar, ver o que aconteceu. Estamos atentos, trabalhando com serenidade e honestidade. É uma estupidez achar que túnel ganha jogo. Só um idiota ou um estúpido pode achar uma coisa dessas e lá no Atlético não tem nenhum idiota e nenhum estúpido. Eu fui eleito para defender o Atlético, para não deixar o Atlético ser lesado como foi nesses anos todos. Está provado que o Atlético era lesado. E isso não vai acontecer mais, comigo na presidência do Atlético. Achar que túnel ganha jogo, não ganha não. Mas que o Atlético vai exercer o direito de mando nos três anos em que eu estiver à frente do Atlético, isso vai.
  • Correa, volante do Atlético-MG: Não conseguimos fazer a nossa parte. Tomamos um gol no detalhe e aí tivemos que correr atrás. O time está de parabéns pela luta, mas claro que o resultado negativo, ainda mais em um clássico, é sempre ruim. Vamos trabalhar firmes e fortes, pois ainda estamos no caminho. Os jogadores tentaram, tivemos um volume muito grande e não fomos felizes. Isso acontece, é o futebol. Conversamos antes do jogo, que o clássico era definido nos detalhes. Atacamos, perdemos a bola e levamos o gol num contragolpe. Agora, é ter cabeça fria para continuarmos dando sequência, pois não é hora de culpar ninguém. O torcedor ficou triste, mas os resultados da rodada nos ajudaram e continuamos na briga.

Fontes

Transmissão

  • PFC