América-TO 1x8 Cruzeiro - 23/04/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Uberaba.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Once Caldas.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Uberaba.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 5x1 Escudo América-TO.png
No estádio Nassri Mattar
← Primeira ficha Gol aos do Escudo América-TO.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra América-TO
Escudo América-TO.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 5x1 Escudo América-TO.png

[edit]

Escudo América-TO.png
América-TO
1 × 8 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
Jogo de ida da Semi-Final do Campeonato Mineiro 2011
Data: 23 de abril de 2011 Local: Teófilo Otoni, MG
Horário: 18:30 Estádio: Nassri Mattar
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento Público pagante: 3.910
Assistente 1: Fabiano da Silva Ramires Público presente: Não disponível
Assistente 2: Paulo César da Silva Faria Renda: R$ 91.910,00 R$ 91.910 <br />Cr$ 91.910 <br />NCr$ 91.910 <br />Cz$ 91.910 <br />NCz$ 91.910 <br /> (preço médio: R$ 23,51 )
Súmula: Súmula e Borderô
Escalações
América-TO: Cruzeiro:

1. Fábio Noronha 1. Fábio Cartão amarelo recebido aos  (1)
2. Osvaldir 2. Pablo Substituição realizada de jogo ( Leandro Guerreiro )
3. Luís Henrique Cartão amarelo recebido aos Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos 3. Gil Cartão amarelo recebido aos  (1)
4. Junior Pereira 4. Léo  Gol aos 9 do  (2T) 9'  (2T) Gol aos 16 do  (2T) 16'  (2T)
5. Bruno Barros 5. Gilberto  Gol aos 31 do  (1T) 31'  (1T)
6. Luizinho 6. Marquinhos Paraná
7. Araujo Cartão amarelo recebido aos 7. Roger Substituição realizada de jogo ( Everton )
8. Kassio Substituição realizada de jogo ( 7. Leandrinho Cartão amarelo recebido aos ) 8. Henrique  Gol aos 21 do  (1T) 21'  (1T)
11. Wellington Bruno Gol aos 21 do  (2T) 21'  (2T) 9. Wallyson  Gol aos 40 do  (2T) 40'  (2T)
10. Jonatas Obina Cartão amarelo recebido aos 10. Montillo Cartão amarelo recebido aos  (1) Gol aos 18 do  (2T) 18'  (2T) Gol aos 30 do  (2T) 30'  (2T) Gol aos 33 do  (2T) 33'  (2T)
9. Rogério Ávila 11. Thiago Ribeiro Substituição realizada de jogo ( 18. Farías )
Técnico: Gilmar Estevam Técnico: Cuca
Reservas que não entraram na partida
América-TO: Cruzeiro:

Pré-Jogo

O Cruzeiro terminou a fase classificatória em 1º lugar com 28 pontos. O América-TO, em 4ª com 22.

Pelo desempenho, o Mais Querido de Minas joga por dois empates ou dois placares agregados com saldo zero para ir às finais.

Cuca escalará o que tem de melhor à disposição. Só o beque Victorino, contundido, ficará de fora. O volasnte Henrique diz qual é a estratégia de jogo dos atletas:

  • Temos que ir pra cima do América-TO pra fazer o resultado e não depender do 2º jogo. Nossa equipe tem mentalizar isto, pra jogar bem e ter vantagem de jogar a 2ª partida com mais tranquilidade.

O treinador Cuca discorda. Tem os pés no chão:

  • O adversário quer ouvir que a cabeça está na Libertadores. A gente não tem necessidade disso. Temos respeito por todos adversários. Não tem nada de ‘vamos lá ampliar vantagem’, nada disso. Nós vamos jogar, o que de melhor a gente puder fazer, vamos tentar fazer.

O técnico Gilmar Estevam terá o goleiro Fábio Noronha, que não jogou a última rodada por estar suspenso, de volta.

Apenas o beque Jadson ficará de fora, devido a uma lesão do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

O centroavante Jonatas Obina está confiantes:

  • O Cruzeiro é o favorito, mas podemos vencê-lo. Estamos fazendo uma boa preparação e a derrota para o Atlético serviu de lição. Uma tempestade como aquela não se repete anualmente. Talvez nunca mais, por isto, estamos tranquilos e confiantes.

