Temporada 2006

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de 2006)
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Temporada 2005 Icone-Calendario.png Temporada 2007


Sobre a temporada[editar]

Em uma temporada apagada, o Cruzeiro terminou o ano de 2006 na modesta 10ª posição no Campeonato Brasileiro. Sem o rival Atlético, que disputava a Série B, o torcedor cruzeirense teve poucos atrativos para ir ao Mineirão no segundo semestre, com um time irregular, cumprindo tabela em boa parte do campeonato.

Mais uma vez, apenas o Campeonato Mineiro salvou o ano. O Cruzeiro vingou o Ipatinga, vilão do ano anterior, e foi campeão estadual em pleno Ipatingão, depois de vencer por 1 a 0, com gol de Wagner, aos 44 minutos do segundo tempo. A torcida celeste invadiu o campo e festejou o título como se tivesse vencido de um velho rival.

O que deixou a conquista do Mineiro mais saborosa para os cruzeirenses foi o fato de ter eliminado o rival Atlético nas semifinais da competição. Foi o quarto clássico em mata-mata consecutivo que o Cruzeiro tirou o rival.

Na Copa do Brasil, o clube celeste foi eliminado nas quartas de final, pelo Fluminense, depois de duas derrotas: 3 a 2, no Mineirão, e 1 a 0, no Maracanã.

Curiosamente, o fato mais notável do Cruzeiro na temporada veio das arquibancadas. Na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Mineirão, o clube celeste perdia por 1 a 0 quando desceu para os vestiários, no intervalo. Tão logo terminou o primeiro tempo, os torcedores começaram a cantar uma música nova, que em poucos segundos foi espalhada pelo Mineirão e todos os torcedores se puseram de pé para entoar o novo grito a plenos pulmões.

A música “Vamos, vamos Cruzeiro”, criada pela Torcida Fanáti-Cruz, foi cantada durante todo o intervalo ininterruptamente e por pelo menos 15 minutos do segundo tempo. Ao todo, foram cerca de 30 minutos com o Mineirão todo de pé entoando o novo grito em sequência, sem parar, produzindo um barulho ensurdecedor.

Tudo em vão. O Cruzeiro perdeu o jogo em Belo Horizonte e voltou a perder no Rio, sendo eliminado da competição nacional. (Superesportes)

Geral[editar]

Mando de Campo Jogos Vitórias
(aprov.)
Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo Gols Média gols Média gols
sofridos

Geral 62 28
(45,16%)
16 18 93 62 31 1,50 1,00
Mandante 30 17
(56,67%)
11 2 60 27 33 2,00 0,90
Visitante 31 10
(32,26%)
5 16 32 35 -3 1,03 1,13
Amistosos 1 1
(100,00%)
0 0 1 0 1 1,00 0,00

Maior período de invencibilidade[editar]

  • Invícto: 10 jogos
  • Vitórias consecutivas: 3 jogos

Artilharia[editar]

- Jogador Gols Gol aos do
Élber Giovane 18
Wagner 15
Alecsandro 9
Gil Ribeiro 8
Francismar 6
Diego SilvaSimbolo jogador base.png 5
Carlinhos Bala 3
Edu Dracena 3
GladstoneSimbolo jogador base.png 3
10º Gabriel 3
11º Ferreira 2
12º Araújo 2
13º GeovanniSimbolo jogador base.png 2
14º LuizãoSimbolo jogador base.png 2
15º André Luís 1
16º Élson 1
17º Teco 1
18º Moisés 1
19º Michel Lopes 1
20º Martinez 1
21º Thiago HelenoSimbolo jogador base.png 1
22º Luizinho 1
23º Anderson Paim 1
24º Diogo MucuriSimbolo jogador base.png 1
25º Léo Silva 1
- Gols contra aos do 1
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base

Estatísticas[editar]

- Nome Jogos
oficiais
Tit. Res. Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos Amist.
Fábio (GOL) 58 58 0 1 0 1
Wagner (MEI) 48 43 5 9 1 1
Francismar (MEI) 47 32 15 6 0 1
Élber Giovane (ATA) 40 33 7 2 0 0
Edu Dracena (ZAG) 37 37 0 14 1 1
Diego Silva Simbolo jogador base.png (ATA) 37 12 25 3 0 1
Júlio César (LAT) 34 26 8 6 1 1
Gil Ribeiro (ATA) 32 32 0 2 1 1
Jonathan Simbolo jogador base.png (LAT) 31 27 4 1 0 1
10º Jonílson (VOL) 28 27 1 5 0 1
11º Alecsandro (ATA) 26 18 8 3 0 1
12º Fábio Santos (VOL) 25 23 2 5 0 1
13º Leandro Bonfim (MEI) 23 21 2 6 1 1
14º Luizão Simbolo jogador base.png (ZAG) 24 23 1 5 0 0
15º Diogo Mucuri Simbolo jogador base.png (MEI) 22 17 5 5 0 1
16º Martinez (VOL) 22 22 0 8 1 1
17º Élson (MEI) 21 21 0 4 0 0
18º Gladstone Simbolo jogador base.png (ZAG) 19 19 0 11 1 0
19º Kerlon Simbolo jogador base.png (MEI) 18 1 17 2 0 1
20º Sandro (MEI) 19 12 7 5 0 0
21º Thiago Heleno Simbolo jogador base.png (ZAG) 18 16 2 6 0 1
22º Moisés (ZAG) 17 17 0 5 0 1
23º Michel Lopes (LAT) 18 12 6 4 0 0
24º Carlinhos Bala (ATA) 17 6 11 0 0 0
25º Anderson Paim (ZAG) 14 9 5 4 0 1
26º Gabriel (LAT) 15 15 0 1 0 0
27º Leandro Silva (LAT) 15 11 4 1 0 0
28º Geovanni Simbolo jogador base.png (MEI) 14 14 0 0 0 0
29º Léo Silva (VOL) 14 6 8 1 0 0
30º André Luís (ZAG) 13 13 0 6 0 0
31º Augusto Recife Simbolo jogador base.png (VOL) 11 6 5 3 0 1
32º Luizinho (LAT) 11 6 5 2 0 1
33º Teco (ZAG) 9 9 0 2 0 0
34º Ferreira (ATA) 9 4 5 2 1 0
35º Eliézio (ZAG) 8 7 1 1 0 0
36º Jonathas Simbolo jogador base.png (ATA) 7 3 4 1 0 0
37º André Leone (ZAG) 7 4 3 2 0 0
38º Diego Clementino Simbolo jogador base.png (ATA) 6 0 6 0 0 0
39º Araújo (ATA) 5 4 1 0 0 0
40º Lauro (GOL) 3 3 0 0 0 1
41º Aldo (MEI) 3 2 1 0 0 0
42º Fábio Pinto (ATA) 2 0 2 0 0 0
43º Wando (ATA) 0 0 0 0 0 1
44º Maurinho (LAT) 1 0 1 0 0 0
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base


Públicos e rendas[editar]

Total
Público pagante Público presente Renda Bruta Ingresso médio
446.688 (média: 14.409) 446.688 (média: 14.409) R$ 4.547.636,00 (média: R$ 146.697,94) R$ 10,18
Nota
Jogo Cruzeiro 0x0 Fortaleza - 14/10/2006 aconteceu com portões fechados.

Jogos[editar]

Legenda
Vitória Empate Derrota

Ver também[editar]