América-MG 2x3 Cruzeiro - 27/03/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Funorte.png Gol aos do Escudo Guarani-PAR.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Funorte.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Guarani-MG.png
No estádio Dilzon Melo
20px 1x5 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Boa Esporte.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png
Contra América-MG
Escudo Cruzeiro.png 3x2 Escudo América-MG.png Gol aos do Escudo América-MG.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo América-MG.png
América-MG
2 × 3 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
8ª rodada do Campeonato Mineiro 2011
Data: 27 de março de 2011 Local: Varginha, MG
Horário: 16h Estádio: Dilzon Melo
Árbitro: Émerson de Almeida Ferreira (CBF/FMF) Público pagante: 13.252
Assistente 1: Helbert Costa Andrade (CBF/FMF) Público presente: Não disponível
Assistente 2: Pablo Almeida Costa (CBF/FMF) Renda: R$ 385.850,00 R$ 385.850
Cr$ 385.850
NCr$ 385.850
Cz$ 385.850
NCz$ 385.850
(preço médio: R$ 29,12 )
Súmula: Súmula e borderô
Escalações
América-MG: Cruzeiro:

1. Flávio 1. Fábio
2. Marcos Rocha 2. Pablo
3. Gabriel Cartão amarelo recebido aos 3. Léo  Gol aos 5 do  (2T) 5'  (2T)
4. Otávio 4. Gil Cartão amarelo recebido aos 5  (1T) 5'  (1T)  
5. Jean Batista Cartão amarelo recebido aos 5. Leandro Guerreiro
6. Leandro Ferreira Gol aos do Cartão amarelo recebido aos Gol aos do 6. Marquinhos Paraná
7. Nando Cartão amarelo recebido aos 7. Gilberto Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada 22' (2T) de jogo 22' (2T) ( Everton )
8. Dudu Substituição realizada de jogo ( Davi Ceará ) 8. Róger Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada 22' (2T) de jogo 22' (2T) ( Wellington Paulista )
9. Irênio Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( Netinho ) 9. Wallyson
10. Luciano Substituição realizada de jogo ( Thiago Silvy ) 10. Montillo  Gol aos 39 do  (2T) 39'  (2T)
Técnico: Mauro Fernandes Técnico: Cuca
Reservas que não entraram na partida
América-MG: Cruzeiro:

Pré-Jogo

Com 19 pontos e 16 gols de saldo, o Cruzeiro está em 1º lugar.

Com 16 pontos e 7 gols de saldo, o América é o 3º colocado, com um jogo a menos que a dupla RapoCota.

Se vencer, o Cruzeiro garante a liderança e se classifica para a semifinal. Perdendo, o América pode se complicar dependendo so resultados de Vila e América-TO.

Mauro Fernandes, treinador do América, não poderá escalar Camilo, que pertence ao Cruzeiro, e o beque Micão, suspenso.

Cuca não contará com o beque Victorino, servindo a seleção uruguaia, nem o volante Henrique, servindo a brasileira. Ele se manifesta:

  • “Não é a vaga na semifinal que América e Cruzeiro buscam, mas sim o 1º lugar. É onde todos querem chegar. Só um vai chegar e ter as vantagens. Não quer dizer que esse time vai ser o campeão, mas vai ter uma chance maior. E a gente quer isso”

