Abel Carlos da Silva Braga

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de Abel Braga)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Abel Braga atuou como jogador e como treinador do Cruzeiro.

Como treinador[editar]

[edit]

Abel Braga.png
Abel Braga
Números totais
Número de jogos 14
Vitórias 3
Empates 8
Derrotas 3
Gols pró 10 (média: 0.71 )
Gols contra 11 (média: 0.79 )
Aprov. em pontos 40,48%
Aprov. de vitórias 21,43%
Último jogo considerado
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo CSA.png CSA - 28/11/2019
Substituiu Foi substituido por

2019 Rogério Ceni Adilson Batista 2019

Histórico[editar]

O treinador Abel Braga foi anunciado[1][2][3] no dia 27 de setembro de 2019. O contrato vai até o final de 2020 e não tem multa. Veio substituindo Rogério Ceni.

No dia seguinte ao seu anúncio, foi apresentado na Toca da Raposa II. Como a apresentação aconteceu em um Sábado, ficou a dúvida se haveria tempo hábil para o treinador estar no banco na partida seguinte do Cruzeiro que aconteceria na Segunda-feira. O registro no BID saiu horas antes do jogo e o treinador fez sua estreia na derrota por 1x0 contra o Goiás pelo Campeonato Brasileiro 2019.

Mesmo tendo conseguido uma sequência de 11 jogos sem perder, a quantidade de empates (7) com a baixa quantidade de gols culminou na entrega do cargo após duas derrotas, no dia 29 de novembro[4][5] após a derrota no Mineirão para o CSA por 1x0. O resultado manteve o Cruzeiro na zona de rebaixamento e aumentou a chance de rebaixamento para mais de 75%[6]. Na coletiva que anunciou sua saída foi anunciada a volta de Adilson Batista.

Estatísticas ano a ano[editar]

Ano Jogos Vitórias Empates Derrotas Aprov. Gols pró Gols contra Saldo de gols
2019 14 3 8 3 40,48% 10 11 -1

Confrontos como técnico adversário[editar]

Enfrentou o Cruzeiro 31 vezes: 9 V, 10 E, 12 D

Jogos[editar]

  1. Cruzeiro 3x0 Botafogo - 07/04/1985 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Taça de Ouro 1985
  2. Santa Cruz 0x0 Cruzeiro - 04/10/1987 - (Arruda / Recife) - Copa Brasil 1987
  3. Cruzeiro 0x0 Internacional - 29/01/1989 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Copa Brasil 1988
  4. Internacional 2x0 Cruzeiro - 01/02/1989 - (Beira-Rio / Porto Alegre) - Copa Brasil 1988
  5. Internacional 2x0 Cruzeiro - 29/11/1995 - (Arena Condá / Chapecó) - Campeonato Brasileiro 1995
  6. Cruzeiro 0x0 Atlético-PR - 27/07/1997 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 1997
  7. Coritiba 2x2 Cruzeiro - 15/08/1999 - (Couto Pereira / Curitiba) - Campeonato Brasileiro 1999
  8. Cruzeiro 5x2 Paraná Clube - 07/11/1999 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 1999
  9. Paraná Clube 1x2 Cruzeiro - 19/02/2000 - (Pinheirão / Curitiba) - Copa Sul-Minas 2000
  10. Cruzeiro 1x1 Paraná Clube - 23/02/2000 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Copa Sul-Minas 2000
  11. Cruzeiro 1x1 Atlético-MG - 28/02/2001 - (Ipatingão / Ipatinga) - Copa Sul-Minas 2001
  12. Cruzeiro 1x1 Atlético-MG - 03/03/2001 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Mineiro 2001
  13. Atlético-MG 1x3 Cruzeiro - 10/03/2001 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Copa Sul-Minas 2001
  14. Botafogo 3x0 Cruzeiro - 28/10/2001 - (Boca do Jacaré / Taguatinga) - Campeonato Brasileiro 2001
  15. Cruzeiro 4x1 Atlético-PR - 09/11/2002 - (Independência / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2002
  16. Cruzeiro 3x0 Ponte Preta - 13/04/2003 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2003
  17. Ponte Preta 1x3 Cruzeiro - 17/08/2003 - (Estádio Moisés Lucarelli / Campinas) - Campeonato Brasileiro 2003
  18. Fluminense 2x1 Cruzeiro - 08/05/2005 - (Raulino de Oliveira / Volta Redonda) - Campeonato Brasileiro 2005
  19. Cruzeiro 2x6 Fluminense - 07/09/2005 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2005
  20. Internacional 1x1 Cruzeiro - 28/05/2006 - (Beira-Rio / Porto Alegre) - Campeonato Brasileiro 2006
  21. Cruzeiro 2x1 Internacional - 05/10/2006 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2006
  22. Internacional 1x0 Cruzeiro - 10/11/2007 - (Beira-Rio / Porto Alegre) - Campeonato Brasileiro 2007
  23. Cruzeiro 1x2 Fluminense - 07/09/2011 - (Parque do Sabiá / Uberlândia) - Campeonato Brasileiro 2011
  24. Cruzeiro 1x1 Fluminense - 15/08/2012 - (Independência / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2012
  25. Fluminense 0x2 Cruzeiro - 18/11/2012 - (Engenhão / Rio de Janeiro) - Campeonato Brasileiro 2012
  26. Internacional 1x3 Cruzeiro - 25/05/2014 - (Estádio Francisco Stédile / Caxias do Sul) - Campeonato Brasileiro 2014
  27. Cruzeiro 2x1 Internacional - 04/10/2014 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2014
  28. Fluminense 1x1 Cruzeiro - 20/07/2017 - (Giulite Coutinho / Mesquita) - Campeonato Brasileiro 2017
  29. Cruzeiro 3x1 Fluminense - 12/11/2017 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2017
  30. Fluminense 1x0 Cruzeiro - 22/04/2018 - (Maracanã / Rio de Janeiro) - Campeonato Brasileiro 2018
  31. Flamengo 3x1 Cruzeiro - 27/04/2019 - (Maracanã / Rio de Janeiro) - Campeonato Brasileiro 2019

