Temporada 2014

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de 2014)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Nota: Este artigo é sobre a temporada do Cruzeiro no futebol. Para a do vôlei, veja: Temporadas do Vôlei

← Temporada 2013 Icone-Calendario.png Temporada 2015


Resumo da temporada

Campeão estadual, brasileiro que mais avançou na Libertadores, finalista da Copa do Brasil e campeão brasileiro. Foi um ano especial para o Cruzeiro, até mais do que 2013, quando a Raposa já havia levado o Brasileirão. A temporada que chega ao fim teve Marcelo Moreno goleador, Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro na seleção brasileira e o elenco celeste mostrando ainda mais força, liderando o Brasileirão por 33 rodadas seguidas.

Ainda assim, nem tudo foram flores. O principal revés foi a eliminação nas quartas de final da Libertadores, para o San Lorenzo. Além disso, houve derrotas incômodas, como diante do Flamengo, no Maracanã, e os clássicos perdidos para o Atlético-MG - foram quatro no ano, sendo dois na final da Copa do Brasil.

Deu certo

O atacante Marcelo Moreno foi a principal contratação do Cruzeiro para 2014. Chegou com moral pelo passado com a camisa celeste, com a qual foi artilheiro da Libertadores em 2008, e já com status de ídolo. No entanto, vinha de um ano em baixa no Flamengo. No Rio, não emplacou e passou a maior parte da temporada no banco. Moreno reencontrou o bom futebol no Cruzeiro e foi o artilheiro do time no Brasileirão, com 15 gols. Para 2015, o futuro do atacante na Toca segue incerto.

Deu errado

Apesar do ano vitorioso do Cruzeiro, é possível encontrar problemas. Um exemplo foi a participação de jogadores renomados, como Borges, Júlio Baptista, Dagoberto e Tinga. Pelo menos dentro de campo, esses quatro ajudaram pouco. Borges praticamente não jogou; passou o ano tentando voltar de lesões sucessivas. Tinga também foi pouco aproveitado e terminou a temporada se recuperando de uma fratura séria na perna. Dagoberto e JB até tiveram um número de participações considerável, mas foram pouco decisivos, principalmente o segundo.

O cara

Se em 2013 o destaque do Cruzeiro foi Éverton Ribeiro, em 2014 o posto parece ter ficado com Ricardo Goulart. Os 14 gols marcados no Brasileirão renderam ao meia até uma convocação para a seleção brasileira. Goulart viveu a melhor temporada da carreira e foi um dos principais responsáveis por levar o time mineiro à conquista do segundo Brasileiro seguido.

A revelação

Alisson já estava nos profissionais desde 2013, mas foi em 2014 que deixou de ser uma promessa e virou realidade. Após a Copa do Mundo, o jogador de 21 anos se tornou titular e foi decisivo em várias partidas. O ano só não foi melhor para ele porque uma lesão o tirou da reta final da temporada, inclusive a decisão da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG. Foi contra o rival que o meia marcou seu mais belo gol pelo Cruzeiro.

A vitória

O título brasileiro foi sacramentado diante do Goiás, no Mineirão. No entanto, foi apenas uma formalidade, após a grande vitória sobre o Grêmio, na rodada anterior, em Porto Alegre. Depois de passar sete anos sem vencer o Tricolor gaúcho no Sul, o Cruzeiro conseguiu uma virada improvável. Foi atropelado no primeiro tempo, numa atuação para comemorar ter ido para o intervalo perdendo por 1 a 0. Na etapa final, no entanto, o time foi outro. Com gols de Goulart e Ribeiro, venceu e chegou aos 73 pontos, número que nenhum outro concorrente conseguiu.

O golaço

O Cruzeiro fechou 2014 com estilo. O último gol do ano, na partida em que se celebrava a conquista do Brasileirão, foi uma pintura de Marcelo Moreno, de voleio, na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense. O curioso é que o boliviano já havia marcado de voleio contra os tricolores no primeiro turno. O segundo, no entanto, foi ainda mais plástico.