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 15h58 – Roupa nova! América em campo com camisa tricolor, de listras branca, verde e preta, calções pretos, meias brancas.
  • 15h59 – Cruzeiro em campo com camisas e meias azuis e calções brancos.
  • 16h – Banco do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Rômulo, Edcarlos, Francisco Everton, Dudu, Wellington Paulista, Zé Ortigoza.
  • 16h01 – Cruzeiro tem 90% da torcida. Metade d capacidade do estádio não foi vendida.
  • 16h05 – Começa o jogo. Cruzeiro à direita das cabines.
  • 01 – Pablo desce pela direita e cruza. Flávio defende pelo alto.
  • 02 – Roger Galera cobra falta pela direita, Otávio corta de cabeça.
  • 03 – Thiago Ribeiro passa a Gilberto, que cruza da esquerda. Wallyson vacila, Dudu cede escanteio. Roger cobra pela direita, Otávio corta.
  • 04 – Amarelo! Gilberto agarra Leandro Ferreira.
  • 05 – GOL! Leandro Ferreira rece passe na meia lua, dribla Paraná, Gil e Pablo e chuta rasteiro. Bola entra no canto direito de Fábio. América 1×0.
  • 06 – Amarelo! Gil comete falta em Dudu.
  • 07 – Paraná é derrubado na intermediária americana. Roger cobra falta, Wallyson não alcança a bola, que sai pela linha de fundo.
  • 08 – Por pouco! Dois escanteios seguidos a favor do América. No primeiro, pela direita, Fábio espalma pra escanteio. No segundo, após confusão na área, Marquinhos Paraná despacha a bola com um bico.
  • 09 – Montillo chuta forte, de fora da área, pra fora.
  • 10 – O Cruzeiro começou melhor, mas mostrou fragilidade na defesa e o América equilibrou a partida.
  • 11 – Cruzeiro joga no 4-2-2-2. América no 4-3-1-2.
  • 12 – Montillo recebe falta de Dudu, leva vantagem, pára, reclama do juiz e recebe falta técnica.
  • 13 – Dudu comete falta em Roger. Montillo cobra pra fora.
  • 14 – Faltas: Cruzeiro 6×4.
  • 15 – Jean Batista comete falta em Thiago Ribeiro. Roger Galera cobra, Thiago Ribeiro toca de prima, Wallyson não domina, Thiago Ribeiro disputa com Dudu, que cede escanteio.
  • 16 – Marquinhos Paraná lança Gilberto na esquerda. O lateral deixa bola escapar pela lateral.
  • 17 – Leandro Guerreiro derruba Fábio Jr. no meio de campo.
  • 18 – Amarelos! Nando comete falta em Thiago Ribeiro. Roger Galera reclama. Ambos são punidos.
  • 20 – Roger galera lança Thiago Ribeiro, Flávio sai do arco e defende aos pés do atacante.
  • 21 – Pablo cruza da direita, Wallyson chega atrasado, bola escapa pela linha de fundo.
  • 23 – Roger Galera cobra falta lançando a bola na área. Dudu corta.
  • 24 – Pablo cruza da direita, Flavio defende.
  • 25 – Roger, dentro da área, recua pra Fábio, que despacha bola com um chutão.
  • 26 – Montillo cobra da esquerda, Gabriel cede escanteio. Dudu cobra, Otávio despacha.
  • 27 – Pablo cruza da direita, ninguém conclui.
  • 28 – Marquinho Paraná lança Thiago Ribeiro, que cabeceia. Otávio corta.
  • 29 – Amarelo! Jean Batista derruba Pablo na intermediária.
  • 30 – Bateu roupa! Roger cobra falta pra Montillo, que chuta forte. Flávio dá rebote, Otávio cede escanteio. Montillo cobra, defesa corta, Montillo volta a cruzar, Leo Simões cabeceia por cima do travessão.
  • 31 – Bola murcha! Wallyson cruza, Leandro Ferreira chuta bola para lateral. Ela está murcha e é trocada.
  • 32 – Posse de bola: Cruzeiro, 62%.
  • 33 – Thiago Ribeiro cruza da esquerda. Otávio corta.
  • 34 – Jean Batista derruba Montillo na direita do ataque celeste. Montillo cobra. Leandro Ferreira corta de cabeça.
  • 35 – Dudu pára Roger com falta. O meia reclama, mas não houve violência no lance.
  • 36 – Wallyson passa a Pablo que chuta. Bola explode em Otávio.
  • 37 – Montillo tenta lançar Thiago Ribeiro, Gabriel corta.
  • 38 – Leo joga bola sobre a área, Wallyson perde disputa de cabeça com Nando.
  • 39 – Thiago Ribeiro chuta de fora da área, bola explode em Dudu e fica com Jean Batista.
  • 40 – Pablo cruza da direita, não aarece atacante pra concluir, defesa pompom fica com a bola.
  • 41 – Wallyson chuta de fora da área. Otávio espana, bola por cima do travessão. Escanteio.
  • 41’30” – Amarelo! Irênio agarra Marquinhos Paraná.
  • 42 – GOL! Montillo cruza da direita, de curva. Bola quica na pequena área, Thiago Ribeiro aparece livre e toca pra rede. Cruzeiro 1×1.
  • 44 – Montillo cruza a direita, fechado. Nando corta de cabeça.
  • 45 – Gil e Fábio Jr. trocam empurrões em disputa de bola. Juiz manda seguir o jogo.
  • 46 – Jogo embolado no meio de campo.
  • 47 – Fim de 1º tempo.
  • Leandro Ferreira: “Fiquei três dias sem treinar com fortes dores, mas Deus me iluminou e eu marquei o gol.”
  • Thiago Ribeiro: “Não estou pensando em artilharia, mas em ajudar o time. Depois, do gol, o América não criou nenhuma oportunidade e Fábio não trabalhou.”