Entrevistas e coletivas[editar]

Vídeo[editar]

Apresentação
Coletiva da saída

Coletivas[editar]

Como Jogador[editar]

[edit]

Abel Braga
Icone-Jogador-Cruzeiro.png
Informações pessoais
Nome completo Abel Carlos da Silva Braga
Data de nasc. 01/09/1952 (68 anos)
Local de nasc.

Rio de Janeiro

Altura 1.90m
Posição Zagueiro
Jogos 27 (Oficais: 26 / Amistosos: 1)
Gols 4
Elenco atual? Não
Primeiro jogo
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Valeriodoce.png Valeriodoce - 05/07/1981
Primeiro Gol
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Caldense.png Caldense - 07/10/1981
Último jogo considerado
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 2x2 Escudo Democrata-SL.png Democrata-SL - 10/07/1982


Histórico[editar]

Foi anunciado no dia 10 de junho de 1981 como o reforço para a zaga cruzeirense. O jogador estava no Paris Saint-Germain, da França. Custou US$ 100 mil ao Cruzeiro.

No dia 17 de junho assina contrato por dois anos e salários mensais de Cr$ 300 mil. Foi um dos reforços do time chamado de legião estrangeira, por ter sido o primeiro na história do clube a ser formado, em sua maioria, por jogadores com origem em outros estados. Sua documentação chegou no dia 26 de junho da França quando foi então regularizado na Federação Mineira e na Confederação Brasileira de Futebol.

Fez sua estreia no dia 5 de julho no empate em 1 a 1 contra o Valério, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Leva cartão vermelho, aos 34 minutos, ao agredir o atacante Luiz Carlos, do Valério, com uma cabeçada. Abel era carismático e conquistava a torcida pela sua garra e dedicação em cada jogo. Com 1,90m de altura dominava o jogo aéreo, mas também tinha um excelente senso de cobertura dos laterais.

Abel reclama de muitas dores e o departamento médico decide operar os meniscos do joelho esquerdo do jogador no dia 14 de julho. A cirurgia é feita três dias depois. O jogador retorna ao hospital para a retirada dos pontos, em 24 de julho, e a previsão para a sua volta aos gramados é de 60 dias.

No dia 27 de setembro retornou ao time, no empate em 1 a 1 contra o Uberlândia, no Mineirão, pelo Estadual. Entrou no segundo tempo na vaga de Mundinho. O treinador Didi preferiu lançá-lo por alguns minutos, em alguns jogos, até recuperar a condição física.