Pra evitar os previsíveis chororôs de todas as decisões mineiras, os juízes e bandeiras das semifinais e finais serão de outros estados.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h25 – Cruzeiro, todo de branco, em campo.
  • 18h27 – América, todo de vermelho, em campo.
  • 16h30 – Cuca, completando 50 jogos (33v, 8e, 9d): “Aqui é complicado. Se conseguirmos um bom resultado, levamos a vantagem pra lá.”
  • 16h31 – Hino Nacional. Estádio lotado.
  • 18h32 – Banco de reservas do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Edcarlos, Diego Renan, Leandro Guerreiro, Francisco Everton, Zé Ortigoza e Ernesto Farías.
  • 18h33 – Começa o jogo. Cruzeiro à esquerda das cabines.
  • 01 – Kassio pisa em Pablo na lateral. Falta.
  • 02 – Pablo ataca pela direita. Bola sai pela linha de fundo.
  • 03 – Gilberto lança Wallyson, Bruno corta.
  • 04 – Thiago Ribeiro cai. Nada grave.
  • 05 – Pablo combate Obina e cede escanteio.
  • 06 – Luizinho cobra escanteio pela esquerda, Júnior Pereira cabeceia pra fora.
  • 07 – Rogélio derruba Marquinhos Paraná no meio de campo.
  • 08 – Jonatas Obina entra na área celeste, Pablo corta pra escanteio. Escanteio cobrado, Henrique afasta de cabeça.
  • 09 – Falta para o América. Luizinho cobra, bola sai por cima do travessão.
  • 10 – Rogélio Ávila fora de campo com supercílio cortado.
  • 11 – Fábio lança Thiago Ribeiro, Osvaldir chega antes e dá um chutão.
  • 12 – Marquinhos Paraná aplica chapéu em Luizinho no meio de campo.
  • 13 – Defesaça! Wallyson derruba Rogélio Ávila perto da área. Wellington Bruno cobra, Fábio, acossado por dois americanos, tira de soco.
  • 14 – Gilberto e Montillo trocam passes na ponta esquerda, Luiz Henrique corta e sai jogando.
  • 15 – Marquinhos Paraná chega mais forte em Luiz Henrique. Torcida chia.
  • 16 – Bruno derruba Wallyson na intermediária. Montillo cobra, Henrique, dentro da área, cabeceia. Bola sai raspando o poste direito.
  • 17 – Wellington Bruno faz boa jogada pelo meio e tenta lançar Rogélio Ávila. Gil corta.
  • 18 – Gilberto troca passes com Roger Galera e chita forte. Defesa corta na pequena área.
  • 19 – Wallyson cruza da direita, Thiago Ribeiro, dentro da pequena área, escora. Bola sai por cima do travessão.
  • 20 – Roger Galera troca passes com Gilberto. Bandeira marca impedimento. Errou.
  • 21 – Rogélio Alves cruza da direita, Jonatas Obina não consegue cabecear.
  • 22 – Golaço! Montillo lança Henrique, que gira na entrada da área e solta uma bomba rasteira. Bola entra no canto direito. Cruzeiro 1×0.
  • 23 – Osvaldir chuta de fora da área, Fábio defende com firmeza.
  • 24 – Pablo disputa bola com Bruno e Obina e vence a parada. Está muito bem o lateral-direito.
  • 25 – Bruno avança pela esquerda, perseguido por Wallyson. Pablo fica na área. Americano é desarmado.
  • 26 – Cruzeiro cerca o Dragão mo campo todo.
  • 27 – Luiz Henrique lança Osvaldir na direita. Bola escapa pela linha de fundo.
  • 28 – Jonatas Obina cruza da direita, Pablo cede escanteio.
  • 29 – Cruzeiro marca com muita intensidade. América não consegue criar nada. Torcida local está murcha.
  • 30 – Pablo, Marquinhos Paraná, Henrique, Gilberto e Montillo estão desequilibrando.
  • 31 – Golaço! Golaço! Gilberto tabela com Montillo pela esquerda. O argentino passa a Wallyson, que cruza pra Thiago Ribeiro. Dentro da área, o atacante escora a bequeira do Dragão e rola pra Gilberto. O lateral-esquerdo toca pra rede. Cruzeiro 2×0.
  • 32 – Gilmar Estevam prepara troca de Kassio por Leandrinho. Dragão não consegue jogar.
  • 33 – Finalizações: Cruzeiro 5×2.
  • 34 – Montillo cruza da direita, Fábio Noronha defende.
  • 35 – Troca! Kassio por Leandrinho.
  • 36 – Wellington Bruno recebe falta de Roger Galera na meia direita.
  • 37 – Montillo sai em contra-ataque, mas é derrubado. Bola fica com Thiago Ribeiro, que cruza mal.
  • 38 – Osvaldir cruza da direita. Jonatas Obina não consegue concluir.
  • 39 – Luiz Henrique chuta de longe. Bola acerta em Jonatas Obina, que jogou de beque.
  • 40 – Leandrinho dribla Henrique e desfere uma bomba. Fábio defende com firmeza.
  • 41 – Marcos Guiotti, comentarista do PFC: “Cuca está encantado com o time do Cruzeiro. Quer Fábio, Henrique, Paraná e Thiago Ribeiro na Seleção.”
  • 42 – Thiago Ribeiro é derrubado por Wellington e Bruno. Falta cobrada, Montillo tenta cruzar, defesa não permite.
  • 43 – Pablo lança bola no espaço vazio, Luiz Henrique corta.
  • 44 – Wellington Bruno cruza da esquerda, Rogélio Ávila tenta concluir, mas é desarmado por Gil que limpa a área com um chutão.
  • 45 – Escanteio pela direita. Gilberto corta de cabeça.
  • 46 – Osvaldir cruza da direita, Rogélio Ávila cabeceia, bola passa raspando o travessão. Fim de 1º tempo.
  • Jonatas Obina: “Em dois lances, eles mataram.”
  • Thiago Ribeiro: “Fizemos dois gols e isto nos deu mais tranquilidade. Se o América almeja alguma coisa no campeoanto vai ter que sair e nós que temos um time rápido, podemos aproveitar os espaços.”