Segundo Tempo

  • 17h10 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Troca! Luciano por Thiago Silvy.
  • 01 – Montillo cruza da direita, Thiago Ribeiro, na centroavância, não consegue arrematar.
  • 02 – Nando recua pra Flávio, despacha.
  • 03 – Fábio Jr. faz o pivô, Irênio chuta forte, rasteiro, bola desvia em Leo Simões. Escanteio pela direita, que Irênio cobra fechado. Bola sai do aldo oposto.
  • 05 – Gol! Roger Galera cruza da direita, Wallyson tenta cabecear e erra. Dudu dá uma canelada na bola que fica limpra pro toque finald e Leo Simões, pra rede. Cruzeiro 2×1.
  • 06 – Gol! Leandro Ferreira solta um canudo de fora da área. Bola faz curva, Fábio nem se mexe. América 2×2.
  • 09 – Perigo! Thiago Silvy recebe livre nas costas de Leandro Guerreiro e chuta cruzado, Bola sai à esquerda de Fábio, com muito perigo.
  • 10 – Bola longa, Fábio sai e defende.
  • 11 – Cavada! Wallyson se joga dentro da área.
  • 13 – Montillo gira na entrada da área, mas é desarmado por Otávio antes de chutar.
  • 14 – Wallyson cruza, Flávio, com um tapinha, cede escanteio.
  • 15 – Montillo cobra escanteio pela esquerda, Otávio corta.
  • 22 – Trocas! Roger galera por Wellington Paulista, Gilberto por Francisco Everton, Irênio por Netinho.
  • 26 – Leo Simões comete falta em Thiago Silvy.
  • 27 – Jean Batista tenta atacar pela esquerda, mas sai com a bola pela lateral.
  • 28 – Thiago Ribeiro cruza da direita, bola passa por cima do travessão.
  • 29 – Montillo cruza da direita. Otávio rebate, Netinho derruba Pablo na entrada da área.
  • 30 – Jogo parado! Dudu com dores na coxa direita, sai de maca.
  • 31 – Amarelo! Francisco Everton bate falta na barreira, Marquinhos Paraná é desarmado, persegue Netinho e comete falta pra evitar um contra-ataque.
  • 32 – Perigo! Wallyson puxa contra-ataque cruza, Otávio corta de cabeça dentro da pequena área.
  • 33 – Marquinhos Paraná puxa contra-ataque e cruza. Confusão na área. Defesa americana corta.
  • 34 – Troca! Dudu por Davi Ceará.
  • 35 – Faltas: América 24×12.
  • 36 – Wallyson dribla Jean Batista, vai à linha de fundo e cruza fechado. Flávio defende.
  • 37 – Troca! Thiago Ribeiro por Zé Ortigoza.
  • 38 – Montillo cruza da direita, Wellington Paulista cabeceia, bola sai por cima do travessão.
  • 39 – Gol! Montillo puxa contra-ataque, passa a Wallyson, que vai à linha de fundo e cruza. Montillo dentro da área, dá um tapa na bola, que entra à direita de Flávio. Cruzeiro 3×2.
  • 41 – Cuca grita: “Anima aí, que vai sair o seu Wellington Paulista!” O centroavante desarma Otávio, entra na área e chuta cruzado. Bola atravessa a pequena área e sai pela linha de fundo.
  • 41 – Amarelo! Gabriel comete falta em Ortigoza.
  • 44 – Cruzeiro toca bola no meio de campo.
  • 45 – Wallyson vai à linha de fundo e cruza. Dentro da área, WP se enrosca coma bola e não consegue arrematar.
  • 47 – Cruzeiro segura bola na ponta esquerda.
  • 48 – Fim de jogo. Jogaço! Torcida faz festa. Raposão agradece a torcida. Cruzeiro dispara na liderança. Há 9 anos América não vence Cruzeiro. São sete derrotas e quatro empates.
  • Leo Simões: “Gol de zagueiro causa uma alegria muito grande. Com a camisa do Cruzeiro a alegria é ainda maior. Dedico o gol à minha família e à torcida do Cruzeiro.”
  • Cuca: “O América marcou muito, mas em nenhum momento foi desleal.”
  • Mauro Fernandes: No 1º tempo demos muitos espaços no meio de campo permitindo que Marquinhos Paraná e Leandro saíssem muito pro jogo. No 2º tempo, com a entrada de Silvy equilibramos. Com a saída de Irênio e Dudu e com o Cruzeiro explorando nosso lado esquerdo, ficou complicado.”