Jogou os 90 minutos, pela primeira vez, desde que chegou ao Cruzeiro, na vitória por 2 a 0 sobrea Caldense, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Assim que retornou da contusão passou a jogar de quarto-zagueiro ao lado de Wagner, na vaga do garoto Luiz Carlos Teixeira. No Cruzeiro estava jogando com mais técnica e Abel credita isso ao período que jogou de líbero no PSG: “_ganhei mais noção de espaço e cobertura”.

Levou o segundo cartão vermelho em sua passagem pelo clube, no empate em 1 a 1, contra o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro.

Marca seu primeiro gol com a camisa cruzeirense no empate em 3 a 3, contra o América-MG, no Mineirão, pelo Estadual. Foi o gol do empate aos 89 minutos. Era considerado pelo lateral-direito, Nelinho, como o doping do time, que andava desanimado. Sobre Abel, o treinador Didi disse: “_quando penso em dar uma orientação a um garoto, o Abel já conversou com ele. O capitão do time é o Nelinho, mas quem orienta os jogadores é o Abel”

No dia 18 de novembro é julgado pelo TJD pelos cartões vermelhos e por ser reincidente é punido com três jogos de suspensão.

Marca o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Desportiva, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado evitou a saída precoce do time no Brasileirão. Foi válido pela “repescagem” por uma das vagas da segunda fase.

No dia 3 de maio de 1982 é liberado para treinos com bola. O jogador passou a sofrer uma tendinite, após a eliminação no Campeonato Brasileiro. Ficou fora do time em toda a disputa do torneio pela “Taça dos Campeões”.

No dia 10 de julho o PSG protesta, junto a FIFA, exigindo US$ 100 mil que o Cruzeiro devia, como parte do pagamento do passe de Abel. A diretoria cruzeirense entra em acordo com a do Botafogo para ceder Abel. No entanto, somente liberaria o jogador, após a excursão à Europa, em agosto.

Marca seu último gol com a camisa estrelada no empate em 2x2, contra o Democrata-SL, no Mineirão, pelo Estadual. Após o jogo, no vestiário, discutiu acirradamente com o treinador Yustrich. Foi seu último jogo com a camisa cruzeirense, também. Ao todo foram 29 jogos e três gols com a camisa estrelada. Foi expulso três vezes. A Taça Minas Gerais, que correspondia a primeira fase do Estadual de 1982, acabou sendo o único título de Abel pelo Cruzeiro.

Dia 11 de julho O treinador Yustrich pede desculpas a Abel alegando estar inconformado com o resultado. A tendinite volta a incomodar o jogador que desfalca a equipe nos jogos seguintes.

No dia 23 de julho Abel se desentende com torcedores que assistiam ao treino nas arquibancadas da Toca da Raposa. Chegou a agredir um deles, mas após o treino pediu desculpas e prometeu uma camisa ao torcedor.

No dia 24 de julho Recuperado da tendinite, Abel exige que o treinador Yustrich volte a escalá-lo na equipe titular contra o Uberaba, no Mineirão, pelo Estadual. Mas o treinador discorda e mantém Zezinho Figueroa e Ozires.

No dia 2 de agosto Botafogo, Cruzeiro e Abel entramem acordo. O Cruzeiro transferea dívida de US$ 100 mil com o PSG para o alvinegro carioca, que também fica com a opção de compra ao final do empréstimo. 3 dias depois, já no Rio, Abel comentou sobre sua relação com o treinador do Cruzeiro: “_Não dava pra aguentar figuras como o Yustrich. Ele nos mandava ajoelhar e rezar nos vestiários pra pedir vitórias, mas eu estou acostumado a ganhar jogos com o meu suor e nunca aceitei isso”.

Números por ano[editar]

    Lista está ordenada por número de jogo. Clique nas setas para mudar ordenação
    Ano Jogos Titular Reserva Cartões Amar. Cartão amarelo recebido aos Cartões Verm. Cartão vermelho recebido aos Gols Gol aos do Banco
    1981 14 11 3 0 2 2 0
    1982 13 13 0 1 1 2 0

Títulos[editar]

Fonte[editar]

Referências[editar]