Segundo Tempo

  • 19h34 – Começa o 2º tempo. Até agora, nenhum cartão foi mostrado.
  • 01 – Montillo cruza da direita. Bola passa pela área, sem que Gilberto chegue a tempo.
  • 03 – Roger Galera lança Jonatas Obina por equívoco. O centroavsnte solta uma bomba. Bola quica duas vezes, mas Fábio defende.
  • 04 – Leandrinho entra na área, mas é desaramdo por Leo Simões quando tenta arrematar. Escanteio.
  • 05 – Luiz Henrique sobe ao ataque e lança Jonatas Obina, O arremate sai forte, mas a bola sai pela linha de fundo.
  • 06 – Wellington Bruno avança pel esquerda, mas é desarmado por Marquinhos Paraná. Araújo chuta a bola, que acerta o rosto de Montillo.
  • 07 – Wallyson cruza da direita, Araújo corta de cabeça, dentro da área.
  • 08 – Amarelo! Leandrinho recebe chapéu de Roger Galera e derruba o cruzeirense.
  • 09 – Golaço! Luiz Henrique derruba Montillo. Roger Galera rola pra Montillo, que devolve. Roger Galera cruza de curva, Leo Simões acerta uma forte cabeçada. Bola na rede. Cruzeiro 3×0.
  • 10 – Montillo chuta de longe, Fábio Noronha defende.
  • 11 – Leandrinho tornou o América mais ofensivo, mas a marcação no meio ficou prejudicada. Marquinhos Paraná anula Wellington Bruno e o Dragão não consegue criar. Jogo está decidido.
  • 12 – Gilberto tabela com Roger Galera e rola pra Thiago Ribeiro, que arremata cpm força. Bola sai rente ao poste direito de Fábio Noronha.
  • 13 – Roger Galera aplica um rolete no meio de campo. Torcida gosta.
  • 14 – Público: 3.390. Renda: R$91.910,00. Rá! Deve ser brincadeira.
  • 15 – Thiago Ribeiro dribla dois beques e chuta forte. Bola desvia em outro americano e sai à esquerda de Fábio Noronha. Escanteio.
  • 16 – Gol! Roger Galera cobra escanteio pela direita, de curva, fechado. Leo Simões sobe no primeiro poste e cabeceia pra rede. Cruzeiro 4×0.
  • 17 – Amarelo! Jonatas Obina.
  • 18 – Gol! Gilberto desce pela meia esquerda, entra na área, cruza, bola passa entre dois beques e fica com Montillo, que só tem o trabalho de empurrar a bola pra rede. Cruzeiro 5×0.
  • 19 – Jogadores do América estão apavorados.
  • 20 – Cruzeiro não está se poupando. Continua jogando com intensidade, mesmo com a vaga garantida na final.
  • 21 – Gol! Wellington Bruno corta Henrique e chuta de fora da área, de curva. Bola entra no canto esquerdo de Fábio. América 1×5.
  • 22 – Amarelo! Vermelho! Luisinho comete falta em Roger. Luiz Henrique reclama e recebe amarelo. Fala desaforos pro juiz e recebe o vermelho.
  • 23 – Troca! Pablo por Leandro Guerreiro
  • 24 - Wellington Bruno chuta de fora da área, Fábio defende.
  • 25 – Amarelo! Montillo puxa Rogélio Ávila e recebe o 3º cartão amarelo.
  • 26 – Roger Galera cruza, Thiago Ribeiro não alcança.
  • 27 – Trocas! Roger Galera por Francisco Everton. Thiago Ribeiro por Ernesto Farías.
  • 28 – Torcida do Cruzeiro faz tremenda festa no Nassri Mattar.
  • 29 – Pênalti! Montillo desce pela direita, disputa bola com Bruno, e cai dentro da área. Juiz marca pênalti.
  • 30 – Gol! Montillo cobra pênalti com um chute rasteiro à esquerda de Fábio Noronha, que cai à direita. Cruzeiro 6×1.
  • 31 – Troca! Rogélio Ávila por Chrys.
  • 32 – Chrys cruza da direita, Obina tenta girar dentro da área, mas é desarmado por Gil.
  • 33 – Golaço! Golaço! Golaço! Bruno tenta rebater, bola acerta Montillo, que entra na área e aplica um lençol em Fábio Noronha. Cruzeiro 7×1.
  • 34 – Ao tentar cortar a bola, Júnior Pereira fica preso na rede.
  • 35 – Amarelos! Gil enseba a cobrança de tiro de meta pra cavar o 3º cartão amarelo. Juiz aplica o 2º amarelo em Fábio, que entrará pendurado nas finais. E atende a Gil com outro.
  • 36 – Chrys recebe na entrada da área, ajeita e chuta forte. Bola pra fora.
  • 37 – Crash! Wallyson entra na área e solta uma bomba. Fábio Noronha desvia a bola, que explode no travessão.
  • 38 – Crys chuta de fora da área, bola sai pela linha de fundo.
  • 39 – Montillo manca. Henrique está caído. Nada grave.
  • 40 – Pênalti! Francisco Everton entra na área e é derrubado por Araújo com um pisão no pé direito.
  • 41 – Gol! Wallyson cobra no canto direito, Fábio Noronha cai do lado oposto. Cruzeiro 8×1.
  • 42 – Amarelo! Araújo recebe a advertência pelo pênalti cometido.
  • 43 - Francisco Everton chuta de fora da área. Bola sai à esquerda de Fábio Noronha.
  • 44 – Bola na área celeste. Francisco Everton dá um chutão. Bola na arquibancada.
  • 45 – Gilberto chuta de fora da área, pra fora. Fim de jogo.
  • Montillo: “Vou pedir uma música da Ivete pra meu filho que gosta muito dela.”
  • Leo Simões: “Nosso papel é colocar uma dúvida na cabeça do treinador. Fiz dois gols, algo que nunca tinha acontecido comigo.”
  • Fábio Noronha: “A torcida do América não merecia isto depois da ela campanha que fizemos. Temos que pedir desculpas a ela.”