Vídeos

Melhores momentos.

Atuações

  • Fábio - O Xina exagerou na defesa do goleiro celeste: “O imbecil, pateta, idiota que acusar Fábio de falha no gol do Pomponzinho, quer mesmo é encher o saco. Deve estar de mal com a vida, não deve estar fazendo sexo…” Também não é pra tanto. Lá no Pé Vêrmei, onde o Véi Damas cansou de levar balaiada, os cornetas diriam: “Tinha pega, não, nenhum dos dois gols…” E não tinha mesmo. Méritos do Leandro Ferreira. Nos demais, lances, segurança absoluta.
  • Pablo - Como 3º beque ou como ala, cumpriu bem sua missão.
  • Leo Mineiro - Passou aperto com os meias e atacantes americanos no 1º tempo. No 2º, marcou um gol, o que não é pouco, e melhorou na marcação e no apoio.
  • Gil – Não deixou Fábio Jr. desacompanhado um segundo sequer. Nem mesmo no lance do 1º gol, que surgiu após uma rebatida que tinha o objetivo de impedir que a bola chegasse ao centroavante tricolor. O artilheiro do campeonato só conseguiu uma finalização de cabeça. No resto do tempo, ficou escondido no bolso do becão que, pela atuação no clássico, foi mais Bluegil do que Yellowgil.
  • Gilberto - Cometeu uma falta besta sobre Marcos no lance que deu origem ao 1º gol americano, mas também fez boas jogadas pela canhota. Ganhou a lateral-esquerda, embora não tenha fôlego pra 90 minutos.
  • Francisco Everton - Foi um ala, às vezes meia, que atacou com vontade. Como a ocasião exigia. Toma, Grêmio!
  • Marquinhos Paraná - Muitos torcedores enxergam lances do jogo. Poucos compreendem o que se passa no gramado. Pra maioria, MP errou por não ter derrubado Leandro Ferreira no 1º gol e por não ter colocado a barriga na frente da bola no 2º. Discordo deles. O americano deixou Roger na saudade, tabelou com Gil, deixou MP pra trás na carreira, e não foi contido por Pablo, tudo numa fração de segundo, antes de fuzilar o arco celeste. Habilidade. Ponto. E chutou uma bola com força e veneno no 2º gol. A gorducha pegou efeito e serpenteou. Sorte e competência. Se dois lances assim bastam pra execrar um jogador, nem Beckembauer estaria a salvo dos tapados. Mais valiosa é a análise de um profissional como Mauro Fernandes, treinador do América, que viu MP e Leandro engolindo o meio de campo de seu time. Foi o que aconteceu. MP saiu pro jogo, fez lançamentos, selecionou bem as jogadas e até cruzou bolas como se fosse ponteiro. E na defesa foi o responsável pelo primeiro combate enquanto Guerreiro ficava mais à frente da zaga. Taticamente, Paraná deu outra aula. Mas como não aplicou voadoras (só uma gravata pra desmanchar um contra-ataque), não deu carrinhos, nem pontapés, os adeptos do arranca-toco ficam magoados.
  • Leandro Guerreiro - Depois do gol de abertura, saiu algumas vezes para o ataque, ajudando a prensar o América em seu campo. No 2º tempo, ficou mais preso na proteção à zaga. Mesmo assim, teve de rezar para Silvy não desempatar numa bola que tomou nas costas. Lutou muito. Nisso ele é perfeito.
  • Roger Galera – Ótimo na armação, pouco contribuiu para a contenção como em outras partidas. Saiu por cansaço.
  • Wellington Paulista - Muita disposição, pouca iluminação. Em seu melhor momento, roubou uma bola na entrada da área, mas concluiu equivocadamente. Está buscando o gol que, por enquanto, não está fazendo falta. Quem sabe, o encontro com as redes acontecerá num momento de decisão? Um gol decisivo limparia sua barra com a torcida.