A decepção

Embora tenha sido o brasileiro que mais avançou, no Cruzeiro é comum o discurso de que a saída da Libertadores foi precoce. A queda para o San Lorenzo não foi bem digerida, mesmo que os argentinos tenham sido campeões. Após derrota por 1 a 0 em Buenos Aires, o time celeste não conseguiu passar de um empate por 1 a 1, no Mineirão. Levou um gol logo no início, se abalou e teve força apenas para um gol. A eliminação na competição continental foi mais lamentada até que a queda para o rival Atlético-MG na final da Copa do Brasil.[1]

Geral

Mando de Campo Jogos Vitórias (aprov.) Empates Derrotas Gols
Feitos
Gols
Sofridos
Saldo de
Gols
Média de
gols
Média de
gols sofridos

Geral 76 48
(63,16%)
16 12 141 68 73 1,86 0,89
Mandante 36 27
(75,00%)
6 3 78 26 52 2,17 0,72
Visitante 35 16
(45,71%)
10 9 47 37 10 1,34 1,06
Amistosos 5 5
(100,00%)
0 0 16 5 11 3,20 1,00

Jogos Treino

Números de jogos treino não são considerados em nenhuma das estatísticas.

Artilharia

- Jogador Gols Gol aos do
Ricardo Goulart 24
Marcelo Moreno 24
Júlio Baptista 12
Willian 11
Dagoberto 9
Éverton Ribeiro 9
Bruno Rodrigo 6
Alisson 5
Dedé 5
10º Léo 5
11º Marlone 4
12º Marquinhos 4
13º Nilton 3
14º Henrique 2
15º Souza 2
16º Samudio 2
17º Borges 2
18º Manoel 2
19º Lucas Silva 2
20º Egídio 2
21º Mayke 1
22º Hugo Ragelli 1
- Gols contra aos do 0

Estatísticas

Nome Jogos
oficiais
Tit. Res. Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos Amist.
Fábio 67 67 0 3 0 4
Willian 56 35 21 11 0 5
Éverton Ribeiro 54 53 1 7 0 5
Marcelo Moreno 52 41 11 0 1 5
Henrique 51 47 4 11 0 4
Ricardo Goulart 50 47 3 3 0 5
Egídio 48 46 2 7 0 5
Lucas Silva 48 45 3 9 0 5
Dedé 46 46 0 12 0 2
Mayke 45 35 10 4 0 2
Léo 43 41 2 3 0 5
Dagoberto 42 18 24 6 0 0
Nilton 41 27 14 5 1 3
Ceará 40 36 4 5 0 5
Júlio Baptista 39 24 15 2 0 4
Bruno Rodrigo 33 32 1 4 1 0
Marlone 30 13 17 1 0 5
Samudio 24 18 6 10 1 5
Alisson 23 9 14 3 0 4
Willian Farias 21 8 13 3 0 3
Borges 19 9 10 0 0 0
Marquinhos 18 16 2 3 0 4
Manoel 17 16 1 1 0 5
Souza 16 11 5 2 0 0
Tinga 13 7 6 3 0 4
Luan 11 7 4 2 2 0
Élber 11 4 7 1 0 0
Rodrigo Souza 8 7 1 2 0 0
Wallace 7 7 0 2 0 0
Eurico 5 1 4 0 0 1
Neilton 4 2 2 0 0 1
Elisson 3 3 0 0 0 1
Judivan 2 0 2 0 0 0
Martinuccio 1 0 1 0 0 0
Alex Flávio 1 1 0 0 0 0
Bruno Edgar 1 1 0 0 0 0
Hugo Ragelli 1 0 1 0 0 0
Breno Lopes 1 0 1 0 0 0
Rafael 1 1 0 0 0 2