Vídeos

Gols. Globoesporte.com

Atuações

  • Fábio - Impecável. Um defesa complicadíssima difícil e duas ou três difíceis.
  • Pablo - Algumas vezes foi beque, outras, lateral. E saiu-se muito bem em ambas as funções.
  • Leo Simões - Fez dois gols e limpou a área com autoridade. Grande partida.
  • Gil - Marcou bem Jonatas Obina. E quando não conseguiu, a natureza o ajudou.
  • Gilberto - Excelente exibição. Principalmente quando passou do meio de campo e apareceu na zona do agrião.
  • Marquinhos Paraná - Perfeito. Anulou Wellington Bruno, o cérebro do Dragão. De quebra, andou chegando junto em algumas divididas só pra agradar os tijolistas, que apreciam um volante minhoqueiro.
  • Henrique - Perfeito. Defende e ataca com qualidade. Abriu a porteira com um belo gol.
  • Leandro Guerreiro - Fechou o meio de campo. Era o que se esperava dele.
  • Francisco Everton - Defendeu e apoiou bem.
  • Roger Galera - Não gastou energia. Não corre um centímetro desnecessário, pois tem fôlego curto, que precisa preservar. Com a bola nos pés, dá se showzinho aplicando roletes, canetas, chapéus e cruzando com maestria, como num dos gols de Leo Simões.
  • Montillo – Além da tripleta, deu uma canseira tremenda nos americanos. E fez um gol de placa.
  • Thiago Ribeiro - Lutador como sempre, pouco importa a qualidade do adversário. E serviu, de forma notável, a Gilberto no segundo gol.
  • Ernesto Farías - Participou de duas ou três jogadas por conta própria, pois não recebeu passes. Neste time do Cruzeiro, centroavante não faz nome.
  • Wallyson – Como ala ou atacante, jogou muita bola. A saúde de touro de exposição lhe permite marcar, atacar e sair de campo respirando sem dificuldade.
  • Cuca - Se o time faz oito gols, o indiozinho não sai da cacunda com a machadinha em punho e as guerreirinhas ficam felizes. Palmas pra ele!
  • Torcida - Compareceu em bom número, toda uniformizada, fez festa, apoiou o time e voltou pra casa sorridente.
  • Juiz & Bandeiras - Apenas dois erros: o pênalti sobre Montillo não existiu e o cartão amarelo para o goleiro Fábio foi desnecessário.
  • Teófilo Otoni - A cidade demorou pra obter uma vaga na primeira divisão mas, quando a conseguiu, fez história. No segundo ano na elite, o América foi o campeão do interior e vai disputar a Série D do Morrinhão. O único problema dos teofilotonenses é com a aritmética. Dizer que havia apenas 3,6 mil num estádio apinhado é pouco convincente. De positivo, a grande acolhida que o s clubes de fora recebem do torcedor local e o esforço pra melhorar as condições do estádio, este ano, bem melhor do que no ano passado.
  • América-TO - Depois de uma campanha perfeita em 10 jogos, o time virou o fio e levou 15 gols em duas rodadas. A defesa foi um buraco só, o meio de campo não armou coisa alguma e os atacantes foram anulados. De positivo, algumas jogadas individuais de Leandrinho e Crhys. Pouco para um campeão do interior. O Villa teria dado bem mais trabalho à dupla RapoCota