  • Montillo - Outra partida que fez lembrar Dirceu Lopes. Mobilidade, inteligência, rapidez de raciocínio. E amor à profissão. Desbancou o ET na galeria de ídolos do povo de Varginha.
  • Wallyson - Ponteiro que marca lateral. Lateral que joga como ponteiro. Na faixa direita, faz o que o chefe manda. Sua excelente atuação no 2º tempo, culminou com uma jogada pwerfeita nio gol da vitória.
  • Thiago Ribeiro - Anda fazendo gol de tudo quanto é jeito. Faltava um de nariz. Já não falta mais. Foi centroavante e ponta-esquerda com dedicação e inteligência tática. Saiu após levar uma canelada. Coisa de jogo.
  • Zé Ortigoza - Pouco tempo pra mostrar jogo, dedicou-se a prender a bola no fim da partida.
  • Cuca - Entrou com a formação que tem funcionado bem nos jogos mais difíceis, o 4-2-2-2, desta vez com dois atacantes de velocidade. Jamais se descuida da defesa, que conta com a volta de Wallyson e a proteção canina de Leandro Guerreiro. Marquinhos Paraná teve mais liberdade no clássico e correspondeu. Quando o América estava encurralado, mudou o esquema para o 4-2-1-3 e, com ele, chegou à vitória. Está de parabéns pela regularidade do time e por não fazer pouco caso do campeonato estadual, afinal título é que mata a sede do torcedor. E nem sempre um titulão é possível.
  • Torcida - Sensacional! Mobilizou-se pra receber o time, apoiou durante toda a partida, divertiu-se sem provocar baderna. ZZP, marque outros jogos em Varginha. E permita que se venda mais ingressos do que os parcos 13 mil do clássico.
  • Juiz & Bandeiras - Nenhum erro importante. Até no lance do gol de Thiago Ribeiro, o bandeira errou no que viu, mas acertou no que não viu.
  • Estádio Municipal de Varginha Dilzon Melo - Os perfeccionistas, pra não perder o costume, reclamaram do gramado. Besteira. Quem sabe joga em qualquer cancha. Pior foram os piques nas entrevistas coletivas dos treinadores. Alguma coisa não está funcionando no cabeamento do estádio. Mas importantes mesmo foram a alegria e a paz reinantes no clássico. Varginha passou a ser uma ótima opção para futuros jogos do Cruzeiro.
  • Globo (Rogério Correia, Bob Fernandes, Márcio Rezende de Freitas e repórteres da ADTV, de Varginha) – Maref viu impedimento de Thiago Ribeiro no lance do 1º gol. Hoje, retatou-se ao descobrir, no tira-teima, que Nando dava condição de jogo ao goleador celeste. Bob e Rogério estiveram sóbrios. Os repórteres locais fizeram belo trabalho nas entrevistas.
  • Itatiaia (Lélio Gustavo e Domingos Sávio Baião) – Baião viu impedimento de TR. Lélio, não. Baião valoriza muito e estica demais a exposição de números, que deveria ser mais objetiva. Lélio está se cuidando pra não se queimar demais com o torcedor cruzeirense. Mas estas são impressões apenas do pós-jogo, pois o rádio ficou desligado durante a partida.
  • América - Mauro Fernandes está de parabéns pelo time organizado e consciente que montou sem grandes investimentos. A bequeira é boa, sobressaindo-se o novato Otávio. No meio de campo, Irênio arma bem o jogo enquanto tem fôlego e Leandro Ferreira fez uma partidaça neste clássico. Fábio Jr, a estrela a da companhia, não teve folga com Gil. Dudu e Nando também trabalharam muito. Mas como não têm a qualidade de um Paraná, perderam a meiúca e, por ali, o Cruzeiro se impôs. Os laterais, Marcos e Jean Batista, e o atacante Luciano destoaram no bom conjunto tricolor.

