Temporada 1972

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de 1972)
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Temporada 1971 Icone-Calendario.png Temporada 1973


Histórico[editar]

Volta ao Mundo em 70 Dias[editar]

Sem realizar um treino sequer, devido às férias, o Cruzeiro Exportação partiu para a primeira de suas maiores viagens pelo exterior. O time estrelado atuou pela primeira vez na Oceania, Ásia e América do Norte. Foram 70 dias fora do Brasil, onde disputou 18 amistosos, que renderam quase um milhão de cruzeiros ao clube. As partidas foram assistidas por chefes de estado e a delegação cruzeirense muitas vezes foi convidada para almoços nas embaixadas brasileiras.[1]

Eduardo, com seus "dribles da vaca", foi chamado de "encarnação de Garrincha", e Tostão, aclamado em todos os países como o "Rei Branco", já que Pelé era o Rei Negro. A excursão causou uma baixa importante: a saída de Tostão. A notícia de que a diretoria havia firmado contrato com o técnico Yustrich e que Orlando Fantoni seria dispensado no retorno ao Brasil, sob o argumento de que o novo treinador iria impor o que faltava ao time - a disciplina -, deixou o "Rei Branco" inconformado.[1]

Vai Tostão, Volta Raul[editar]

O técnico Yustrich havia assinado contrato como novo treinador do Cruzeiro em 16 de fevereiro, mas a delegação estrelada só tomou conhecimento do fato no dia 7 de março, quando estava na Tailândia. Imediatamente, Tostão convocou a imprensa no hotel e anunciou sua saída do Cruzeiro.[1]

Por outro lado, o goleiro Raul, que havia ganho o passe livre na justiça, em 11 de fevereiro, resolveu permanecer no Cruzeiro por causa dos métodos de Yustrich, que era o único do Brasil que fazia treinos específicos para os goleiros. Assim acreditava que voltaria à Seleção Brasileira.[1]

Lesão de Dirceu Lopes[editar]

Após enfrentar temperaturas altíssimas de 40°C em Manila, Filipinas, o elenco do Cruzeiro teve que enfrentar temperaturas baixas abaixo de 10°C na China. Esta variação de temperatura fez com que Dirceu Lopes sentisse a musculatura e ficasse fora por muito tempo.

Ele quis voltar para o Brasil mas foi convencido para continuar com o elenco e foi submetido a um tratamento por um médico chinês que o colocou de volta às atividades em apenas 2 semanas. Com a falta de confiança pela lesão, chegaram a chamá-lo de enganação em locais onde passou até o jogo no Iran, contra o Persépolis.

Geral[editar]

Mando de Campo Jogos Vitórias
(aprov.)
Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo Gols Média gols Média gols
sofridos

Geral 83 41
(49,40%)
30 12 136 58 78 1,64 0,70
Mandante 33 18
(54,55%)
12 3 54 15 39 1,64 0,45
Visitante 33 12
(36,36%)
13 8 41 32 9 1,24 0,97
Amistosos 25 14
(56,00%)
6 5 50 12 38 2,00 0,48

Artilharia[editar]

- Jogador Gols Gol aos do
Roberto MonteiroSimbolo jogador base.png 16
Dirceu Lopes 12
TostãoSimbolo jogador base.png 10
Eduardo Lima 10
PalhinhaSimbolo jogador base.png 9
Zé Carlos 5
Baiano 4
Rinaldo 3
João Ribeiro 3
10º Vanderlei 3
11º Eduardo AmorimSimbolo jogador base.png 3
12º Rodrigues 2
13º Repetto 1
14º Juarez 1
15º Elton 1
16º Cacá NA 1
17º PiazzaSimbolo jogador base.png 1
18º Toninho Almeida 1
- Gols contra aos do 4
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base

Estatísticas[editar]

# Nome Jogos
oficiais
Tit. Res. Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos Amist.
Vanderlei 37 37 0 0 0 6
Piazza Simbolo jogador base.png 36 36 0 0 1 6
Roberto Monteiro Simbolo jogador base.png 35 31 4 0 1 6
Zé Carlos 35 35 0 0 0 7
Eduardo Amorim Simbolo jogador base.png 33 28 5 0 1 0
Eduardo Lima 33 31 2 0 0 0
Fontana 32 32 0 0 1 6
Darci Menezes 31 30 1 0 0 1
Palhinha Simbolo jogador base.png 31 31 0 0 1 1
10º Lauro 29 28 1 0 0 6
11º Rinaldo 24 9 15 0 0 6
12º Dirceu Lopes 22 22 0 0 0 6
13º Baiano 20 8 12 0 1 0
14º Hélio dos Anjos 16 16 0 0 0 0
15º Pedro Paulo 15 10 5 0 0 4
16º Raul Plassmann 14 12 2 0 0 1
17º Moraes 14 12 2 0 0 1
18º Mizael 12 7 5 0 0 0
19º Hélio 10 10 0 0 0 4
20º João Ribeiro 9 2 7 0 0 3
21º Geraldo Galvão 8 7 1 0 1 0
22º Joãozinho Simbolo jogador base.png 7 7 0 0 0 0
23º Célton 6 3 3 0 0 0
24º Márcio 6 4 2 0 0 0
25º Rodrigues 5 5 0 0 0 1
26º Juarez 5 5 0 0 0 0
27º Maurício NA 5 5 0 0 0 0
28º Perfumo 4 4 0 0 0 6
29º Elton 4 4 0 0 0 0
30º Souza 4 2 2 0 0 0
31º Luiz Carlos 4 3 1 0 0 0
32º Emílio 3 2 1 0 0 0
33º Cacá NA 3 1 2 0 0 0
34º Nonô 3 3 0 0 0 0
35º Toninho Almeida 2 1 1 0 0 3
36º Tostão Simbolo jogador base.png 2 2 0 0 0 7
37º Vasco NA 1 0 1 0 0 0
38º Carlos 1 0 1 0 0 0
39º Luiz Carlos 1 1 0 0 0 0
40º Nenê 1 1 0 0 0 0
41º Élton 1 1 0 0 0 0
42º Nono 1 1 0 0 0 0
43º Robertinho 1 0 1 0 0 0
44º Souza NA 1 1 0 0 0 0
45º Emerson 1 0 1 0 0 0
46º Ademar 1 1 0 0 0 0
47º Maurício 1 1 0 0 0 0
48º Baiano 1 1 0 0 0 0
49º Alexandre 1 0 1 0 0 0
50º Neiriberto 1 0 1 0 0 2
51º Repetto 1 1 0 0 0 6
52º Álvaro 1 1 0 0 0 0
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base

Público e Renda[editar]

Total
Público pagante Público presente Renda Bruta Ingresso médio
359.798 (média: 10.582) 377.042 (média: 11.089) Cr$ 2.660.232,00 (média: Cr$ 78.242,12) Cr$ 7,39

Jogos[editar]

Legenda
Vitória Empate Derrota

Ver também[editar]

Referências[editar]

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 RIBEIRO, Henrique. Almanaque do Cruzeiro. Páginas: 136-137.