Público e Renda

Motivo Jogo Público pagante Renda Bruta Renda Líquida
(com sócio)
Renda Líquida
(sem sócio)
% Bruto/líquido Ingresso médio
Mineiro Escudo URT.png URT 11.843 R$ 409.109,00 R$ 262.480,62 R$ 47.264,93 64,16% R$ 34,54
Mineiro Escudo Villa Nova-MG.png Villa Nova-MG 8.074 R$ 229.715,00 R$ 125.541,30 R$ -51.944,76 54,65% R$ 28,45
Mineiro Escudo América-MG.png América-MG 12.571 R$ 628.050,00 R$ 255.426,95 R$ 11.701,95 40,67% R$ 49,96
Mineiro Escudo Guarani-MG.png Guarani-MG 6.304 R$ 174.965,00 R$ 98.807,77 R$ -44.552,23 56,47% R$ 27,75
Libertadores Escudo Universidad de Chile.png Universidad de Chile[nota 1] 27.575 R$ 957.725,00 R$ 670.407,50 R$ 0,00 70,00% R$ 34,73
Mineiro Escudo Minas Futebol.png Minas Futebol 9.444 R$ 309.065,00 R$ 215.575,67 R$ 51.550,67 69,75% R$ 32,73
Mineiro Escudo Tupi.png Tupi 11.624 R$ 358.095,00 R$ 247.445,93 R$ 21.520,93 69,10% R$ 30,81
Libertadores Escudo Defensor.png Defensor[nota 1] 37.310 R$ 1.284.320,00 R$ 899.024,00 R$ 0,00 70,00% R$ 34,42
Mineiro Escudo Boa Esporte.png Boa Esporte 12.587 R$ 404.785,00 R$ 275.495,29 R$ 42.955,29 68,06% R$ 32,16
Libertadores Escudo Real Garcilaso.png Real Garcilaso[nota 1] 42.775 R$ 1.706.160,00 R$ 1.194.312,00 R$ 0,00 70,00% R$ 39,89
Mineiro Escudo Atlético-MG.png Atlético-MG 48.818 R$ 2.322.088,00 R$ 1.467.902,12 R$ 792.775,00 63,21% R$ 47,57
Libertadores Escudo Cerro Porteño.png Cerro Porteño[nota 1] 36.583 R$ 1.213.445,00 R$ 849.411,50 R$ 0,00 70,00% R$ 33,17
Brasileiro Escudo São Paulo.png São Paulo 17.530 R$ 635.780,00 R$ 447.974,54 R$ 445.314,54 70,46% R$ 36,27
Libertadores Escudo San Lorenzo.png San Lorenzo[nota 1] 41.986 R$ 2.678.157,50 R$ 1.874.710,25 R$ 0,00 70,00% R$ 63,79
Brasileiro Escudo Coritiba.png Coritiba 11.603 R$ 378.245,00 R$ 259.080,32 R$ 38.380,32 68,50% R$ 32,60
Brasileiro Escudo Sport.png Sport 13.679 R$ 403.720,00 R$ 289.222,52 R$ -1.452,48 71,64% R$ 29,51
Brasileiro Escudo Flamengo.png Flamengo 10.283 R$ 323.060,00 R$ 242.505,48 R$ 242.505,48 75,07% R$ 31,42
Brasileiro Escudo Vitória.png Vitória 24.156 R$ 970.604,00 R$ 764.244,83 R$ 127.680,83 78,74% R$ 40,18
Brasileiro Escudo Figueirense.png Figueirense 21.190 R$ 926.038,00 R$ 731.861,84 R$ 184.908,84 79,03% R$ 43,70
Brasileiro Escudo Santos.png Santos 39.215 R$ 2.047.658,00 R$ 1.650.912,84 R$ 643.364,84 80,62% R$ 52,22
Brasileiro Escudo Grêmio.png Grêmio 32.294 R$ 1.413.807,00 R$ 1.115.219,12 R$ 228.192,12 78,88% R$ 43,78