O que foi dito

  • Cuca, treinador do Cruzeiro: Foi o melhor jogo do Campeonato. O América valorizou muito nossa vitória, fez grande jogo, foi um time guerreiro, marcador e rápido, que nos complicou muito. O público sai feliz com o que viu. Vencemos e isso nos encaminha muito bem para ser o 1º na classificação geral. O América marcou forte, mas em nenhum momento do jogo foi desleal. Os cartões foram distribuídos para ambos os lados. No 1º tempo, eu até pedi pro Emerson dar uma acalmada nos jogadores, mas ele foi muito melhor tentando acalmar no 2º tempo. As mudanças são fáceis de entender. Quem pensa com a cabeça do treinador vai entender, que pra ganhar o jogo com dois atacantes, não pode continuar com dois armadores como Roger e Montillo. Eles vão sentir, pois correm muito e não têm condição de correr 90 minutos no mesmo ritmo. Aí, a chance de tomar gol e perder é grande, quando o empate era positivo póis nos deixaria dependeríamos apenas de nós nas duas últimas partidas. A gente sabe quiando o jogador baixa o ritmo, como abaixou do Roger. Ele não precisa pedir para sair, a gente sente e muda. Depois da saída dele, a equipe encorpou de novo. Eu tinha a opção até de tirar o Montillo, mas este cara está sendo tão guerreiro que chega a emocionar a gente. Não reclama de nada, não fala nada, tem a tendinite e não fica fora nem do treino e tem um filho de 1 ano que está na UTI. Ele foi premiado no final com um gol para o filho dele. A gente fica muito contente e feliz de saber que tem jogadores assim. Muitas pessoas nem trabalhariam em um momento desses, pra cuidar do filho. E ele está junto conosco, vai daqui direto para o Paraguai e sem baixar a guarda. Ele foi premiado por Deus com o gol no final. Sinceramente eu não sei se eu teria uma capacidade igual ele está tendo. Não sei se estivesse nesta situação, estaria aqui hoje. O cara é muito profissional, isso tem que ser enaltecido. Não há palavras pra descrever, só quem passa por situação assim sabe o quanto é difícil buscar a concentração que este rapaz está buscando pra jogar.
  • Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: O jogo foi equilibrado. O Cruzeiro criou bem mais oportunidades O América saiu na frente, mas graças a Deus aquele gol ali no finalzinho do 1º tempo deixou nossa equipe mais tranquila. Pelo que a gente produziu no 1º tempo, tínhamos a certeza de que, voltando para o 2º com a mesma postura, teríamos grandes chances de vencer o jogo. O gramado não ofereceu muitas condições pra um time mais técnico como o nosso, mas conseguimos superar isso e fazer um grande jogo. Estamos com um jogo a mais do que o América, mas temos seis pontos de vantagem. Tenho certeza que no mata-mata isso pode fazer a diferença a favor do Cruzeiro. Então, vamos manter o mesmo ritmo pra vencer os dois jogos que faltam, pra garantirmos o 1º lugar. Tomei uma solada na canela e dói muito. Não estava conseguindo nem apoiar o pé no chão, de tanta dor, mas passou uns 10 minutos e a dor sumiu. Agora está tranquilo e não preocupa mais.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: O gol foi dedicado a meu filho, que esteve internado, passando mal. Deixo um beijo para ele.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: A gente sempre quer o 1º lugar pra jogar com a igualdade em dois jogos, mas aí já sai da nossa responsabilidade saber quem será o adversário. Quem se classificar será difícil, será candidato ao título.
  • Leo Simões, beque do Cruzeiro: Nosso objetivo é vencer os jogos. Ainda faltam dois. O mata-mata é uma competição diferente, são jogos diferentes, temos de ir trabalhando pra isso.
  • Leandro Guerreiro, volante do Cruzeiro: Até aqui, está sendo excelente, mas não podemos ficar até aqui, temos de continuar dando sequência ao trabalho, porque se começar a perder não vai adiantar nada, então a gente tem de continuar trabalhando com humildade, tranquilidade, sem salto alto, respeitando os adversários, mas buscando sempre a vitória e os nossos objetivos.
  • Dimas Fonseca, Diretor de Futebol do Cruzeiro: Isso é fantástico [mobilização da torcida]. A gente fica feliz. Quando chegamos ao hotel, tinha muita gente. Hoje pela manhã, na saída para o estádio também. E isso demonstra o tanto que o Cruzeiro é querido, nas mais diversas regiões de Minas Gerais.