O que foi dito

  • Leo Simões, beque do Cruzeiro: Quando entramos em campo, nosso papel é dar boa dor de cabeça ao treinador e ajudar o Cruzeiro. É a primeira vez que acontece isso de fazer 2 gols comigo. Eu estava treinando e me especializando pra quando chegar a hora fazer gols. Fico feliz por ter ajudado a sairmos com a vitória.
  • Henrique, volante do Cruzeiro: Nosso contra-ataque foi muito rápido e tivemos boas jogadas individuais. Trabalhamos durante a semana pra fazer o melhor. As jogadas saíram, por isso conseguimos este resultado. Entramos com ambição e respeito pelo adversário e impusemos nosso jogo, nosso ritmo. O Cruzeiro foi aguerrido, buscou a vitória sempre, por isso conseguiu fazer tantos gols. De hoje em diante, só temos decisões e o time tem que estar sempre preparado.
  • Cuca, treinador do Cruzeiro: Jogamos com objetividade até o último minuto, não ficamos tocando de lado pra ter olé, nada disso. Respeitamos o adversário. É um resultado atípico em semifinal. Já tivemos dificuldade aqui, quando ganhamos de 2×1 no último minuto. Hoje, fomos eficazes, criamos oportunidades, fizemos gols, corremos poucos perigos. Foi uma partida muito boa. Temos que enaltecer o adversário que, mesmo tomando de 8, jamais apelou. A gente sabe que é duro levar 8. Para o América, vale o que fizeram neste campeonato. Antes de jogar com os grandes, tinham 70%. É o que fica marcado. Fomos objetivos, mesmo quando estava 5, 6 ou 7. Este é o maior respeito que se pode ter por um adversário, que fez um brilhante campeonato. O gol do Montillo foi bonito, plástico, de pura técnica. Ele faz esse tipo de jogada na Toca, mesmo quando os treinos estão apertados. Não é por que estava 6 ou 7 que ele fez. Se tivesse 0×0 ou 1×0 faria também. Jogada típica dele, do craque diferenciado. Ele está de parabéns.
  • Marquinhos Paraná, volante do Cruzeiro: Nossa equipe respeitou a deles do início ao fim, mas jogou a bola que vem jogando sempre. Foi mais do que merecido. Hoje foi o 1º tempo. Temos o 2º no domingo que vem . A equipe está fazendo o que o Cuca pede. Não tem vaidade aqui. Todos que entram em campo estão se ajudando. E isso é fundamental.
  • Gilberto, lateral-esquerdo do Cruzeiro: Tínhamos o propósito de ganhar. Conseguimos um resultado que a gente não esperava, pelo estado do gramado, pela força do América. A equipe está muito concentrada no objetivo e por isso as coisas estão acontecendo. Há humildade, mas muita determinação. O objetivo é conquistar o Campeonato Mineiro. Muitos jogadores estão tendo esta segunda oportunidade de vestir a camisa do Cruzeiro. Outros, com títulos conquistados, querem mais. Os mais experientes querem terminar este campeonato bem. Estamos fazendo o possível dentro de campo. Trabalhamos todo dia com determinação pra vestir bem a camisa do Cruzeiro. Mas a gente ouve bastante coisas, principalmente do torcedor que comparece em Sete Lagoas. Eles falam cada coisa… Mas vou ter força pra vestir esta camisa até o final. Por tudo que já fiz com a camisa do Cruzeiro não era pra ter de ouvir coisas que não condizem, nem com a minha pessoa, nem com a torcida do Cruzeiro.