Copa do Brasil Escudo Santa Rita.png Santa Rita 15.048 R$ 501.895,00 R$ 364.493,09 R$ -956,91 72,62% R$ 33,35
Brasileiro Escudo Chapecoense.png Chapecoense 26.682 R$ 1.203.320,00 R$ 933.425,75 R$ 334.965,75 77,57% R$ 45,10
Brasileiro Escudo Bahia.png Bahia 20.861 R$ 767.253,00 R$ 577.777,54 R$ 46.574,54 75,30% R$ 36,78
Brasileiro Escudo Atlético-PR.png Atlético-PR 17.850 R$ 631.678,00 R$ 474.994,46 R$ 178.230,00 75,20% R$ 35,39
Brasileiro Escudo Atlético-MG.png Atlético-MG 49.534 R$ 3.810.281,00 R$ 2.054.725,94 R$ 462.992,94 53,93% R$ 76,92
Copa do Brasil Escudo ABC.png ABC 12.522 R$ 406.115,00 R$ 273.903,28 R$ -39.306,72 67,44% R$ 32,43
Brasileiro Escudo Internacional.png Internacional 51.944 R$ 2.948.985,00 R$ 2.221.523,43 R$ 611.690,43 75,33% R$ 56,77
Brasileiro Escudo Corinthians.png Corinthians 32.958 R$ 1.509.747,00 R$ 1.163.813,84 R$ 227.571,84 77,09% R$ 45,81
Brasileiro Escudo Palmeiras.png Palmeiras 26.944 R$ 1.122.208,00 R$ 858.646,26 R$ 165.698,26 76,51% R$ 41,65
Copa do Brasil Escudo Santos.png Santos 25.714 R$ 1.029.363,00 R$ 773.025,16 R$ 47.052,16 75,10% R$ 40,03
Brasileiro Escudo Botafogo.png Botafogo 36.004 R$ 1.807.922,00 R$ 1.312.449,07 R$ 591.252,07 72,59% R$ 50,21
Brasileiro Escudo Criciúma.png Criciúma 28.475 R$ 1.187.572,00 R$ 908.099,92 R$ 305.082,92 76,47% R$ 41,71
Brasileiro Escudo Goiás.png Goiás 56.729 R$ 3.609.142,00 R$ 2.258.950,26 R$ 808.843,26 62,59% R$ 63,62
Copa do Brasil Escudo Atlético-MG.png Atlético-MG 39.786 R$ 7.855.510,00 R$ 5.646.481,34 R$ 414.231,34 71,88% R$ 197,44
Brasileiro Escudo Fluminense.png Fluminense 45.804 R$ 2.661.430,00 R$ 1.878.493,30 R$ 158.938,30 70,58% R$ 58,10
Total 964.299 (média: 26.786) R$ 50.827.012,50 R$ 35.638.365,03 R$ 7.093.026,45 70,12% R$ 52,71
  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 Não tivemos acesso ao borderô. Foi usado como média uma renda líquida de 70%

Númeração Fixa

Número Jogador
1 Fábio
30 Alex
24 Alan
12 Elisson
3 Léo
23 Marlone
13 Wallace Substituição realizada de jogo ( Hugo Ragelli )
26 Dedé
4 Bruno Rodrigo
5 Souza
2 Ceará
25 Willian
6 Egídio
15 Willian Farias
22 Mayke
8 Henrique
16 Lucas Silva
19 Nilton
18 Marcelo Moreno
35 Neilton
21 Samudio
7 Tinga
10 Júlio Baptista
17 Everton Ribeiro
27 Elber
28 Ricardo Goulart
29 Alisson
9 Borges
11 Dagoberto
31 Eurico
32 Rafael
33 Manoel
34 Marquinhos
36 Bruno Edgar
14 Judivan
20 Breno Lopes

Jogos

Legenda
Vitória Empate Derrota

Ver também

Referências