  • Rodrigo Fuscaldi, no GloboEsporte.Com: Um grande jogo. Essa é a definição da partida entre América-MG e Cruzeiro, realizada no estádio Melão, em Varginha, válida pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. As equipes buscaram a vitória desde o início, e o placar de 3 a 2 a favor da equipe celeste fez justiça ao time que se apresentou mais ao ataque. O América-MG também fez um bom jogo, mas, em determinados momentos, deixou o parte ofensiva de lado. Os gols do Cruzeiro foram marcados por Thiago Ribeiro, Léo e Montillo. O Coelho descontou com Leandro Ferreira, duas vezes. A torcida que lotou o estádio viu uma partida muito movimentada, repleta de alternativas no placar. Mas viu principalmente a grande partida de Montillo. O argentino foi o grande maestro da equipe e responsável direto pelos três pontos conquistados. O Cruzeiro teve mais posse de bola e mais presença no ataque, mas o América-MG, com um futebol de muita consciência, equilibrou a partida e também teve chances de vencer. Com o resultado, o Cruzeiro se manteve na liderança, com 22 pontos ganhos, matematicamente classificado para as semifinais. Já o Coelho caiu para a quarta posição, com 16, atrás também de América TO e Atlético-MG, segundo e terceiro colocados respectivamente.
  • Mauro Fernandes, treinador do América: Alguns jogadores nossos que estavam acostumados a desequilibrar não estiveram tão felizes hoje, mas no âmbito geral o América mostrou que tem força, que tem condições de brigar pelo título, pois jogamos com igualdade com o Cruzeiro. Sabemos da potencia do Cruzeiro, que no âmbito nacional é a equipe de melhor campanha. Estão de parabéns os jogadores do América, pois em momento algum se omitiram de atuar de igual para igual com o Cruzeiro. Temos chances de fazer uma grande campanha, não é uma derrota hoje que vai fazer o América desistir do título. Hoje, a equipe tem a tendência de jogar futebol. Atletas que tempos atrás eram apontados como viris, acusados de darem pancadas, hoje estão voltados pra jogar futebol. Com a ciência que eles têm hoje, jogam futebol e não fazem faltas, não é uma equipe violenta e estamos mostrando isso em campo. Isto mostra a força do América neste ano e essa força vai aumentar ainda mais no próprio Mineiro, onde a gente vai brigar pelo título, não só por classificação. O torcedor do América pode sair daqui feliz. No 1º tempo, deixamos muito espaço para o Cruzeiro, deixando sempre o Marquinhos Paraná e Leandro saírem com a bola, com isto passamos a nos defender muito e ali perdemos o domínio da partida. No 2º tempo, com a entrada do Silvy equilibramos a partida, maS quando estávamos melhor tomamos gol. Não nos abatemos e conseguimos logo em seguida o gol de empate. Depois o Cruzeiro desequilibrou explorando nosso lado esquerdo, principalmente, depois da saída do Dudu.
  • Cuné, no PHD: O pai do Valentin e do Santino matou o jogo. E o WP não consegue falar nada a não ser tentar explicar sua má fase. Lamentável. Mas o que importa hoje foi o poder de superação do time. Não desistiu enquanto a vitória não veio. Dizem que o Wallysson não faz gol a não sei quantos jogos, mas será que alguém sabe quantos gols ele serviu de bandeja? Ótima vitória, espetacular!!!
  • Cláudio Lemos, no PHD: Jogo muito bom, ótima vitoria, mas que o Paraná não foi bem no jogo de hoje não foi. E daí? Nenhum jogador tem obrigação de jogar bem sempre. Ele falhou no primeiro gol e tirou o corpo da bola no segundo. Foi mal mesmo, mas isto faz parte do futebol. Agora o imbecil, pateta, idiota que falar que Fábio falhou no gol do Pompomzinho quer mesmo é encher o saco, deve estar de mal com a vida, não deve estar fazendo sexo.
  • Marco Soalheiro, no PHD: Vitória importantíssima para premiar a insistência do time em atacar do início ao fim. Cuca tem tido estrela nas modificações. Montillo e Roger arrebentaram com o jogo, Gil marcou muito bem o Fábio Jr. e o Wallyson cresceu demais quando passou a jogar aberto na ponta direita. O elenco tem boas opções, faltando ainda só achar aquele “matador”. Mas não podemos nos iludir. Pra ganhar a competição, que é o que nos interessa, teremos de jogar no limite sempre e não será fácil.

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas
  • Sportv