  • Wallyson, atacante do Cruzeiro: Nossa equipe respeitou a deles, do início ao fim, mas jogou a bola que vem jogando sempre. Foi mais do que merecido. Queria bater o primeiro pênalti, mas o professor Cuca falou que o Montillo tem de bater, respeitei a posição dele, como sempre. Em seguida ele falou que eu ia bater o segundo e fiz o gol que ofereci pra Fernanda Gentil [bela apresentadora do É Gol!, do Sportv]. Eu tinha prometido a ela…
  • Gilmar Estevam, treinador do América-TO: Foi um passo muito grande ser campeão do interior. Queríamos alguma coisa a mais nas semifinais, mas tomamos uma goleada que praticamente decidiu a situação. Como disse, estou à frente do grupo, assumo o que faço. As vitórias são sempre deles, as derrotas são minhas, tenho personalidade e me preparei pra isso. Vou trabalhar com os jogadores que tenho pra acabar o campeonato com dignidade. Não tem explicação, são os mesmos jogadores, procurei passar confiança, demonstrar a eles porque nos classificamos, mas fizemos uma partida desastrosa. Perdemos pra uma equipe de muita qualidade. Espero que jogadores mostrem personalidade na próxima partida pra terminar com dignidade.
  • Lédio Carmona, em seu blog: Não pude ver Cruzeiro x América de Teófilo Otoni, partida de ida pela semifinal do Campeonato Mineiro. Mas o placar final só confirma o porque de o Cruzeiro ser o melhor time do Brasil nesse primeiro semestre de 2011. São 37 gols pelo Campeonato Mineiro (média de 3 por partida) e outros 20 na Libertadores (média de 3,3). No geral, 57 gols (3,1 por jogo). O Cruzeiro se classificou em seu grupo da Libertadores a duas rodadas do fim. Na semifinal do Mineiro, resolveu a questão em uma partida e poderá ignorar a próxima. A Raposa resolve tudo, com prática, sabedoria e sem dar chance às arapucas do destino. Nesse momento, beira à perfeição. E ainda tem quem deboche de Cuca. O Cruzeiro parece não ter limites.
  • Fábio Velame, no PHD: No lance do pênalti em cima do Montillo, Farias ganhou a dividida e entregou a bola pra Montillo fazer a jogada pela direita e receber a penalidade. Lembrei disso pois, mesmo ganhando de 8×1, Farias não recebeu nenhuma bola boa, o que deve frustrar um centroavante. Teve uma jogada em que ele passou a bola ao Everton e não a recebeu de volta quando estava livre. O volante preferiu chutar a gol. No geral, o jogo foi muiito tranquilo. O Cruzeiro tornou tudo muito fácil. E não tem mais o que falar do Montillo. Mesmo com o problema do filho, o cara não deixa de jogar pra valer.
  • Evandro Oliveira, no PHD: O momento decisivo foi o segundo gol, aos 30 minutos, após uma jogada trabalhada. O 2×0 exigiu do América-TO algo que ele nunca teve. O técnico arriscou e se deu mal, pois o Cruzeiro não é time que se assusta ou se intimida com mudanças do adversário tendo vantagem de dois gols. O segundo gol selou, definitivamente, a decisão da semifinal. E louve-se a seriedade dos jogadores que, sob o comando do Cuca, não aliviaram para o adversário em momento algum.

Fontes

Transmissão

  • Sportv