Alexandre Mattos

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
Alexandre Mattos.png

Histórico

Alexandre Mattos foi diretor de futebol do Cruzeiro. Teve seu nome anunciado no dia 3 de março de 2012[1][2]. Estava a 5 anos como diretor do América-MG.

Depois de quase 2 anos no Cruzeiro, anunciou sua saída no dia 9 de dezembro de 2014. Foi um dos reponsáveis pela montagem do elenco do Cruzeiro 2013, 2014 e parte do planejamento de 2015.

No dia 23 de dezembro de 2019 recebeu um convite de Gestor do Futebol para voltar ao Cruzeiro e ajudar na restruturação do clube em 2020. Mattos estava viajando no exterior, após ser demitido no Palmeiras, e antecipou sua volta para o dia 6 de janeiro de 2020, mesma data da apresentação dos jogadores para a temporada[3][4]. No dia 27 de dezembro, Pedro Lourenço disse ter conversado com Alexandre e que conversariam quando ele retornasse ao Brasil[5].

2013


Entrevista a Rádio Guerreiro dos Gramados

No dia 25 de novembro Alexandre participou do Guerreiros em Debate. O Diretor de Futebol do Cruzeiro, conversou sobre: manutenção do elenco para 2014, Cruzeiro forte em todas as competições, contratação de Alex, vinda de Fred, especulações sobre Marlone, pessoas querendo atrapalhar o Cruzeiro e manchar sua conquista, apoio do torcedor e muito mais

Link para a entrevista a Rádio Guerreiro dos Gramados.

2014

Entrevista ao Globoesporte.com

O dirigente, que foi apelidado de Alexandre Mittos pela torcida, revelou à reportagem do GLOBOESPORTE.COM como começou sua carreira dentro do futebol e como chegou até o Cruzeiro. O dirigente entrou em detalhes de como funciona o processo de contratação de jogadores dentro do clube celeste e ponderou se considera mais importante o dinheiro ou lábia na hora de uma negociação. Mattos ainda falou sobre o preço do atual elenco celeste e qual foi a contração mais difícil neste um ano e meio como funcionário do Cruzeiro.

Link para a entrevista completa

Suspensão

  • No dia 28 de maio, Alexandre Mattos foi suspenso por 120 dias por conta de críticas contra a auxiliar Fernanda Colombo. O Cruzeiro ainda foi punido com uma multa de R$ 500,00.
Entrevista ao Globoesporte.com após suspensão

O dirigente cruzeirense afirmou que evoluiu e aprendeu com os próprios erros durante o tempo em que esteve suspenso e acredita que está mais maduro. Nesta conversa, Alexandre Mattos também falou sobre um possível interesse do Flamengo em seu trabalho, saída de jogadores e permanência de Marcelo Oliveira no comando do Cruzeiro, pedido de desculpas à Fernanda Colombo e a excelente relação que tem com a torcida azul.

Link para a entrevista completa

De partida?

A possibilidade de saída do diretor de futebol que, ao lado do técnico Marcelo Oliveira, foi o responsável direto pela formação do elenco bicampeão brasileiro começou após uma reunião na manhã do dia 5 de dezembro com o presidente Gilvan de Pinho Tavares, quando Alexandre Mattos teve reivindicações recusadas e ficou ainda mais inclinado a aceitar a oferta para comandar o futebol do Palmeiras nas próximas temporadas. [6]

No dia 6 de dezembro, o diretor de futebol Alexandre Mattos não confirmou a sua saída do Cruzeiro. Eram fortes os rumores de que anunciaria seu desligamento do clube, após o jogo festivo contra o Fluminense, no Mineirão, quando a Raposa receberá o troféu de Campeão Brasileiro, pelo segundo ano consecutivo. Mais do que isso, pessoas ligadas ao dirigente davam como certa a sua saída para o Palmeiras. No entanto, Mattos preferiu deixar o futuro em aberto:

"Este momento é de muita festa. Eu estou eufórico para ver a torcida do Cruzeiro. Aquelas 200 mil pessoas em carreata, o estádio lotado. Este é o momento. Desvirtuou um pouquinho porque teve aquela reunião com o presidente (Gilvan de Pinho), eu devo ter de 20 a 30 reuniões com o presidente por mês. Não tem nada fora do normal. O que tem são situações que vão se falar e vão se ajustar nos próximos dias, entradas, saídas, movimentações de atletas, de comissão técnica, de direção. Caso aconteça, será de maneira natural. Não estou e jamais estaria desempenhando esse papel, se estivesse focado em situação de querer aumento salarial. Não me permitiria escutar outros times do Brasil, e isso exijo de atletas e de agentes, sem falar primeiro com o presidente (do Cruzeiro)" – disse o diretor à rádio Itatiaia. [7]

No dia 9 de dezembro, em entrevista coletiva, Alexandre Mattos confirmou[8][9] sua saída do Cruzeiro. O dirigente cumpriu seu contrato até o dia 31 de dezembro, e o destino foi mesmo o Palmeiras, apesar de Mattos garantiu que não estava acertado com nenhuma outra equipe. Alexandre evitou entrar em detalhes, revelou que pensava até na vida fora do futebol e comentou sobre a negociação com o presidente do Cruzeiro, que queria cobrir qualquer proposta pelo dirigente.

Ler também: O fim da 'era Mattos' na Toca: perda de autonomia e conclusão de negociações

Ver anexo: Leia Entrevista após a saida no dia 23 de dezembro

2020

Chegou em Belo Horizonte no dia 5 de janeiro para se reunir com a diretoria e acertar sua volta ao clube. Informou que tinha aceitado uma propósta do Reading FC da Inglaterra[10] mas que ajudar o clube voluntariamente até conseguir o visto de trabalho que demoraria entre 60 e 90 dias[11].

No dia 9 de janeiro, apenas 4 dias após chegar, anuncia sua saída após a saída de Pedro Lourenço[12][13] que o trouxe ao clube.

Vídeos

2012

Apresentação como diretor em Março
Mattos fala sobre investida ao Fábio em Maio
Sobre a vinda do Alex em Outubro

2013

Outubro

Primeiro Bloco Entrevista para os Donos da bola 30/08
Segundo Bloco Entrevista para os Donos da bola 30/08
Terceiro Bloco Entrevista para os Donos da bola 30/08

Títulos

Prêmios individuais

  • Melhor diretor de futebol do ano: 2013 e 2014 [14]

Referências